11 ago 2017

Butirato de liberação objetiva e produtos botânicos

nutriad butirato


AUTOR(ES)

Daniel Ramírez

Tim Goossens

Diamond V

Conteúdo disponível em: Español (Espanhol)

 

Descrição Geral

A saúde intestinal é importante para maximizar a saúde, o bem-estar e o desempenho das aves. Assim sendo, uma boa definição de saúde intestinal seria: execução das funções fisiológicas normais, manutenção da homeostase e resposta a agentes infecciosos e não infecciosos. Estas funções fisiológicas normais incluem a digestão e a absorção de nutrientes, o metabolismo e geração de energia, a manutenção de um microbioma estável, o desenvolvimento de uma camada de muco, a função de barreira e as respostas imunes das mucosas.

Assim, a “saúde intestinal” pode ser definida como a manutenção das interações entre estas funções fisiológicas.

A pressão do mercado para redução do uso de antibióticos está influenciando consideravelmente os produtores no sentido de identificarem novas alternativas que estimulem a produção animal e proporcionem os mesmos benefícios proporcionados pelos promotores de crescimento e antibióticos. No entanto, a remoção dos promotores de cresciimento das dietas de aves precisa de ser cuidadosamente planeada e executada.

Oportunidades emergentes para aditivos alimentares alternativos

O interesse pelos aditivos alimentares aumentou de forma considerável ultimamente devido à sua capacidade de melhorar o desempenho, manter um ambiente intestinal saudável, maximizar a saúde e o crescimento das aves e, ao mesmo tempo, aumentar a eficiência da conversão alimentar. Os aditivos alternativos como o Butirato de liberação objetiva encapsulado (ADIMIX® Precision) e os Componentes Botânicos (APEX® 5) são provavelmente a malhor alternativa para melhorar o equilíbrio do ecossistema intestinal, minimizar os riscos para a saúde pública e maximizar a produção de carne de frangos sem o uso de antibióticos.

Modo de ação do butirato

O butirato é conhecido pelos seus benefícios em frangos como regulador do microbioma intestinal. Demonstrou-se que o butirato não só afeta a função do hospedeiro, como também resulta na inibição do crescimento dos agentes patogênicos. Além disso, o butirato desencadeia a expressão de Peptídeos de Defesa contra microogarnismos no trato intestinal dos animais, limitando o crescimento de várias bactérias entéricas.

O butirato de liberação objetiva permite que a molécula de butirato alcance o intestino posterior provocando uma resposta benéfica que melhora significativamente o desempenho do crescimento, a resposta imune e a morfologia intestinal.

Devido à sua capacidade de diminuir os níveis de TNF-α e IL-6, o butirato diminui o acúmulo de tecido adiposo quando os frangos são submetidos a estresse ambiental e/ou imunológico.

Modo de ação dos componentes botânicos

O uso de produtos naturais para a prevenção e tratamento de diferentes doenças está se expandindo continuamente por toda a indústria avícola.

Existem novas evidências de que os componentes botânicos como, por exemplo, o carvacrol, o cinamaldeído e a alicina, possuem características que otimizam a digestão, melhoram o equilíbrio da microbiota intestinal e a produção de enzimas digestivas, aumentando a absorção de nutrientes e fortalecendo a resposta imune.

Descrição

Duas experiências foram concebidas utilizando 784 pintos Cobb 500®, (1d de idade), distribuídos em 4 grupos de tratamento, cada um composto por 7 repetições de 28 nascimentos para avaliar os efeitos de suplementação de diferentes níveis dietéticos de Butirato de liberação objetiva (PDCB-ADIMIX® Precision) e avaliar a combinação de PDCB sozinha ou seguida de uma mistura de produto botânico (BO-APEX® 5) no desempenho do frango de carne.

Primeiro, avaliamos os efeitos de diferentes concentrações (0,5, 0,75 e 1 kg) de Butirato de liberação objetiva (ADIMIX® Precision) em ração inicial no desempenho de frangos de corte. Verificamos, com o aumento dos níveis de inclusão de butirato de liberação objetiva, um aumento da ingestão alimentar (IA) (p = 0,04), do peso corporal (PC) (p = 0,08) e da eficiência de alimentação (TCA) (p = 0,05). No final do teste (42d) observou-se um aumento no peso final (PF).

Em segundo lugar, queríamos avaliar o potencial da adição de butirato de liberação objetiva ou uma mistura de produtos botânicos (APEX®5) nas rações de crecimento e final, além de colocar o butirato de liberação objetiva na ração inicial. As rações de pré-iniciação (1-7d) e de iniciação (8-21d) de todos os tratamentos continham 1kg/T de butirato de liberação objetiva. Num tratamento, não foram adicionados aditivos nas rações de crescimento e finais; um segundo tratamento continha 0,5 kg/T de butirato de liberação objetiva na ração de crescimento e 0,25 kg/T na ração final; um terceiro tratamento continha 150 g/T da mistura de produtos botânicos durante os estádios crescimento e final.

Conclusões

Observamos um maior ganho de peso (GP) nos grupos experimentais com butirato de liberação objetiva na ração de crescimento e butirato de liberação objetiva ou botânicos nas rações de crescimento e final, aumento do peso vivo (p = 0,01) no dia 21 e (P = 0,2) no dia 42. Por fim, observou-se uma melhoria na ingestão alimentar (p = 0,01) para estes tratamentos. Os melhores resultados no peso corporal foram observados para o tratamento combinando butirato de liberação objetiva na ração inicial associados os produtos botânicos nas rações de crescimento e final.




MERCADO +

DataProdutoValor
05/08/2020 Congelado +
(kg)
R$ 4,94
05/08/2020 Resfriado +
(kg)
R$ 4,94

* ORIGEM BASTOS (SP)
DataProdutoValor
27 - 31/07/2020 Branco +
Vermelho +
(cx. 30 dúzias)
R$ 83,91
R$ 104,32

* ORIGEM BASTOS (SP)

SESSÕES TÉCNICAS ESPECIAIS +

REVISTA AVINEWS BRASIL +

NOVIDADES

 

REVISTA

Revista aviNews aviNews Brasil Junho 2020

ARTIGOS DA REVISTA



 
 


Consultar outras edições


aviagen
 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies