21 jul 2020

Probiótico amplia número de ovos vendáveis, diz estudo

Kemin microbiota integridade intestinal probiótico
get_the_title



AUTOR(ES)

Patricia Aristimunha

Gerente de Servicios Tecnicos Kemin Brasil y America del Sul

Diamond V

Devido à alta exigência do mercado consumidor e as legislações com proibição de antimicrobianos em rações, como melhoradores de desempenho, as empresas vêm enfrentando um enorme desafio para maximizar a produção de ovos mantendo qualidade e preços acessíveis ao consumidor.

Neste cenário, o probiótico CLOSTAT™ é uma importante ferramenta para melhorar a qualidade intestinal, com atuação comprovada no controle de enterite necrótica subclínica e clínica causada por Clostridium perfringens, promovendo o equilíbrio da microbiota e melhoria da saúde intestinal.

Além disso, CLOSTAT™ contribui na performance das aves poedeiras e na produção de ovos de alta qualidade.kemin microbiota integridade intestinal probiótico

Ensaio

Para comprovar esses fatos, foi realizado um ensaio numa granja de poedeiras comerciais no nordeste brasileiro, no qual buscaram-se avaliar:

Os efeitos da utilização de CLOSTAT™ HC em comparação ao probiótico já utilizado pelo estabelecimento em sua rotina.

Neste ensaio foram utilizadas:
  • 37.515 aves de postura comercial da linhagem Lohmann, com 23 semanas de idade, alojadas em 04 aviários experimentais californianos.
  • Dentre estas:

– 18.799 receberam o tratamento com CLOSTAT™ HC Dry
– 18.716 fizeram parte do grupo controle (receberam o probiótico concorrente).

As aves que receberam CLOSTAT™ HC Dry:

  • Obtiveram melhor qualidade de casca dos ovos, o que resultou no aumento do número de ovos vendáveis;
  • Houve também a redução dos custos produtivos, melhorando 11 pontos a conversão/dúzia de ovos.

Adicionalmente, o tratamento com CLOSTAT™ HC Dry tornou as aves mais saudáveis, reduzindo a mortalidade dos lotes e demonstrando, dessa forma, seu poder no controle do Clostridium perfringens e na melhoria da qualidade intestinal das aves.

kemin microbiota integridade intestinal ponedoras probiótico

Materiais e Método

As aves foram distribuídas em dois (2) tratamentos (Tabela 1). O experimento ocorreu durante trinta (30) semanas, entre a vigésima terceira (23ª) e a quinquagésima terceira (53ª) semana de vida.

kemin microbiota integridade intestinal Todos os animais receberam, até a vigésima primeira (21ª) semana, o probiótico de rotina da empresa. Após esse período, permaneceram durante uma semana sem nenhum consumo de probiótico, e a partir da 23ª semana receberam os tratamentos experimentais.

 

kemin clostat probiótico

Tabela 1. Tratamentos experimentais

 

Local e aves experimentais

Um total de 37.515 poedeiras da linhagem Lohmann foram alojadas em 4 aviários californianos do núcleo experimental da granja de postura comercial localizada no Nordeste, com temperatura e iluminação de acordo com a recomendação para a linhagem.

A água e a ração foram fornecidas ad libitum. Os aviários 01 e 02 (com um total de 18.799 aves) receberam o tratamento 1 e os aviários 03 e 04 (totalizando 18.716 aves) o tratamento 2.

clostat 2 probiótico

Dietas experimentais

Dietas à base de milho e farelo de soja foram formuladas para atender os níveis energéticos e de micronutrientes típicos da indústria brasileira.

O programa de alimentação deu-se de acordo com a tabela 1, em que:

  • T1: foi constituído de dieta basal, idêntica a já utilizada pela granja, com a adição do probiótico CLOSTAT™ HC Dry (50g/ton).
  • T2: realizou-se tratamento com o probiótico de rotina na dosagem recomendada pelo fabricante (40g/ton) associado à dieta basal.
Kemin microbiota integridade intestinal CLOSTAT™ probiótico

Análise dos dados

O consumo de ração por tratamento foi monitorado semanalmente durante o período experimental.

Os dados de produção, mortalidade, ovos sujos, trincados, quebrados e ovos sem casca (ovo pele) foram acompanhados através do sistema da granja semanalmente.

A conversão alimentar (CA) foi calculada por dúzia de ovos.

Nas 24, 35, 39, 44, 48 e 53 semanas foram realizadas 6 coletas de 60 ovos por tratamento para determinação da gravidade específica dos ovos.

Ao fim do experimento, foi calculado o Retorno do Investimento (ROI) da substituição do probiótico atual pelo CLOSTAT™ HC Dry.

Resultados

Durante todo o período experimental, T1 e T2 apresentaram o percentual de produção de ovos muito semelhantes (Figura 1).

probióticos

Figura 1. Efeito do CLOSTAT™ HC Dry na produção de ovos vs. produto concorrente

Entretanto, devido a pior qualidade da casca apresentado pelo grupo controle (Figura 3), o grupo CLOSTAT™ HC Dry obteve a maior produção total, ultrapassando o número de ovos vendáveis do grupo controle.

probiótico

Figura 3. Efeito do CLOSTAT™ HC Dry nos parâmetros de gravidade especificas dos ovos com 53 semanas;

 

O uso do CLOSTAT™ HC Dry reduziu o número total de ovos sujos, trincados e quebrados (Figura 2).

 

probiótico kemin clostat

Figura 2. Efeito do CLOSTAT™ HC Dry na classificação de ovos vs. produto concorrente

Foram considerados ovos vendáveis o total de ovos produzidos subtraídos os quebrados e os sem casca (ovo pele). Do ponto de vista econômico, os 10.129 ovos vendáveis produzidos a mais pelo grupo CLOSTAT™ HC Dry refletiram em uma quantidade superior de bandejas, 338 bandejas a mais que grupo controle durante o período de experimento.

O grupo controle apresentou resultados numericamente piores em relação a mortalidade, sendo observada uma mortalidade de 120 aves a mais, em relação ao grupo CLOSTAT (Figura 4), refletindo em perdas econômicas.

probiótico kemin clostat

Figura 4. Efeito do CLOSTAT™ HC Dry sobre o parâmetro de mortalidade das aves entre os tratamentos;

Houve também a redução dos custos produtivos, melhorando 11 pontos a conversão/dúzia de ovos (Tabela 2). Levando-se em consideração os resultados produtivos durante o teste, CLOSTAT™ HC Dry proporcionou um ROI 19:1 (Tabela 3)

 

probiótico

Tabela 2. Comparação dos custos de ração por dúzia de ovos

 

probiótico

Tabela 3. Ganhos com CLOSTAT (período do teste) e ROI

 

Conclusões

Pode-se concluir que a formulação com CLOSTAT™ HC Dry apresenta uma maior rentabilidade quando comparada ao tratamento de rotina, resultante da performance produtiva superior das aves poedeiras, com melhoria de 11 pontos a conversão/dúzia de ovos.

Adicionalmente, o tratamento com CLOSTAT™ HC Dry tornou as aves mais saudáveis, reduzindo a mortalidade dos lotes e demonstrando, dessa forma, seu poder no controle do Clostridium perfringens e na melhoria da qualidade intestinal e, como consequência a produção de ovos de melhor qualidade.

Por fim, o CLOSTAT™ HC Dry demonstrou a sua importância como ferramenta para nutrição de aves poedeiras, proporcionando um desempenho superior, com ROI 19:1.

 

Referências

1 – Referência interna Kemin TD-20-6258

Kemin Microbiota Intestinal CLOSTAT™ probiótico




MERCADO +

DataProdutoValor
22/09/2020 Congelado +
(kg)
R$ 5,91
22/09/2020 Resfriado +
(kg)
R$ 5,98

* ORIGEM BASTOS (SP)
DataProdutoValor
14 - 18/09/2020 Branco +
Vermelho +
(cx. 30 dúzias)
R$ 84,55
R$ 101,26

* ORIGEM BASTOS (SP)

SESSÕES TÉCNICAS ESPECIAIS +

REVISTA AVINEWS BRASIL +

NOVIDADES

 

REVISTA

Revista aviNews aviNews Brasil Junho 2020

ARTIGOS DA REVISTA



 
 


Consultar outras edições


aviagen
 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies