16 abr 2018

Peru inicia campanha preventiva contra a Doença de Newcastle

Perú comienza campaña preventiva contra la enfermedad de Newcastle Doença de Newcastle


AUTOR(ES)

María de los Angeles Gutiérrez

Diamond V

Conteúdo disponível em: Español (Espanhol)

O Ministério da Agricultura e Irrigação, através do Serviço Nacional de Sanidade Agrária do Peru (SENASA), iniciou a campanha oficial de vacinação na região La Libertad, com a finalidade de prevenir a Doença de Newcastle em aves de criação familiar. A campanha se estenderá até o fim do ano.

Em 2018 o compromisso do SENASA é vacinar 356.780 aves domésticas e de rinha, podendo beneficiar mais de 6.000 pequenos avicultores das províncias de Trujillo, Chepén, Pacasmayo, Ascope e Virú.

A vacinação é gratuita e permite aos criadores de aves ter um Certificado Oficial de Vacinação contra a Doença de Newcastle, documento indispensável, que permite aos criadores participar dos diferentes eventos programados em todo o território nacional. Como medida complementar, o SENASA fornecerá assistência aos criadores de aves para que acessem o serviço de vacinação, a partir de notificações de suspeita de Newcastle. Também dará orientações sobre a movimentação de aves e medidas de biosseguridade, como a limpeza e desinfecção do predio, com o objetivo de diminuir os riscos de contágio no caso de focos da doença.

A Doença de Newcastle é causada por um vírus altamente contagioso e possui importância social e econômica para a industria avícola, devido a sua elevada morbidade e mortalidade. No Peru, a doença é de notificação obrigatória, de acordo com o Decreto Supremo N° 029-2007-SENASA-AG e se encontra inscrita na lista do Código Sanitário para os animais terrestres da Organização Mundial de Sanidade Animal (OIE).

O Serviço Nacional de Sanidade Agrária do Peru recomenda aos criadores de aves, que participem ativamente da campanha de vacinação, já que é a única forma de prevenir a doença. Adverte ainda que, se observados sinais ou sintomas como morte súbita, mucosidade nasal, pálpebras inflamadas, dificuldade respiratória, perda de apetite, diarreia esverdeada e aquosa, deve-se notificar de forma imediata. Os servidores do campo atenderão para descartar a doença.

Diamond V


NOVIDADES

 

REVISTA

Revista aviNews aviNews Brasil Julho 2021

ARTIGOS DA REVISTA



 
 


Consultar outras edições


 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies