02 set 2019

Codornas de postura: adição de pimenta na dieta melhora a produtividade e qualidade de ovos

Codornas Pimenta


AUTOR(ES)

Rosileide Vilalba Rohod¹ e Simara Márcia Marcato²

¹Doutoranda do Departamento de Zootecnia da Universidade Estadual de Maringá ² Professora da Universidade Estadual de Maringá (Departamento de Zootecnia)

Diamond V

O uso de pimenta como oleorresina pode ser uma alternativa na produção de codornas japonesas para promover melhora no desempenho e qualidade de ovos. Saiba mais!

A demanda global por proteína animal continua crescendo à medida que a população mundial aumenta e a produção de aves tem acompanhado essa crescente demanda, ocupando um lugar de destaque com enorme contribuição na produção de alimento e desenvolvimento socioeconômico.

Codornas adição pimentaNessa cadeia alimentar, a produção de codornas, principalmente para produção de ovos, vem ganhando espaço e sendo cada vez mais inserido no mercado de proteína animal.

O sucesso da indústria avícola tem sido atribuído a vários fatores sendo que um dos quais tem contribuído para esse grande crescimento é o uso de antibióticos em níveis subterapêuticos como melhoradores de desempenho.

No entanto, as preocupações com a resistência bacteriana aos antibióticos administrados aos alimentos, aliado ao mercado consumidor cada vez mais informado e exigente levou a proibição do uso de antibióticos como promotores do crescimento nos países da União Europeia com grande tendência de outros países também proibirem (Pirgozlievet al., 2018).

Codornas PimentaTal fato levou a indústria de alimentação animal e pesquisadores a buscarem alternativas que sejam eficazes e seguros para substituir os atuais melhoradores de desempenho (antibióticos) e dessa forma atender ao mercado consumidor assim como melhorar o desempenho e saúde das aves.

Neste contexto encontra-se a utilização de aditivos fitoterápicos como os óleos essenciais, oleorresina e extratos de especiarias.

Os aditivos fitoterápicos são ricos em compostos fenólicos em sua composição o que traz vários benefícios no organismo animal, uma vez que esses compostos possuem ação antioxidante, antimicrobiano, melhoram a digestão e absorção dos alimentos, status imune e alguns podem promover bem-estar animal (Brenes & Roura, 2010).

PimentaEm meio a várias espécies de plantas com propriedades medicinais já pesquisadas na alimentação de aves, como alecrim, orégano, alho e cominho, a pimenta encontra-se como uma espécie de planta com potencial ação antimicrobiano, antioxidante e com influência positiva sobre o aproveitamento dos nutrientes da dieta podendo, portanto auxiliar na melhora do desempenho e saúde das aves.

PIMENTA (CAPSAICINA)

Codornas PimentaAs pimentas do gênero Capsicum são fontes de nutrientes essenciais, como flavonóides, ácidos fenólicos, carotenoides e vitaminas C, E, A. Sua característica mais notória encontra-se na sua pungência que ocorre devido aos compostos denominados de capsaicinóides, cujas substâncias são as responsáveis pelo sabor picante das pimentas.

Embora exista uma variedade de capsaicinóides, a capsaicina e diidrocapsaicina constituem mais de 80% e estão presentes principalmente na placenta do fruto (Wahyuniet al., 2013; Zhang et al., 2016).

A capsaicina é a principal responsável pelas várias propriedades fisiológicas e farmacológicas da pimenta com efeitos principalmente sobre o trato gastrointestinal atuando sobre as enzimas digestivas como sacarase, maltase, lipase, tripsina, quimotripsina, além de possuir efeito sobre o estimulo na produção e secreção de bile pelo fígado melhorando, portanto a digestão e absorção de carboidratos, proteínas e lipídeos da dieta.

Somado a isso, estudo com a utilização de capsaicina tem demonstrado melhora na absorção de alguns minerais tais como zinco, cobre e cálcio (Prakash e Srinivasan, 2013; Srinivasan, 2016).

PimentaAlém disso, os compostos presentes na pimenta melhora a flora intestinal das aves aumentando a população de bactérias benéficas como os lactobacilos, que estes por sua vez, atuam evitando que bactérias patogênicas se alojem na mucosa intestinal com consequente aumento da absorção de nutrientes no intestino e dessa forma melhorando o desempenho das aves (Ali et al., 2016).

Codornas PimentaTRABALHO DE PESQUISA

Devido a essas características foi desenvolvido um trabalho de pesquisa pelo grupo de estudos em nutrição de codornas (GENCO), no Departamento de Zootecnia da Universidade Estadual de Maringá e pelo Programa de Pós-graduação em Zootecnia.

Objetivo

Objetivo de avaliar a influência da adição de pimenta na dieta de codornas japonesas na fase de produção.

Foi utilizado o principio ativo da pimenta (capsaicina) em forma de oleorresina micro encapsulado adicionado a ração das codornas com 1 dia de idade até sua fase de postura.

Resultados

Os resultados revelaram que o uso de oleorresina de capsaicina melhorou a conversão alimentar por dúzias de ovos e aumentou aproximadamente 5% a produção de ovos por ave dia quando comparados a codornas que não foram suplementadas com o aditivo (Figura 1A e 1B).

Codornas Pimenta

Figura 1A. Efeitos dos tratamentos sobre produção de ovos.

 

Codornas Pimenta

Figura 1 B. Efeitos dos tratamentos sobre conversão alimentar por dúzia de ovos.

Além disso, a suplementação resultou em melhora na qualidade externas dos ovos com aumento no peso de casca por superfície de área e na espessura de casca dos ovos.

Tal fato é de extrema relevância para produtores de ovos, uma vez que problema com a casca aumenta perdas por quebras, rachaduras e pode receber baixa classificação dos ovos, causando prejuízo ao produtor (Figura 2A e 2B).

Codornas Pimenta

Figura 2B. Efeitos dos tratamentos sobre peso espessura da casca

 

Codorna Pimenta

Figura 2A. Efeitos dos tratamentos sobre peso de casca por superfície de área

Codornas PimentaEm pesquisa realizada por Abou-Elkhairet al. (2018) avaliando a adição de 5g/kg de pimenta vermelha em pó para poedeiras verificaram maior peso do ovo e aumento de aproximadamente 7% na produção de ovos, além de melhorar a conversão alimentar das aves.
Codornas PimentaCodornas PimentaNo entanto, alguns trabalhos obtiveram resultados diferentes com o uso de pimenta. Lokaewmaneeetal. (2013) avaliando a adição de 0,5% de pimenta vermelha na alimentação de aves em postura não verificaram influência sobre o desempenho e qualidade de ovos.
PimentaDa mesma forma, Li et al. (2012) não observaram melhora no desempenho e qualidade de ovo de poedeiras comerciais que foram alimentadas com 0,8% de pimenta na ração.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Codornas PimentaCodornas PimentaO uso de pimenta como oleorresina pode ser uma alternativa na produção de codornas japonesas para promover melhora no desempenho e qualidade de ovos.
PimentaNo entanto, ainda existem muitos dados conflitantes na literatura sobre o uso desse fitoterápico na produção de aves, que pode ser atribuído à forma em que o aditivo é utilizado (pó, extrato ou oleorresina), dosagem adicionada à dieta e o tempo de fornecimento às aves.

 




MERCADO +

DataProdutoValor
07/08/2020 Congelado +
(kg)
R$ 4,94
07/08/2020 Resfriado +
(kg)
R$ 4,94

* ORIGEM BASTOS (SP)
DataProdutoValor
27 - 31/07/2020 Branco +
Vermelho +
(cx. 30 dúzias)
R$ 83,91
R$ 104,32

* ORIGEM BASTOS (SP)

SESSÕES TÉCNICAS ESPECIAIS +

REVISTA AVINEWS BRASIL +

NOVIDADES

 

REVISTA

Revista aviNews aviNews Brasil Junho 2020

ARTIGOS DA REVISTA



 
 


Consultar outras edições


aviagen
 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies