09 abr 2018

Vacina única desenvolvida para Influenza Aviária e Enterite de pato

Vacuna única desarrollada para Influenza Aviar y Enteritis del pato vacina


AUTOR(ES)

María de los Angeles Gutiérrez

Diamond V

Conteúdo disponível em: Español (Espanhol)

Pela primeira vez, pesquisadores dirigidos pelo professor Munir Iqbal, do Instituto Pirbright, puderam inserir genes protetores do vírus da Influenza Aviária na vacina contra a Enterite Viral de Pato (DEV), utilizando o método de edição do genoma CRISPR/ Cas9 que permite taxas mais altas de inserção do gene. Isto faz com que o processo seja mais eficiente e o vírus da vacina resultante seja capaz de proteger os patos contra DEV e Influenza Aviária.

A Enterite Viral do Pato é uma doença aguda, que infecta patos, gansos e cisnes, causando taxas de mortalidade de até 100%. As vacinas são usadas amplamente para reduzir o impacto da DEV e, recentemente, têm sido utilizadas para administrar componentes de vacinas de outros vírus como a Influenza Aviária.

As populações de patos domésticos no sudeste asiático desempenham um papel chave na manutenção do reservatório de cepas da Influenza Aviária grave e permitem que a infecção se propague para frangos, fazendo com que os patos sejam um alvo importante para as campanhas de vacinação.

Assim como com a gripe humana, a vacinação contra a Influenza Aviária é complicada pelas centenas de cepas potenciais, com variações estacionais que determinam qual vacina se deve usar. A técnica de edição do genoma, descrita en Viruses, permite a geração rápida de vacinas que podem proteger contra DEV, enquanto se mantém em dia com as variantes cepas circulantes da influenza.

O professor Munir Iqbal, líder do grupo de pesquisa da Influenza Aviária, disse: “Esta é a primeira vez que este método CRISPR/Cas9 foi aplicado à enterite viral de pato e é um avanço emocionante no rápido desenvolvimento de vacinas contra a Influenza Aviária. As vacinas que protegem os patos contra a DEV, assim como casos graves de Influenza Aviária, reduzirão as perdas de produção para os produtores de patos, salvaguardarão outras espécies de aves na avicultura frente à infecção por influenza e reduzirão o risco de transmissão aos humanos”.

A DEV é usada cada vez mais para entregar genes protetores às aves devido a seu genoma de grande tamanho, o que facilita sua manipulação. O projeto do método permite sua aplicação em diferentes genes e vírus, o que abre a possibilidade de que outras doenças possam ser abordadas rapidamente usando esse sistema.

A vacina agora está pronta para o registro e se está buscando colaborações com empresas farmacêuticas para comercializar a vacina. A Influenza Aviária tem potencial de mutar de tal maneira, que possibilite a transmissão de humano para humano, o que é cada vez mais preocupante. Por isso, vacinar os patos é uma estratégia essencial para proteger tanto as aves como os humanos da infecção.

Esta pesquisa foi financiada pelo Biotechnology and Biological Sciences Research Council (BBSRC) número de concesión ZELS BB/L018853/1, número de concesión BBSRC ISPG BBS/E/I/00007032, BBSRC concesión BB/P016472/1 y British Council Newton Fund Institutional Links concesión IL3261727271.

Diamond V


NOVIDADES

 

REVISTA

Revista aviNews aviNews Brasil Julho 2021

ARTIGOS DA REVISTA



 
 


Consultar outras edições


 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies