12 dez 2019

Produção de ração para aves cresce acima das expectativas em 2019



AUTOR(ES)

Priscila Beck

Diamond V

A produção de ração para aves, somando frangos de corte e aves de postura, subiu 2,2% no ano de 2019, acima das expectativas iniciais do Sindirações (Sindicato Nacional da Indústria de Alimentação Animal). De janeiro a setembro de 2019, foram produzidas 29,5 milhões de toneladas de rações para aves.

O produtor de frangos de corte demandou 24,6 milhões de toneladas de rações de janeiro a setembro de 2019, o que representa um avanço de 2,9% comparado ao mesmo período de 2018. Segundo dados da ABPA (Associação Brasileira de Proteína Animal), a produção brasileira de carne de frango deverá crescer 2,3% em 2019, alcançando 13,5 milhões de toneladas.

Em relação às exportações de carne de frango, a previsão da entidade é de crescimento de 2,4%, alcançando a casa dos 4,2 milhões de toneladas. Em relação ao consumo per capita no Brasil, o crescimento previsto é de 2,2%, saltando dos atuais 41,7 kg para 42,6 kg de carne de frango por pessoa/ano.

Em entrevista coletiva concedida à imprensa no início da noite desta quinta-feira (12/12), o CEO do Sindirações, Ariovaldo Zani, explicou que o surto de PSA (Peste Suína Africana) na China permitiu ao Brasil exportar não só mais carne suína, como as outras proteínas animais.

ariovaldo zani sindirações crescimento produção de rações

Ariovaldo Zani, CEO do Sindirações, apresentou números da produção de ração no ano de 2019 em entrevista coletiva à imprensa

“O fenômeno acabou por impulsionar a produção de frangos, estimulada também pela necessidade do consumidor brasileiro de alternativa mais econômica, quando comparada à carne bovina, bastante valorizada no período”, afirmou Zani. Segundo ele, até o final do ano, a produção de rações para aves poderá apresentar um crescimento total de até 3%, ante a expectativa inicial de crescimento de 2%.

Para 2020, as expectativas de crescimento do setor, segundo Zani, são positivas. “Nosso prognóstico, de um próspero 2020 àqueles empreendedores que atuam com ética, boa-fé e respeito às regras do jogo”, salientou.

As perspectivas da ABPA relacionadas à produção brasileira de carne de frango em 2020 são de crescimento entre 4% e 5%, podendo chegar a 13,7 milhões de toneladas. Para as exportações em 2020, as expectativas de crescimento giram entre 3% e 6%, devendo alcançar as 4,5 milhões de toneladas.

Avicultura de Postura

O setor da avicultura de postura, contrariamente ao de frangos de corte, apresentou queda no volume de produção de rações. As 4,8 milhões de toneladas produzidas de janeiro a setembro de 2019, representaram uma queda de 1,4% na comparação às 4,9 milhões de toneladas produzidas no mesmo período de 2018.

Segundo Zani, a queda na produção de rações para a avicultura de postura é reflexo do ajustamento no alojamento de aves. A produção de ovos no ano de 2019 foi de 49 bilhões de unidades, o que representa um crescimento de 10%, comparado às 44,48 bilhões produzidas em 2018.

As expectativas de crescimento do mercado de ovos para 2020, segundo a ABPA, giram em torno de 5% e 6%. Também segundo a entidade, em termos de consumo per capita, cada brasileiro deverá passar dos atuais 230 ovos para 240 no ano de 2020.

Produção total

Agrupando a produção de rações para todas as espécies animais, os resultados de janeiro a setembro de 2019 representam um crescimento de 3%, alcançando as 52,8 milhões de toneladas.

O segmento de aves, maior consumidor de rações animais no Brasil, apresentou um crescimento de 2,2% no volume de produção no mesmo período, conforme já citado anteriormente, chegando às 29,5 milhões de toneladas. A expectativa do Sindirações, até o final de 2019 é de que o setor acumule um crescimento entre 2,9% e 3%.

O segundo maior setor consumidor de ração animal, o suinícola, consumiu 12,5 milhões de toneladas, representando um crescimento de 4,4% comparado ao volume produzido no mesmo período de 2018.

O crescimento na produção de ração no segmento bovino apresentou um crescimento de 3,9%, alcançando as 6,7 milhões de toneladas produzidas entre janeiro e setembro de 2019. O segmento de cães e gatos chegou às 2,05 milhões de toneladas, um crescimento de 3% e a aquicultura alcançou a casa de 1 milhão de toneladas, o que representa um crescimento de de 5,1% na produção.




MERCADO +

DataProdutoValor
18/01/2021 Congelado +
(kg)
R$ 5,86
18/01/2021 Resfriado +
(kg)
R$ 6,20

* ORIGEM BASTOS (SP)
DataProdutoValor
11-15/01/2021 Branco +
Vermelho +
(cx. 30 dúzias)
R$ 94,62
R$ 110,24

* ORIGEM BASTOS (SP)

SESSÕES TÉCNICAS ESPECIAIS +

REVISTA AVINEWS BRASIL +

NOVIDADES

 

REVISTA

Revista aviNews aviNews Brasil setembro 2020

ARTIGOS DA REVISTA



 
 


Consultar outras edições


Logo Ceva
 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies