28 maio 2018

Número de aves mortas sobe para 70 milhões segundo ABPA

Arabia Saudita podría vetar importación de carne de pollo brasileña aves mortas


AUTOR(ES)

Priscila Beck

Diamond V

O número de aves mortas por falta de alimentação já chega a 70 milhões no 8o dia da paralisação dos caminhoneiros, segundo nota da ABPA (Associação Brasileira de Proteína Animal). Na noite do último domingo (27/5), em pronunciamento, o presidente Michel Temer anunciou novas medidas acertadas com os caminhoneiros, porém a paralisação foi mantida em centenas de pontos do Brasil.

Entre as medidas anunciadas está a redução do preço do óleo diesel em R$ 0,46 por litro nas bombas dos postos de combustíveis por 60 dias. Outra medida é a isenção da cobrança de pedágio para os caminhões que circularem com eixo suspenso em todo o país.

As medidas chegaram a ser publicadas em Diário Oficial da União, na madrugada desta segunda-feira (28/5), porém, segundo informações da Polícia Rodoviária Federal, às 14h de hoje havia 556 pontos de bloqueio em rodovias federais, em sua maioria bloqueios parciais.

Segundo a ABPA, os bloqueios dos caminhoneiros seguem impedindo o fluxo de produtos, aves e ração para a avicultura e a suinocultura do Brasil. Levantamento feito pela entidade junto a seus associados aponta que caminhões com rações, insumos para a produção da alimentação animal (como milho e soja) e outros produtos são impedidos de circular em mais de 300 pontos de 22 estados pelo País.

Além dos bloqueios, há relatos de ameaças a motoristas que querem deixar a paralisação“, informa a nota. “Volumes próximos de 120 mil toneladas de carne de frango e de carne suína deixaram de ser exportados desde o início da greve“, completa.

A ABPA informa que os animais mortos são colocados em composteiras nas próprias propriedades, mas o sistema já está no limite.  “O risco ambiental e de saúde pública é crescente e cerca de 1 bilhão de aves e 20 milhões de suínos ainda estão em risco de morte como consequência direta dos bloqueios“, informa a nota.

“Todos os esforços estão sendo realizados por avicultores, técnicos do setor, colaboradores da cadeia produtiva (inclusive motoristas que não concordam com a continuidade da greve) para diminuir os graves impactos causados pela paralisação.   A situação é alarmante para todo o setor.  A continuação dos bloqueios para produtos alimentícios, rações e animais são um grave risco ao País e exigem uma ação forte e imediata do governo.  Não é mais possível esperar.

Em 7 dias, 64 milhões de aves adultas e pintinhos já morreram

1 bilhão de aves poderão morrer nos próximos por falta de ração

Paralisação dos caminhoneiros: animais podem começar a morrer no campo

Governo tem até 25/5 para apresentar proposta aos caminhoneiros

Caminhoneiros estão reunidos com o governo nesse momento

Petrobrás baixa preço do diesel em 1,54% e governo promete zerar CIDE

 




MERCADO +

DataProdutoValor
26/02/2021 Congelado +
(kg)
R$ 6,09
26/02/2021 Resfriado +
(kg)
R$ 6,11

* ORIGEM BASTOS (SP)
DataProdutoValor
17 - 19/02/2021 Branco +
Vermelho +
(cx. 30 dúzias)
R$ 129,66
R$ 153,48

* ORIGEM BASTOS (SP)

SESSÕES TÉCNICAS ESPECIAIS +

REVISTA AVINEWS BRASIL +

NOVIDADES

 

REVISTA

Revista aviNews aviNews Brasil dezembro 2020

ARTIGOS DA REVISTA



 
 


Consultar outras edições


Logo Ceva
 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies