julho 2018

Manejo do ovo antes da incubação

Conteúdo disponível em: Español (Espanhol)

O que começa sendo um ovo fértil na granja de matrizes deve tornar-se um pintinho saudável na granja de produção de frangos de corte. Após a galinha botar o ovo, a qualidade deste só pode piorar, nunca será igual. Por isso devemos prestar atenção ao transcorrer entre a postura do ovo incubável e o início da incubação.

Dentro do ovo, um embrião está tão vivo como um pintinho de um dia, a única diferença é que não o vemos.

A maioria das causas que podem influenciar na variabilidade da incubabilidade ou na perda de qualidade do pintinho se origina de um manejo inadequado do ovo antes de ser incubado.

Alojamento com ninhos

São o ponto de partida para começar a medir e falar da qualidade do pintinho. Os ninhos devem ser acessíveis, confortáveis e devem estar limpos. Devemos contar com pelo menos um terço de tapetes extras para poder limpá-los e trocá-los periodicamente.

Os níveis de postura no chão devem ser os mínimos possíveis, devemos procurar níveis inferiores a 1%, e em caso de superar 3%, devemos encontrar as causas e soluções.

Manejo dos Ninhos

  • Manter ninhos fechados até aparecerem os primeiros ovos
  • Manter os ninhos e slats limpos, em boas condições
  • Fechar os ninhos 1 hora antes do desligamento das luzes e abri-los 1 hora antes do acendimento destas.
  • Se houver um alto nível de postura, abrir de 2 a 4 horas antes de acender as luzes
  • Pouca altura do slat (desde rente ao chão em ninhos com fossos até 30 cm do chão) Inclinação do slat < 5%
  • Máximo 40 fêmeas/metro linear
  • Alimentar durante os primeiros 30 minutos ou 6 horas após o acendimento
  • Acesso à agua o tempo todo, desde que se comece a oferecer o alimento
  • Não usar cercas elétricas
  • Supervisionar o comportamento durante a alimentação
  • Distribuição uniforme da luz
  • Intensidade correta (mínimo 40-60 lux)
  • Eliminar as áreas sombreadas ou com pouca iluminação
  • A intensidade na entrada dos ninhos deve ser mais baixa que na área da cama
  • Os sistemas de ventilação devem ser mantidos em temperaturas entre 18 e 24°C
  • Evitar as correntes de ar nos ninhos
  • Distribuição uniforme da ventilação em todo o galpão
  • Estimular as aves a subir ao slat
  • Percorrer o galpão 10-12 vezes/dia durante as três primeiras semanas de postura.
  • Deslocar as aves que estejam tentando aninhar
  • Levantar cuidadosamente as aves que estejam tentando botar ovo no chão e colocá-las em um ninho
  • Acostumar as aves ao barulho do ninho.
  • Colocá-lo em funcionamento várias vezes ao dia, inclusive antes de o primeiro ovo ser botado
  • Até 25% da postura dos ovos podem ser recolhidos à tarde, de preferência uma vez que o ninho esteja fechado (a maioria é comercial
frangos

Os ninhos e a esteira transportadora vão influenciar em:

  • Ovos quebrados, fissurados, sujos, postura no ch.o
  • Temperatura ambiente: Incubabilidade e temperatura antes do armazenamento

Os ovos quebrados, fissurados, sujos, postura no chão:

  • Aumentam a contamina..o bacteriana e com fungos como Aspergillus
  • Aumentam o risco de os ovos estourarem
  • Reduzem a qualidade do pintinho
  • Reduzem a incubabilidade

 

Muita postura no chão e ovos sujos produzem “ovos que estouram” e disseminam a contaminação na incubadora Além disso, dispersam a contaminação ao embrião, o que aumenta a mortalidade do pintinho na granja de corte Recomenda-se não incubar os ovos sujos e evitar a postura no chão, mas é preciso trabalhar na melhoria do manejo para reduzir essa incidência. Normalmente não é economicamente viável não incubá-los (quando o preço do pintinho for elevado ou a produção for insuficiente).

frangos

O que fazemos com os ovos sujos?

O ovo possui muitos mecanismos de defesa para lutar contra a contaminação:

  • Cutícula
  • Casca
  • Membranas
  • Proteínas antimicrobianas no albume

Muitas das técnicas usadas para desinfetar podem prejudicar muitos desses mecanismos ou interferir no funcionamento da casca. Podemos usar diversas técnicas para fazer um ovo parecer “limpo”, mas o que fazemos é correr o risco de piorar as coisas Lixas, esponjas, panos úmidos usados em granjas para fazê-los parecer limpos, mas… são contaminados rapidamente. Assim somente conseguimos que pareçam limpos, mas, além de contaminá-los, fechamos os poros, o que torna o processo de incubação mais difícil para o embrião. Ovos de postura no chão ou sujos que são lavados apresentam porcentagem de nascimento até 20% inferior àqueles que estão limpos e até 7 vezes mais mortalidade de pintinhos no final da primeira semana (4-7%).

frangos

Câmara para ovos

É uma sala que deve ser dedicada, única e exclusivamente, ao armazenamento dos ovos produzidos. Deve ter capacidade de armazenamento de vários dias e capacidade de climatização entre 18 e 23 oC.

ELEMENTOS:

  • Bom isolante.
  • Cortina de ar em ambas as portas de entrada e saída do ovo.
  • Ventiladores para distribuir o ar de maneira uniforme.
  • Termógrafo para verificar as variações de temperatura.
frangos

Quando empilhamos os ovos em bandejas é de vital importância ir deixando espaço entre as pilhas e ir colocando-os uniformemente; se fizermos pilhas muito grandes e em muito pouco tempo, a temperatura interior da pilha ficará muito elevada e implicará grandes perdas de incubação.

incubadora

Microtrincas e fissuras

Os ovos que apresentam rupturas de casca ou fissuras perceptíveis não devem ser incubados, já que ocorrerá a morte do embrião por desidratação e contaminação. Outras vezes se tratam de microtrincas, que não são detectadas, e esses ovos passam a ser incubados. A incubabilidade se vê reduzida e, nos casos em que o filhote nasce, a mortalidade até os 14 dias de vida chega a ser 4 vezes maior (5-7%) que quando falamos de pintinhos procedentes de ovos limpos. Nesses casos, as perdas de peso durante a incubação são maiores do que em circunstâncias normais, produzindo pintinhos menores e com maiores níveis de contaminação. Esta casuística pode ter relação com:

  • Equipamento da granja: ninhos, esteiras, sistema centralizado de coleta, embaladoras…
  • Resfriamento muito r.pido Transporte
  • Espessura da casca
  • Idade do lote
  • Nutrição

Devemos realizar vistorias após cada processo de manipulação de ovos e anotar a quantidade de ovos com microtrincas ou quebrados; se os valores forem muito altos em algum dos momentos devemos adotar medidas para reduzir seu impacto.

Hoje em dia já dispomos da tecnologia necessária para descartar esses ovos fissurados e evitar sua incubação

O transporte

As distâncias entre granjas de matrizes e incubadoras podem ser as mais diversas, mas na imensa maioria dos casos que o método de transporte mais usado dos ovos é o caminhão. É importante manter as mesmas condições ambientais entre o caminhão e o depósito de ovos da granja para conservar o potencial de nascimento. Normalmente a temperatura do caminhão deve ser igual à do depósito da granja. Devemos evitar os golpes entre reboques de ovos e vibrações fortes; os caminhões devem contar com um bom sistema de suspensão e fixar bem os reboques. Os caminhos de acesso às granjas e incubadoras devem estar no melhor estado possível. Devemos usar medidores que registrem e salvem os dados de temperatura durante o transporte para verificar as variações de temperatura durante o trajeto. Da mesma forma, recomenda-se medir a temperatura externa e interna de vários ovos de diferentes locais para constatar as temperaturas.

Após o transporte, os ovos devem descansar ao menos 12 horas antes de se iniciar a incubação. A limpeza e desinfeção de todos os elementos envolvidos no transporte de ovos é de vital importância para evitar a propagação de patógenos.

Deve-se evitar sempre o resfriamento de ovo recém-carregado, principalmente se o caminhão já estiver carregado com ovos procedentes de outras granjas. Quando resfriamos o ovo, o volume da albumina e da gema se reduz, aumentando assim o volume da câmara de ar, a qual permite a entrada de ar exterior (contaminado ou não) por sucção dentro do ovo.

frango

Por outro lado, se a temperatura do caminhão for maior que a do depósito da granja existe o risco de “transpiração” e contaminação do ovo (condensação produzida quando a superfície mais fria do ovo é exposta ao ar mais quente e/ou úmido).

incubadora

Inclusive quando a temperatura for igual entre ambas as partes, a mesma “transpiração” pode ocorrer durante a carga ou descarga se o ambiente for excessivamente úmido. Nesse caso, o mais indicado é aumentar a temperatura do depósito dos 18-20oC recomendados a 23 oC, ou ainda pré aquecê-los até esta mesma temperatura de 23 ºC quatro horas antes do transporte dos ovos

“SUOR DE OVOS”

Ocorre quando há aumentos de temperatura e/ou umidade:

  • Do depósito ao caminhão
  • Do caminhão à incubadora
  • Do depósito da sala à incubadora
  • Se tiverem suado, deixar que sequem antes de: Fumigá-los Passá-los para uma sala mais fria Colocá-los em uma sala com movimento de ar para facilitar a secagem se isso chegar a ocorrer.

Condições de armazenamento dos ovos

frangos

O binômio temperatura de armazenamento do ovo e dias de depósito e sua relação com a perda de incubação e a qualidade do filhote, além da técnica do SPIDES* (Short periods of incubation during egg storage), junto com novas pautas de manejo do ovo incubável, são temas que merecem um capítulo à parte.

 

Conteudo da aviNews Brasil
Ed. aviNews Brasil Junio 2018

Diamond V

NEWSLETTERS

Revista Digital, Boletins Semanais, Acesso aos PDFs

Cadastro

Revista aviNews Brasil
Ed. aviNews Junho 2019