11 nov 2021

Unidades de Maringá (PR) e Eusébio (CE) Polinutri recebem investimentos

get_the_title



Maringá e Eusébio As plantas industriais de Maringá (PR) e Eusébio (CE) receberam novos equipamentos. A primeira unidade, situada no estado líder na produção de peixes de cultivo segundo dados da Peixes-BR, Paraná, recebeu uma nova extrusora com objetivo de triplicar a produção de alimentos para aquacultura. Para a fábrica localizada no Nordeste, maior produtor de camarão cultivado do Brasil de 2020 apontado pela Associação Brasileira de Criadores de Camarão (ABCC, Natal/RN), o investimento foi em uma nova peletizadora que elevará em 2,5 vezes a produção de ração destinada para a cadeia produtiva do camarão.

“Estes investimentos acompanham nosso ritmo de crescimento dos últimos anos dentro destes segmentos nestas regiões. Portanto, com o aumento do volume comercializado e ampliação de clientes atendidos, hoje o terceiro maior segmento de negócios na Polinutri, vimos a necessidade de investir nessas plantas”, informa o Diretor Comercial e Marketing da Polinutri, Rogerio Luiz Iuspa.

O processo de aquisição dos novos equipamentos foi iniciado em 2020 coordenado entre os departamentos de Operações e Comercial, confirmando a viabilidade dos novos investimentos. Após o estudo, a equipe identificou os equipamentos necessários e mais adequados com vistas para o plano de crescimento do negócio de médio e longo prazo.

 

“Estamos investindo R$ 12 milhões este ano nas fábricas. Ampliamos a capacidade com equipamentos modernos, automatizados, em linha às nossas necessidades. A extrusora em Maringá já iniciou suas operações e a peletizadora de Eusébio em dezembro deste ano” adianta o Diretor de Operações da Polinutri, Humberto Saad.

Maringá e Eusébio Rogerio Iuspa salienta que todas essas melhorias visam a qualidade e prestação de serviços Polinutri junto aos seus clientes. “A Região Sul é um importante polo na produção de Tilápias e o Paraná, em 2020, produziu 166 mil toneladas da espécie. Já a Região Nordeste responde por 99,6% da produção nacional de camarão, encerrando 2020 com 63,2 mil toneladas, volume 14,1% maior que o do anterior”, salienta e destaca que, mesmo com a retração econômica gerada pela pandemia, os investimentos estão em linha às expectativas da empresa com taxas de crescimento de anos anteriores e prospecções de consumo interno e comércio internacional. “Acreditamos no processo de retomada dos segmentos e do crescimento dessas cadeias produtivas”, e antecipa que “os investimentos dão margem para a criação futura de novas soluções nutricionais para o mercado e oportunidades profissionais reforçando o compromisso com os clientes.”

Sobre a Polinutri – Fundada em 1989 a empresa atua no desenvolvimento, na produção e comercialização de soluções e produtos para a nutrição e saúde animal. Conta com três unidades industriais – Treze Tílias (SC), Eusébio (CE) e Maringá (PR) –, três Centros de Distribuição (CDs) – Varginha (MG), Lajedo (PE) e Barueri (SP) – e sede administrativa em São Paulo (SP). Aliado a isso, conta com um laboratório próprio em Maringá (PR) reconhecido e atestado pela FAO, Embrapa e Rommer Labs. Atualmente a empresa atende os mercados de ração acabada, premix e núcleos para as áreas de bovinocultura de corte e leite, suinocultura, avicultura de corte e postura, carcinicultura, piscicultura, peixes ornamentais e pets.

Fonte: Giracom – Comunicação e Marketing




MERCADO +

Data Produto Valor
17/11/2021 Congelado +
(kg)
R$ 7,33
17/11/2021 Resfriado +
(kg)
R$ 7,53

* ORIGEM BASTOS (SP)
Data Produto Valor
17/11/2021 Branco +
Vermelho +
(cx. 30 dúzias)
R$ 108,82
R$ 114,25

* ORIGEM BASTOS (SP)

NOVIDADES

 

REVISTA

Revista aviNews aviNews Brasil Julho 2021

ARTIGOS DA REVISTA



 
 


Consultar outras edições


 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies