23 jun 2021

Teste de sensibilidade para anticoccidianos – por que essa é a ferramenta mais eficaz para uso prudente do medicamento nas granjas

get_the_title



É uma manifestação natural. Quanto maior a frequência de uso de determinada categoria de medicamento veterinário para o combate de agentes invasores, seja antibiótico, antiparasitário, ou anticoccidiano, maior será a perda de sensibilidade dos microrganismos a eles. “O desenvolvimento de uma tecnologia leva anos, não podemos correr o risco de perdê-la por mau uso em campo. Por isso é algo que deve ser continuamente monitorado, para que consigamos aproveitar ao máximo as tecnologias disponíveis no controle de doenças”, explica o médico-veterinário Antonio Kraieski, Assistente Técnico de Aves da Zoetis.

“É o que vem acontecendo com o controle da doença de maior impacto negativo na avicultura em todo o mundo, a coccidiose”, acrescenta Kraieski. O especialista diz que a medição da perda da sensibilidade é feita por meio de testes in vivo específicos, que apontam o grau de resistência do parasita a moléculas em uma área geográfica. “São essas provas de sensibilidade que vão auxiliar as empresas a decidirem quais anticoccidianos são mais adequados para os desafios apresentados localmente.”

O teste de sensibilidade aos anticoccidianos, conhecido como anticoccidial sensitivity test (AST), aponta dados que ajudam a elaborar e a aperfeiçoar programas de controle de coccidiose em granjas de frango de corte.

“Só o teste permite dizer qual é a droga mais efetiva no controle de uma determinada coccidia. Para isso, é necessário fazer o isolamento dos oocistos do parasita e realizar provas de sensibilidade com vários anticoccidianos”, reforça Kraieski. A eficácia dos anticoccidianos é avaliada por seus resultados quanto a aspectos como ganho de peso, conversão alimentar e mortalidade, além de escore de lesão do trato intestinal das aves.

“Infelizmente, o AST ainda é pouco utilizado no Brasil, mas hoje ele é uma ferramenta fundamental na utilização racional e estratégica dos anticoccidianos e, consequentemente, no controle efetivo da coccidiose em campo”, finaliza o especialista.

Sobre a Zoetis

Como empresa líder mundial em saúde animal, a Zoetis é movida por um propósito singular: fortalecer o mundo e a humanidade por meio da promoção do cuidado com os animais. Depois de quase 70 anos trazendo inovações na maneira de prever, prevenir, detectar e tratar doenças em animais, a Zoetis continua a apoiar aqueles que criam e cuidam de animais em todo o mundo – de pecuaristas a veterinários e tutores de animais de estimação. Todo o seu portfólio de medicamentos, vacinas, diagnósticos e tecnologias terapêuticas, e aproximadamente 11.300 funcionários fazem a diferença em mais de 100 países.
Em 2020, a Zoetis obteve um faturamento de US$ 6,7 bilhões. Para outras informações, acesse www.zoetis.com.

Fonte: Little George



NOVIDADES

 

REVISTA

Revista aviNews aviNews Brasil Abril 2021

ARTIGOS DA REVISTA

img13

Por Felipe Lino Kroetz Neto

View more


 
 


Consultar outras edições


 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies