01 jul 2021

Técnicas de Manejo para Redução de Pododermatite em Frangos

Aviagen Pododermatite


A pododermatite é um problema comum que está recebendo cada vez mais atenção na indústria avícola. Ela afeta o bem-estar animal e o lucro do produtor, e tende a ganhar mais importância com legislações relacionadas ao bem-estar animal no futuro.

pododermatiteAs maiores causas da pododermatite são camas úmidas e compactadas. Assim, mantendo a qualidade da cama do aviário, os produtores podem reduzir a pododermatite e melhorar o bem-estar das aves.

CAUSAS DA PODODERMATITE

pododermatiteA ocorrência da pododermatite está fortemente ligada à qualidade da cama do aviário, que, se úmida e compactada, aumenta sua incidência. Lesões no coxim plantar também são chamadas de queimaduras de amônia, mas essa denominação não é muito correta.

Vários estudos apontam que camas úmidas podem causar ou induzir pododermatite, independentemente de outros fatores (Mayne et al, 2007; Youssef et al., 2008).

pododermatite

A severidade da pododermatite aumenta à medida que a umidade da cama aumenta.

A melhor maneira de prevenir a pododermatite é:

manter a cama seca e aerada, especialmente no período de aquecimento inicial, quando as aves parecem ser mais suscetíveis ao desenvolvimento das lesões.

A qualidade das camas é influenciada por uma série de fatores:

Intervalo sanitário e preparação do galpão de frango;

Manejo de cama (material e altura da cama);

Iluminação: distribuição, cor e programa de luz;

Fornecimento de água e manejo dos bebedouros;

Ventilação, aquecimento e controle da umidade ambiental;

Ração;

Densidade de alojamento.

 

pododermatite

RESUMO DE FATORES QUE PODEM CONTRIBUIR PARA REDUZIR A INCIDÊNCIA DE PODODERMATITE EM FRANGOS
As recomendações a seguir podem ajudar os produtores de frango a manter a qualidade das camas e, assim, prevenir a pododermatite.

pododermatiteINTERVALO SANITÁRIO E PREPARAÇÃO DO GALPÃO DE FRANGO

Limpe, desinfete e seque o galpão adequadamente antes de cada alojamento;

pododermatiteCheque e faça os reparos necessários em todo o equipamento do galpão (por exemplo: sistemas de ventilação, entradas de ar e sistema de aquecimento);

pododermatiteAqueça o piso a 30°C antes da cama ser colocada;

pododermatiteCheque o sistema de fornecimento de água à procura de vazamentos, conserte/troque os bicos de nipple com vazamento e providencie aparadores de nipple faltantes;

pododermatiteRenove a água das linhas de bebedouros logo antes das aves serem alojadas;

Cumpra todas as ações e padrões de intervalo sanitário a fim de garantir que a cama reutilizada esteja seca e em boas condições para o novo alojamento.

MANEJO DE CAMA E MATERIAL DE CAMA

Usar maravalha de qualidade resulta em menos lesões de coxim plantar do que outros materiais disponíveis para a cama de aviário, devido a sua melhor capacidade de absorção e aeração quando revolvida;

No caso de usar palhada de trigo e outras culturas alternativas como casca de arroz, casca de amendoim, casca de café, é melhor cortar os materiais e garantir que o comprimento esteja entre 2 a 4 cm. Assim, a capacidade de absorção de água será aumentada;

Uma camada adequada de material de cama, 8 a 10 cm de profundidade, pode ser benéfica para a prevenção da pododermatite, contanto que a temperatura do piso esteja correta;

Remova camas úmidas e troque-as por cama nova e seca sempre que necessário;

Realize o manejo de cama, mexendo as camas, sempre que as mesmas ficarem compactadas;

Retire o papel utilizado no piso para a alimentação inicial. O papel deve ser removido após aproximadamente 3 dias, preferencialmente antes de desmanchar.

 

FORNECIMENTO DE ÁGUA E MANEJO DOS BEBEDOUROS

Faça a manutenção constante e cheque os bebedouros regularmente;

pododermatiteTroque bicos de nipple bloqueados ou com vazamento e instale aparadores de nipple faltantes;

Só forneça água de boa qualidade;

pododermatiteDesinfete e renove a água da tubulação dos bebedouros regularmente para reduzir vazamentos e prevenir a formação de contaminantes e biofilmes;

pododermatiteRenove a água na tubulação antes do alojamento das aves e regularmente durante as duas primeiras semanas de vida;

pododermatiteA incidência de pododermatite é menor com sistemas de nipple do que com bebedouros pendulares. O uso de aparadores de gota nos nipples diminui vazamentos nas camas e reduz a incidência de pododermatite;

pododermatiteEvite manter uma pressão de água muito alta nas linhas, especialmente durante as primeiras duas semanas após o alojamento;

pododermatiteAssegure que a linha de bebedouros esteja nivelada para garantir que o fornecimento de água seja igual em todo o aviário;

pododermatiteAjuste a linha de bebedouros diariamente para a altura das aves. Uma linha de bebedouros muito baixa favorece a formação de camas úmidas;

pododermatiteAcidificar a água pode ajudar a reduzir a severidade da pododermatite, mas também pode impactar o crescimento dos frangos quando feita fora das recomendações técnicas do produto utilizado;

pododermatiteControlar o fornecimento de água durante os períodos em que o consumo de água é naturalmente baixo ajuda a minimizar vazamentos desnecessários. Mas é preciso tomar cuidado para não restringir a quantidade de água necessária para o crescimento.

DISTRIBUIÇÃO E COR DAS LÂMPADAS E PROGRAMAS DE LUZ

A luminosidade deve ser uniformemente distribuída em todo o aviário;

Intensidade luminosa abaixo de 20 lux não apresenta efeitos benéficos na redução de pododermatite.

 

VENTILAÇÃO E AQUECIMENTO

O uso de aquecimento ambiental é preferível sobre os aquecedores a gás, pois produzem menos umidade;

pododermatiteA distribuição do aquecimento deve ser uniforme em todo o aviário e o sistema de aquecimento deve ser corretamente dimensionado para o tamanho do aviário;

pododermatiteA utilização de um programa de redução de temperaturas mais gradual durante as primeiras fases de vida da ave pode reduzir a incidência de pododermatite;

Mantenha um programa de ventilação mínima desde o primeiro dia de vida do lote;

A monitoria e controle da umidade relativa do aviário é importante. A umidade relativa deve estar entre 50 e 70%. Se a umidade relativa for maior que 70%, a ventilação extra e aquecimento (em alguns casos) são necessários;

Se o aviário tiver um sistema de nebulização, ele deve estar em perfeitas condições de operação. Gotas de tamanho acima do desejado vão aumentar a umidade da cama e o risco de pododermatite.

NUTRIÇÃO

pododermatiteA fábrica de ração deve utilizar apenas matérias- primas com boa digestibilidade, formular as dietas com base em aminoácidos digestíveis e evitar níveis excessivos de Sódio e Potássio. Seguindo estas orientações, o risco de pododermatite será reduzido;

pododermatiteCheque se os níveis de Zinco, Biotina e Vitamina B são os ideais;

pododermatiteA adição de bentonitas na ração pode ter um efeito benéfico na qualidade da cama e na incidência de pododermatite.

DENSIDADE DE ALOJAMENTO

pododermatiteA densidade de aves no aviário deve estar alinhada com a legislação local, mas do ponto de vista de incidência de pododermatite, as densidades mais baixas são benéficas;

pododermatiteAlinhe o manejo e os equipamentos do aviário à densidade de alojamento pretendida. Se o aviário e o manejo não estiverem ajustados, um aumento na densidade vai resultar em aumento da incidência de pododermatite.

 



NOVIDADES

 

REVISTA

Revista aviNews aviNews Brasil Abril 2021

ARTIGOS DA REVISTA



 
 


Consultar outras edições


 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies