13 jun 2017

Tecnologia laser para combater a influenza aviária

Avicultura beneficiada con tecnología láser contra IA


AUTOR(ES)

María de los Angeles Gutiérrez

Diamond V

Conteúdo disponível em: Español (Espanhol)

Uma granja de ovos orgânicos na Inglaterra estabeleceu um método inovador para proteger suas galinhas da influenza aviária (IA), que as permite permanecer livres.
A granja Orchard Eggs, com sede em West Sussex, utiliza a última tecnologia laser de uma empresa holandesa para espantar as aves silvestres migratórias e evitar que se misturem com as galinhas da granja.

Nesta tecnologia laser foi utilizada a combinação de opções de alta precisão, filtros e frequências para criar uma máquina laser capaz de manter as aves longe dos campos.

O governo britânico ampliou recentemente os requisitos de biosseguridade que os produtores avícolas devem cumprir se querem manter suas aves ao are livre.

O casal holandês Karen e Daniel Hoeberichts, proprietários da Orchard Eggss, permitem a suas galinhas moverem-se livremente ao redor de 50 acres de terreno e ter acesso a instalações móveis dentro do terrenos quando o necessitam.

De acordo com os desenvolvedores, o princípio de repelir as aves com um raio laser está inspirado na natureza. Desta maneira, os pássaros pensam que o raio laser que se aproxima é um objeto físico e isto os afugenta.

Daniel Hoeberichts, diz no The Wester Producer que “Uma vez que escutamos sobre o Agrilaser Autonomic, parecia uma solução ideal para complementar todas as nossas outras medidas de biosseguridade”. Além disso, acrescenta que o laser automatizado repele as aves indesejadas sem causar dano às aves silvestres, frangos, galinhas ou meio ambiente circundante.

Desta forma, o casal construiu uma torre improvisada de canhões no meio do terreno. Sobre ela, uma “arma” laser giratória totalmente automática dispara raios de luz verde para espantar as aves migratórias.

Este sistema foi desenvolvido pela empresa holandesa Bird Control Group numa cooperação com a Universidad Técnica de Delft na Holanda.

O laser é silencioso e mostra uma efetividade de 90% a 100% na dispersão de aves nas granjas, o que a empresa afirma ser uma alternativa viável frente ao custoso método de instalar redes em torno de granjas avícolas.

A influenza aviária tem estressados os produtores de aves e ovos da Holanda e Reino Unido desde dezembro de 2016

O advento do novo protocolo APHA (Animal and Plant Health Agency) permite que as aves criadas ao ar livre possam ser mantidas segregadas das aves silvestres. Com esta regra, a tecnologia laser para a dispersão de pássaros alcança seu pleno potencial. Já que estes são domesticados e as galinhas não são afetadas pelo laser.

No Reino Unido se estabeleceu uma zona de prevenção a partir de 6 de dezembro de 2016, que exige que todos os produtores avícolas e proprietários de outras aves de cativeiro adotem maior biosseguridade, o que inclui manter suas aves confinadas, se possível, ou, de outra maneira, separar as aves domésticas das aves silvestres.

Esta nova tecnologia laser inovadora pode ser uma excelente ferramenta para os produtores de ovos orgânicos porque protege suas galinhas da presença de aves migratórias que podem ocasionar grandes riscos sanitários ao plantel avícola.




MERCADO +

DataProdutoValor
23/11/2020 Congelado +
(kg)
R$ 6,23
23/11/2020 Resfriado +
(kg)
R$ 6,38

* ORIGEM BASTOS (SP)
DataProdutoValor
16-20/11/2020 Branco +
Vermelho +
(cx. 30 dúzias)
R$ 101,96
R$ 123,72

* ORIGEM BASTOS (SP)

SESSÕES TÉCNICAS ESPECIAIS +

REVISTA AVINEWS BRASIL +

NOVIDADES

 

REVISTA

 
 


Consultar outras edições


aviagen
 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies