12 mar 2018

SBSA: O que mudou após as restrições ao uso de antibióticos na Europa

XIX Simpósio Brasil Sul de Avicultura uso de antibióticos na Europa


AUTOR(ES)

Priscila Beck

Diamond V

a palestra “Os novos conceitos e práticas após as restrições ao uso de antibióticos. A experiência europeia”, com o Prof. Dr. Theo Niewold, Katholieke Universiteit Leuven, da Bélgica. A palestra faz parte da programação do XIX Simpósio Brasil Sul de Avicultura, que acontece de 10 a 12 de abril, em Chapecó (SC).

O Dr. Niewold é reconhecido internacionalmente pela discussão, desde a publicação de um artigo em 2007 intitulado: “O efeito anti-inflamatório não-antibiótico dos Promotores de Crescimento Antimicrobiano, o Modo Real de Ação? Uma hipótese “.

O autor argumentou que a maioria dos antibióticos tem um efeito anti-inflamatório não-antibiótico, que pode, por sua vez, reduzir a energia desperdiçada e poupar para a produção.

“As alterações concomitantes ou subsequentes na microflora são provavelmente a consequência de uma condição alterada da parede intestinal”, escreveu o professor Theo A. Niewold, PhD, da Universidade Católica, Leuven, na Bélgica, em Poultry Science na época.

Esta teoria também explicaria por que os resultados com os chamados antibióticos que promovem o crescimento são altamente reproduzíveis, ao contrário dos obtidos por alternativas de antibióticos que visam o gerenciamento de microflora, escreveu Niewold.

Recentemente, Niewold destacou que, na prática, os animais de produção são expostos a muitos fatores que induzem um estado pró-inflamatório. Além dos patógenos, isso também pode ser induzido pelo estresse e pelo consumo de dietas de alta energia que levam à inflamação intestinal.

“Seja qual for a causa, a inflamação é dispendiosa para a produção, pois causa redução do apetite combinada com o aumento do catabolismo muscular. Ele também predispõe para certos patógenos (intestinais), agravando os problemas acima. Em geral, o resultado é um crescimento diminuído, uma diminuição da eficiência de aminoácidos, aumento da excreção de N e P e custos ambientais associados, ressalta”.

A boa notícia, explicou o especialista, é que deve ser capaz de impedir que isso aconteça adicionando compostos anti-inflamatórios na alimentação, para a clara relação recíproca entre crescimento e inflamação.

 

Programação SBSA

A programação do XIX SBSA traz temas relevantes para toda a cadeia avícola, tendências do mercado mundial de grãos e perspectivas brasileiras, inovações de mercado em relação ao consumidor e mídias sociais, uso racional de antibióticos e novas alternativas para a manutenção da sanidade intestinal das aves.

Temas inovadores também estarão em discussão como metagenômica e as novas ferramentas para tomada de decisão em saúde intestinal. Especialistas abordarão ainda o impacto do Tratamento Térmico e dos Processos Subsequentes sobre os Nutrientes, Microbiologia e Forma Física da Dieta e Eficiência alimentar em frangos de corte.

As vagas para o evento podem ser garantidas pelo site www.nucleovet.com.br até o dia 15 de março a um valor de R$ 400,00 para profissionais e R$ 300,00 para estudantes. A partir desta data os valores passam a R$ 440,00 e R$ 340,00 respectivamente até o dia 05 de abril. As inscrições poderão ser feitas ainda durante o evento a R$ 500,00 para profissionais e R$ 400,00 para estudantes.

A novidade deste ano são os preços diferenciados para agroindústrias que adquirirem pacotes a partir de 10 inscrições. Nesse caso o valor será de R$ 300,00 até 15 de março; R$ 330,00 até 05 de abril; e R$ 360,00 no dia. Para universidades, os pacotes a partir de 10 inscrições, os valores são de R$ 270,00; R$ 300,00; e R$ 350,00, de acordo com a data da aquisição.

Com informações da Assessoria de Imprensa do evento



NOVIDADES

 

REVISTA

Revista aviNews aviNews Brasil Abril 2021

ARTIGOS DA REVISTA



 
 


Consultar outras edições


 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies