29 jan 2021

Mapa abre consulta sobre funcionamento de granjas avícolas

normativa


AUTOR(ES)

Priscila Beck

Diamond V

Na última quinta-feira (28/1), o Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) abriu processo de consulta pública para colher sugestões à proposta ministerial que estabelece os requisitos mínimos para a instalação e funcionamento de granjas avícolas e de unidades de beneficiamento de ovos e derivados.

normativa granjas avícolas

A Instrução Normativa é voltada para os seguintes estabelecimentos de produção própria destinada à comercialização direta:

  • produção de ovos,
  • ovoscopia,
  • classificação
  • acondicionamento
  • rotulagem
  • armazenagem e
  • expedição de ovos

Como unidades de beneficiamento, o Mapa identifica os estabelecimentos destinados a:

  • produção
  • recepção
  • ovoscopia
  • classificação
  • industrialização
  • acondicionamento
  • rotulagem
  • armazenagem e
  • expedição de ovos e derivados

Entre os produtos abrangidos pela Normativa estão o ovo in natura, ovo frigorificado, conserva de ovos, ovo integral, mistura de ovos, ovo desidratado, gema desidratada, clara desidratada, semiconserva e ovo líquido.

Em termos de instalações e equipamentos, algumas das exigências da normativa são:

  • localização em pontos distantes de fontes emissoras de mau cheiro e potenciais contaminantes;
  • em terreno com área suficiente para circulação e fluxo de veículos de transporte;
  • Pátio e vias de circulação pavimentados, de superfície compacta com cobertura do solo de forma a não permitir a formação de poeira ou lama, bem como proporcionar a perfeita drenagem das águas e o perímetro industrial deve ser mantido em bom estado de conservação e limpeza;
  • Área para recepção de matérias-primas e insumos provida de cobertura, protegida contra intempéries e entrada de pragas e vetores;
  • Área de recepção de ovos (área suja) com dimensões adequadas às operações ali realizadas e totalmente separada dos demais setores por parede com altura mínima de 2 metros;
  • Dependências e instalações industriais de produtos comestíveis separadas por paredes inteiras daquelas que se destinem ao preparo de produtos não comestíveis e daquelas não relacionadas com a produção;
  • Dependências e instalações exclusivas para armazenagem de ingredientes, aditivos, coadjuvantes de tecnologia;
  • Dependências e instalações para armazenagem de embalagens e rotulagem, que podem ser compartilhadas, quando se tratar de estabelecimentos que só comercializam ovos em natureza e desde que devidamente separadas e identificadas;
  • Dependências e instalações exclusivas para armazenagem materiais de higienização e produtos químicos;
  • Área de armazenamento para produtos acabados separada fisicamente da área de classificação;
  • Ordenamento das dependências, das instalações e dos equipamentos para evitar estrangulamentos no fluxo operacional e prevenir a contaminação cruzada;
  • Pias para a higienização de mãos convenientemente distribuídas nas áreas de produção;
  • Entre outras exigências.

O prazo para que cidadãos, ou entidades e órgãos de classe apresentem sugestões ou comentários é de 45 dias. As sugestões devem ser enviadas, tecnicamente fundamentadas, para a Secretaria Nacional de Defesa Agropecuária. O envio será feito a partir do Sisman (Sistema de Monitoramento de Atos Normativos) na internet.

Para acessar o Sisman é necessário estar previamente cadastrado no Sistema de Solicitação de Acesso. A íntegra da proposta ministerial da Instrução Normativa também está disponível no ícone “PDF”, logo abaixo do título desta matéria.

A nova norma, quando aprovada, determina que as granjas avícolas e estabelecimentos registrados terão prazo de 365 dias para adequação, contados da data de publicação da Instrução normativa. A iniciativa também deverá revogar a portaria 1 de 21 de fevereiro de 1990.



NOVIDADES

 

REVISTA

Revista aviNews aviNews Brasil Abril 2021

ARTIGOS DA REVISTA

img13

Por Felipe Lino Kroetz Neto

View more


 
 


Consultar outras edições


 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies