22 mar 2017

México suspende importação de carnes do Brasil



AUTOR(ES)

Priscila Beck

Diamond V

O México anunciou terça-feira (21/3) a suspensão temporária da importação de carnes do Brasil em decorrência da Operação “Carne Fraca” deflagrada pela Polícia Federal (PF) em 17/3. A informação foi divulgado via comunicado da Secretaria de Agricultura, Pecuária, Desenvolvimento Rural, Pesca e Alimentação (SAGARPA) do país.

Segundo a SAGARPA, a medida segue até  que as autoridades sanitárias brasileiras ofereçam “evidências científicas e garantias suficientes da sanidade, qualidade e segurança de seus produtos”. A suspensão, coordenada diretamente pelo Serviço Nacional de Sanidade, Segurança e Qualidade Agroalimentar (SENASICA), ocorre desde o domingo (19/3) e tem o objetivo de proteger a segurança do consumidores mexicanos.

Segundo o comunicado, no próprio dia 19/3, a SENASICA solicitou informações oficiais ao governo brasileiro, com o objetivo de esclarecer a situação a respeito da adulteração da carne. O órgão solicita um informe oficial completo a respeito das medidas que estão sendo aplicadas para extinguir o risco de que o México receba carnes adulteradas.

O órgão também solicitou os resultados do programa de vigilância de Salmonella sp, Listeria monocitogenes, E. coli  O157 y E. coli STEC realizado durante 2016 e nos últimos meses de 2017. O Brasil exporta ao México somente produtos avícolas como carne resfriada, congelada e desidratada de frango e peru, ovo fértil, aves canoras, ornamentais e de rapina.

“Uma vez que recebermos a informação solicitada, os técnicos mexicanos avaliarão se existe risco para os consumidores nacionais”, afirma a nota do SENASICA. “Entretanto, foram bloqueadas 12 Requisições Zoosanitárias para carnes avícolas e produtos destinados ao consumo humano procedentes do Brasil”, completa.

Brasil

No domingo (19/3), o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) brasileiro suspendeu a licença de exportação dos 21 frigoríficos envolvidos na Operação “Carne Fraca” da PF. Também exonerou os 33 servidores envolvidos no escândalo, entre eles os superintendentes federais de Agricultura, Pecuária e Abastecimento dos Estados do Paraná e Goiás.

O Brasil também está em tratativas para reverter os embargos da China, União Europeia e Chile. O país avançou nas negociações com a Coreia do Sul, que chegou a anunciar o embargo temporário, porém, na última terça-feira (21/3) voltou atrás.

A queda das vendas ao mercado externo em 2017 deverá ser impactante, segundo José Augusto Castro, presidente da Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB). “Aposto numa queda de 20% dos embarques de carne neste ano, com a redução do preço pago e da quantidade”, alerta. Considerando que as exportação de carnes rendeu 13,8 bilhões de dólares ao Brasil em 2016, a queda deve chegar a 2,7 bilhões de dólares.




MERCADO +

DataProdutoValor
18/01/2021 Congelado +
(kg)
R$ 5,86
18/01/2021 Resfriado +
(kg)
R$ 6,20

* ORIGEM BASTOS (SP)
DataProdutoValor
11-15/01/2021 Branco +
Vermelho +
(cx. 30 dúzias)
R$ 94,62
R$ 110,24

* ORIGEM BASTOS (SP)

SESSÕES TÉCNICAS ESPECIAIS +

REVISTA AVINEWS BRASIL +

NOVIDADES

 

REVISTA

Revista aviNews aviNews Brasil setembro 2020

ARTIGOS DA REVISTA



 
 


Consultar outras edições


Logo Ceva
 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies