AUTOR(ES)

Priscila Beck

Diamond V

A OIE (Organização Mundial de Saúde) notificou ontem (22/10) um foco de Salmonella Gallinarum (tifo aviário) em uma granja de matrizes em Honduras. Segundo o informe, o caso teria iniciado em 24 de setembro, sendo confirmado em 1/10 e informado às autoridades de saúde animal internacionais no último dia 20.

O caso ocorreu em uma granja de matrizes com 16.629 aves de idades diferentes, das quais 550 apresentaram a doença e 450 morreram devido à enfermidade. Localizada na aldeia de Taulabé, no departamento de Comayagua, em Honduras, a granja teve 3,4 mil aves eliminadas, com medida de segurança.

tifo aviário

Segundo o informe da OIE, o sistema de vigilância epidemiológica passiva para enfermidades das aves atendeu a uma denúncia de mortalidade em aves domésticas em uma granja de reprodutoras pesadas. As aves apresentavam sinais clínicos e lesões compatíveis com tifo aviário.

A partir de testes rotineiros de bacteriologia e análises bioquímicas foi diagnosticada a Salmonella Gallinarum em 1 de outubro. A granja afetada foi quarentenada e mantida a vigilância epidemiológica na região, com restrições de movimento de aves, além da vigilância contínua, a partir da coleta de amostragens.

A doença não foi detectada, segundo a OIE, no rastreamento realizado em um raio de 10 km no entorno do foco. A entidade informa ainda que também não se detectou a doença nos ensaios epidemiológicos da granja afetada, o que significa que o problema ficou restrito à granja afetada.

O tifo aviário é uma doença sistêmica grave, causada por um sorovar extremamente adaptado ao hospedeiro, pelo qual somente as aves adoecem. A enfermidade causa grande perda econômica, não só pelas altas taxas de morbidade e de mortalidade, mas também pela marcante queda de postura.

Nos lotes afetados, a taxa de mortalidade pode ser de 10 a 80%, causando impactos sanitários e econômicos.  Os sintomas, que nada têm de específico, são: a anemia com cristas e barbelas pálidas ou arroxeadas que dependendo do órgão lesionado pelo tifo pode causar apatia, penas arrepiadas, anorexia, diarreia amarelo-esverdeada e febre.

Fonte: OIE e aviNews Brasil



NOVIDADES

 

REVISTA

Revista aviNews aviNews Brasil Abril 2021

ARTIGOS DA REVISTA



 
 


Consultar outras edições


 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies