AUTOR(ES)

Raúl Otálora

Diamond V

Conteúdo disponível em: Español (Espanhol)

Há duas espécies de codornas que geralmente são utilizadas para produzir carne ou ovos ou para ser caçada em áreas permitidas. A Coturnix coturnix japonica, que é mais utilizada na produção de carne e ovos; e a Colinus virginianus, que é capturada nas áreas permitidas.

productos avícolasCODORNA AMERICANA

A Colinus virginianus, perdiz da Virgínia ou codorna americana (Bob White) é uma espécie semisselvagem, criada normalmente até as 14-16 semanas antes de ser solta em áreas permitidas para depois ser caçada na temporada oficial

  • Sua produção é de uma sequência média de 14 ovos
  • O período de incubação é de 23 dias

Seus filhotes são criados livres de gaiolas em galpões fechados (Figura 1) ou em poleiros no exterior, mas cobertos por telas. Durante a criação, é necessário que essas aves tenham um mínimo contato com o ser humano, para que não seja afetada sua condição de aves de caça.

A codorna americana em confinamento é bastante suscetível à enterite ulcerativa causada por Clostridium colinum; a parasitoses (nematódeos da traqueia, como Syngamus trachea); à Capillaria esofágica; ao Oxyspirura mansoni, verme dos olhos; ao nematódeo Tetrameres americana, instalado no proventrículo glandular; e a outros nematódeos. Além disso, essa espécie de codorna é altamente suscetível ao vírus influenza aviária.

producción avícola alternativa

Figura 1. Padrão de galpão para os filhotes de codorna americana. Essas aves geralmente são criadas em galpões com poleiros pequenos até os 21 dias de vida, antes de serem mudadas para galpões como o desta figura, devendo permanecer até as 14-16 semanas

 

CODORNA JAPONESA

A espécie japonesa, Coturnix coturnix japonica, é a mais importante para a indústria de codornas, sendo domesticada inicialmente no Japão até o século XI. Essa espécie de codorna é indicada para a produção de carnes, ovos e para plantel. A codorna japonesa tem um crescimento muito rápido. Em apenas seis semanas, começa a postura ativa, e a produção desses ovos dura facilmente 30 semanas de vida ou mais.

Dos países latino-americanos, o México, a Colômbia e o Brasil têm uma produção significativa. Nos Estados Unidos, a região sudeste concentra a maior produção do país. Nos lotes das reprodutoras é frequente a postura de ovos das 6 primeiras até as 30 semanas de vida ou seja, a postura dura, pelo menos, 24 semanas de produção. Nesse período, as reprodutoras ficam alojadas com os machos na proporção de um macho para cada três fêmeas, assim os ovos produzidos podem ser destinados à incubação para produzir a seguinte geração, ou ser utilizados como ovos para consumo humano.

A Figura 2 apresenta o resumo do sistema de produção das codornas japonesas. Na produção de reprodutoras da codorna japonesa, as reprodutoras crescem até seis semanas de vida no piso; e o ciclo de produção de ovos ocorre em gaiolas comunitárias até 30 semanas de vida (Figura 3). Cada lote de reprodutoras contém aproximadamente 22 mil fêmeas com os correspondentes machos, mas isso varia entre empresas dependendo da quantidade de produção necessária.

producción avícola alternativa

É comum utilizar gaiolas comunitárias com capacidade para 30 fêmeas e 10 machos. Embora cada linhagem genética seja diferente, geralmente cada fêmea produz de 110 a 120 ovos entre 22 e 24 semanas de produção, com uma produção em média de 86 a 88%. Semelhante ao ciclo das galinhas matrizes pesadas, utiliza-se somente um ciclo de produção de ovos.

As codornas possuem uma alta taxa de fertilidade (mais de 96%) e de incubação (>80%), dependendo de cada lote e da linhagem genética

 

producción avicultura

Figura 3. Gaiolas comunitárias para matrizes. A coleta de ovos férteis é mecânica

 

As reprodutoras são submetidas a um período de iluminação de 16 a 17 horas, igual que as galinhas matrizes, e recebem 30 a 35 gramas de ração por dia. O sistema de produção de filhotes de codornas de corte é semelhante ao realizado com os frangos de corte, com exceção para a necessidade energética na alimentação inicial que é consideravelmente mais alta

Os filhotes de codorna são criados em galpões, semelhantes aos galpões de frangos de corte, mas a densidade pode ser muito maior (Figura 4). O período de engorda dos filhotes de codornas dura aproximadamente cinco semanas, quando é interrompido o crescimento para processar as aves nas plantas de processamento semelhantes às utilizadas nos frangos de corte.

As codornas de corte apenas podem engordar até cinco semanas de vida, pois chegam à maturidade sexual nas seis semanas de vida, sendo que a produção de ovos geralmente é iniciada nas seis semanas de vida. Cada empresa de produção de codorna tem seu próprio sistema de reabastecer o plantel

Um sistema muito comum é realizar uma seleção genética no final do período de engorda das aves. As aves são selecionadas segundo suas características fenotípicas incluindo, por exemplo:

  • PESO CORPORAL
  • FORMAÇÃO
  • COR DAS PENAS
  • FORÇA DAS PERNAS
  • OUTRAS CARACTERÍSTICAS QUE SÃO MUITO PARTICULARES DE CADA EMPRESA E DE CADA VARIEDADE DE AVES

 

O importante dessa seleção não é enfatizar somente as características de produção de carne, mas também conservar ou melhorar as características de reprodução da linhagem ou de linhagens genéticas utilizadas.

producción avicultura alternativa

Figura 4. Codornas japonesas de corte

 

Considerando que existem numerosas espécies ou variedades genéticas, as codornas que são engordadas até os 35 dias de vida podem atingir um peso vivo variável, entre 200 e 300 gramas, dependendo da linhagem genética, nutrição, sistema de produção e estado de saúde. A mortalidade nas codornas de corte tende a ser proporcionalmente maior que os frangos de corte por diferentes motivos.

Os ovos férteis têm uma cor intensa e são manchados (Figura 5), por isso é difícil selecionar e separar os ovos de boa qualidade e identificar microtrincas, problemas de contaminação ou sujeira dos ovos. Além disso, não é fácil selecionar famílias genéticas para melhorar a qualidade da casca do ovo. Por esses motivos, torna-se fácil a contaminação dos ovos por fungos ou bactérias.

producción avícola codornices

É de suma importância a manutenção do nível de segurança altamente exigente na incubadora. O período de incubação depende também da subespécie ou da variedade, mas normalmente leva de 16 a 17 dias.

A transferência das incubadoras para os berçários ocorre por volta dos 14 dias de incubação, sendo que a incubação é realizada em máquinas incubadoras com única etapa para facilitar sua desinfecção e manter os altos níveis de segurança dos alimentos. Os filhotes de codornas são muito pequenos e frágeis, já que os ovos férteis geralmente pesam entre 12 e 15 gramas, o que mostra a importância do manejo desde cedo com essas aves. Os problemas de saúde mais frequentes nas codornas japonesas são (Figura 7):

  • DOENÇAS FÚNGICAS (ASPERGILOSE)
  • COLIBACILOSE (E. COLI)
  • BRONQUITE DAS CODORNAS (ADENOVÍRUS).
  • CÓLERA AVIÁRIA (PASTEURELLA MULTOCIDA).
  • ERISIPELA (ERYSIPELOTHRIX RHUSIOPATHIAE).
  • VÍRUS DA VARÍOLA AVIÁRIA (POXVÍRUS DAS AVES).
  • INFLUENZA AVIÁRIA (ORTHOMYXOVIRIDAE, INFLUENZA A).
  • RETICULOENDOTHELIOSIS (GAMMARETROVIRUS).
producción avícola alternativa

Figura 7. Algumas les.es em codornas japonesas

 




MERCADO +

DataProdutoValor
07/08/2020 Congelado +
(kg)
R$ 4,94
07/08/2020 Resfriado +
(kg)
R$ 4,94

* ORIGEM BASTOS (SP)
DataProdutoValor
27 - 31/07/2020 Branco +
Vermelho +
(cx. 30 dúzias)
R$ 83,91
R$ 104,32

* ORIGEM BASTOS (SP)

SESSÕES TÉCNICAS ESPECIAIS +

REVISTA AVINEWS BRASIL +

NOVIDADES

 

REVISTA

Revista aviNews aviNews Brasil Junho 2020

ARTIGOS DA REVISTA



 
 


Consultar outras edições


aviagen
 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies