28 set 2018

OIE alerta sobre foco de Newcastle na Califórnia (EUA)

Doença de Newcastle Califórnia EUA


AUTOR(ES)

Priscila Beck

Diamond V

Um foco da Doença de Newcastle no Condado de Los Angeles, na Califórnia (EUA), foi reportado no último dia 26/9 à Organização Mundial de Saúde Animal (OIE – sigla em inglês), pelo Serviço de Inspeção de Saúde Animal e Vegetal do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos, Washington).

O vírus da cepa velogênica, que é de alta patogenicidade, foi detectado durante uma ação de vigilância junto ao mercado de aves de exposição. Foram eliminadas 170 aves, imposta quarentena na região afetada e restringidos os transportes de animais.

O mercado onde as aves foram encontradas foi limpo e desinfetado. A mesma orientação foi dada aos outros mercados de aves vivas da região, onde foram coletadas amostras.

O Serviço de Inspeção de Sanidade Animal e Vegetal do Ministério da Agricultura dos Estados Unidos (USDA/APHIS) e o Ministério da Agricultura e Alimentação da Califórnia (CDFA) estão realizando uma pesquisa epidemiológica completa do evento com vigilância intensificada.

Os casos foram detectados em 19/9 e confirmados por provas de PCR em tempo real, em 21/9 e 25/9. O agente causal detectado foi o vírus da Doença de Newcastle velogênica.

doença de Newcastle (DN) tem controle oficial pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Brasil 2099 a, b), no Programa Nacional de Sanidade Avícola (PNSA). Nos estados, sob a coordenação do MAPA, os Institutos Estaduais de Agropecuária (em Minas Gerais, o IMA) são os atores do PNSA. A DN é exótica na avicultura industrial brasileira e eventuais focos devem ser erradicados, conforme as recomendações da Organização Mundial de Saúde Animal, para que o país esteja em conformidade para exportação.

A DN é possivelmente a mais devastadora entre as doenças da criação industrial de aves. A ocorrência de um surto de DN acarreta elevadas perdas econômicas ao país atingido. Em razão deste impacto, e tendo em vista a conformidade para o comércio internacional, exigem-se aos países signatários a erradicação e a condição de livre das estirpes causadoras de doença .

A DN é considerada a doença de maior impacto econômico entre todas as doenças de animais, pelas despesas com erradicação, custos com enfrentamento de surtos e perdas de mercados durante a interdição.



NOVIDADES

 

REVISTA

Revista aviNews aviNews Brasil Abril 2021

ARTIGOS DA REVISTA



 
 


Consultar outras edições


 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies