03 mar 2021

Rússia pode reduzir imposto de importação de carne de aves do Brasil, diz RIA

Frango Rússia


AUTOR(ES)

Priscila Beck

Diamond V

A Rússia está discutindo uma redução nas tarifas de importação de carne de frango do Brasil, caso outras medidas para conter os aumentos de preços não surtam efeito. A informação foi divulgada na última terça-feira (2/3) pela Agência de Noticias russa, RIA.

O país vem enfrentando altas nos preços das aves e dos ovos devido à combinação do aumento do consumo interno, por conta da crise econômica gerada pela pandemia, e a redução do volume de produção, devido a surtos de Influenza Aviária em várias regiões do país. Em 2020, o preço dos ovos de galinha aumentou 15,2%, e os frangos resfriados e congelados – 2,6%.

Frango Rússia

Os preços dos ovos na Rússia vêm crescendo há 17 semanas – do início de setembro a janeiro. Em seguida, houve um ajuste e, no final de fevereiro, eles aumentaram 1,1%. A carne de frango subiu de preço por 20 semanas, desde o final de setembro, e de 16 a 24 de fevereiro, o frango se tornou o líder em crescimento de preço – mais 1,9%.

Na terça-feira, o chefe do Ministério da Agricultura da Rússia, Dmitry Patrushev, manteve uma reunião com as maiores empresas da indústria avícola, na qual foram discutidas as questões do aumento dos preços das aves e dos ovos no país. Um dos participantes da reunião disse à RIA, em off, que a redução do imposto de importação sobre a carne de frango do Brasil seria uma possível medida de estabilização.

Entre as medidas já propostas pelo Ministério da Agricultura russo à indústria avícola local estão o aumento do limite de empréstimos preferenciais de curto prazo para empresas avícolas, de 1 bilhão por mutuário para 1,5 bilhão de rublos. Prolongar os empréstimos preferenciais de investimento para empresas afetadas pela gripe aviária por até 12 anos é outra proposta do Governo.

Para estimular a produção de ovos férteis, o Ministério da Agricultura discute um aumento gradual nas taxas de importação sobre o produto: de 0% para até 5% a partir de 1º de janeiro de 2022 e até 15% a partir de 2023. Paralelamente, está sendo considerada a possibilidade de reembolso dos custos de capital para a construção e modernização das instalações de produção de ovos férteis a partir de 2022.

Acordo com Produtores

Nesta quarta-feira (3/3) a mesma Agência de Notícias traz a informação de que os maiores produtores russos de carne de frango concordaram em não aumentar os preços de venda nos próximos dois meses. A decisão foi tomada em reunião no Ministério da Agricultura.

Em resposta, os fabricantes pediram ao governo que aumentasse o limite dos empréstimos para investimentos concessionais e estendesse o programa. As empresas também esperam que o estado compense parte do custo por quilo de produtos manufaturados.

Fonte: RIA

Diamond V


NOVIDADES

 

REVISTA

Revista aviNews aviNews Brasil Julho 2021

ARTIGOS DA REVISTA



 
 


Consultar outras edições


 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies