05 ago 2021

Peito amadeirado em frangos de corte, porque ocorre e como uma fitase pode ajudar nesta incidência?

AB VISTA Qualidade de Carne


AUTOR(ES)

Alexandre Barbosa de Brito

Médico Veterinário, PhD em Nutrição Animal na AB Vista

peito amadeiradoFrangos de corte desempenham um papel fundamental no volume de carne produzido em todo o mundo, além de apoiar a sustentabilidade de vários setores agropecuários em diversos países.

Na verdade, a carne de frango é considerada como uma das fontes de alimentos mais eficientes e com alta qualidade nutricional e organoléptica, além de ser uma fonte acessível e sem tabus religiosos para o consumo.

No entanto, a miopatia descrita como Peito Amadeirado (PA) está afetando significativamente os frangos de corte modernos e está impondo um fardo econômico à indústria avícola em todo o mundo, devido a degradação e condenação no processamento, bem como rejeição do mercado consumidor.

peito amadeirado

A incidência de PA aumentou de uma média de 5% em 2012 a 29% em 2015, sendo relatado ocorrências de até 50% em algumas situações (Abasht et al., 2016).

peito amadeirado

Assim inicia-se um excelente trabalho publicado em 2020 pela equipe de investigadores da Universidade de Arkansas nos Estados Unidos (Greene et al., 2020).

Frangos O objetivo desta publicação foi de descrever, com propriedade, a etiologia envolvendo a ocorrência da miopatia de PA, bem como o papel de uso de uma fitase de última geração em doses elevadas na redução desta ocorrência.

peito amadeirado

Em um estudo anterior, realizado pela mesma equipe de investigadores (Greene et al., 2019), foi evidenciado que:

A gênese de PA tem a ver com a hipóxia tecidual e a ativação de seus mediadores upstream, tais como: (AKT/PI3K/mTOR).

Frangos De forma resumida, a proteína quinase B (PKB ou AKT), fosfatidil inositol-4,5-bisfosfato-3-quinase (PI3K) e Rapamicina (mTOR):

peito amadeiradoSão metabólitos que desempenham função importante na incidência do PA, pois possuem uma associação forte a quadros de hipoxia tecidual. Desta forma sua avaliação resulta um indicativo claro da base metabólica que gerará este miopatia.

Ainda neste trabalho de 2019, os autores trabalharam com aves do mesmo grupo teste (alta incidência de PA), porém que consumiram de 0, 500, 1000 e 2000 FTU/kg da fitase Quantum Blue na dieta.

Sendo evidenciado que o consumo desta fitase ajudou na redução de escores severos de PA.

De acordo com os autores, as dietas enriquecidas com Quantum Blue reduziram a severidade do PA em 5% em comparação com as dietas sem uso deste aditivo.

peito amadeirado

De acordo com os autores, esse efeito é mediado pela reversão do perfil de expressão de genes relacionados à homeostase do oxigênio; isto é:

FrangosRegulação negativa significativa dos mediadores upstream e

 

FrangosRegulação positiva de outros biomarcadores benéficos para a elevação da saturação de oxigênio na hemoglobina, tais como: biomarcador da expressão subunidade RHO de hemoglobina (HBBR) e o biomarcador da expressão subunidade α1 de hemoglobina (HBA1).

Voltando a destacar a publicação de 2020, os autores procuraram:

Frangos Obter mais informações para identificar as principais assinaturas de metabólitos e

Frangos Delinear as funções biológicas destes biomarcadores, além de

Frangos Comparar o perfil de metabólitos de tecidos afetados e não afetados por escores moderados (MOD) e graves (SEV) de PA com e sem fitase nas dietas.

peito amadeirado

Para isso os autores utilizam uma técnica de cromatografia líquida de ultra-alto desempenho e espectrometria de massa de alta resolução (UHPLC-HRMS), para avaliação de análises de metabolômica.

FUNÇÕES DE DESORDEM

peito amadeiradoDe forma geral, as principais funções de desordem identificadas foram:

Frangoslesão e anormalidades esqueléticas e musculares, além de

Frangosdesordens do tecido conjuntivo nos músculos e

Frangosdoenças inflamatórias.

 

Os tecidos do peito de aves, alimentadas com alta dose (2.000 FTU/kg) de fitase Quantum Blue, exibiram 22 metabólitos com níveis significantes (P<0,05) em comparação com o grupo de controle.

Destes, 9 eram diferencialmente abundantes entre os músculos afetados por PA e os não afetados (Figura 01).

peito amadeirado

Estas alterações resultaram em uma redução importante na incidência de PA quando a fitase foi utilizada em doses iguais ou superiores a 1.000 FTU/kg (Figura 02).

peito amadeirado

FrangosOs autores concluem que marcadores associados a padrões de oxigenação tecidual gerados pelas técnicas de UHPLC-HRMS podem ser uma ferramenta robusta para a identificação definitiva da ocorrência de PA.

Além disso, que o uso de aditivos que reduzem a esterificação do anel de fitato pode ajudar na presença de oxigênio tecidual.

FrangosEm avaliações a campo realizadas em clientes no Brasil, podemos observar que o uso de Quantum Blue gera potencial de redução de escores severos de PA na ordem de 25 a 50%, dependendo da estrutura de alojamento, e do perfil da dieta adotada.

peito amadeirado
Frangos



NOVIDADES

 

REVISTA

Revista aviNews aviNews Brasil Julho 2021

ARTIGOS DA REVISTA



 
 


Consultar outras edições


 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies