AUTOR(ES)

María de los Angeles Gutiérrez

Diamond V

Conteúdo disponível em: Español (Espanhol)

O setor avícola de Honduras cresceu cerca de 3,2% no ano passado, segundo o Banco Central daquele país (BCH). A avicultura foi incentivada tanto pelo aumento de 2,8% na produção de aves, estendendo sua capacidade instalada a partir de um maior investimento em maquinário e equipamentos; como pelo aumento na produção de ovos em 3,9%, associado ao comportamento da demanda interna.

Anualmente, a indústria avícola de Honduras produz 350 milhões de libras de frango e 1.300 milhões de ovos. A prioridade dos avicultores é abastecer o mercado interno, onde o consumo per capita de carne de frango supera 43 libras e 120 ovos por ano.

Os produtores avícolas mantém a meta de vender carne de frango aos EUA, mercado asiático e União Europeia (UE). Atualmente, a exportação avícola se fortaleceu em toda a região centro-americana, segundo a Federação de Avicultores de Honduras (FEDAVIH). No entanto, a prioridade é abastecer o mercado local. – La Tribuna. 

Sanidade e segurança impulsionam vendas ao exterior
Por outro lado, as autoridades da Secretaria de Agricultura e Pecuária (SAG) emitiram uma nota sobre as conquistas de 2017, onde se destaca que o crescimento nas exportações hondurenhas está relacionado com o fortalecimento dos processos de sanidade e segurança agroalimentar.

As vendas ao exterior, até novembro passado, somaram 4.211,4 milhões de dólares, superior em 18,3% ($651.6 milhões de dólares) ao mesmo período do ano anterior, destacando as agroindustriais (58,3% do total).

El sector avícola hondureño tuvo un incremento de 3,2% en 2017

O aumento na produção e exportação de produtos agrícolas e pecuários, além do fortalecimento das capacidades em matéria agroalimentar, permitiram ao país, em 2017, obter esses resultados positivos na balança comercial, indicaram em coletiva à imprensa, servidores do Serviço Nacional de Sanidade e Inocuidade Agroalimentar (SENASA).

 

No comércio pecuário foram emitidos 9.170 certificados zoosanitários para exportação e 9.191 permissões de importação para produtos e subprodutos durante este ciclo.

Também se registrou a abertura de um escritório de secretaria geral para trâmites de registro de produtos agrícolas e pecuários na cidade de San Pedro Sula, em apoio aos produtores e exportadores do norte do país.

Com o “Programa de Rastreabilidad o Trazabilidad Agropecuaria, Acuícola y Pesquera” alcançou-se o registro de 2013 produtores, 1.908 estabelecimentos e 112 mil animais identificados nos 18 departamentos do país.

A instituição visitou 3 mil 428 propriedades para acompanhamento e validação da brucelose, 404 para a tuberculose e declarou 33 livres para ambas doenças, a partir do programa nacional.

Em nota, o SENASA destaca que existem 464 granjas avícolas livres, com manutenção e certificação por meio do Programa Avícola Nacional, e foram realizados grandes esforços técnicos com o objetivo de conseguir acessar o mercado dos Estados Unidos com a carne de frango.

Diamond V


NOVIDADES

 

REVISTA

Revista aviNews aviNews Brasil Julho 2021

ARTIGOS DA REVISTA



 
 


Consultar outras edições


 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies