05 maio 2017

México: OIE informa surto de influenza aviária altamente patógena

OIE informa brote de influenza aviar altamente patógena en México


AUTOR(ES)

María de los Angeles Gutiérrez

Diamond V

Conteúdo disponível em: Español (Espanhol)

A Organização Mundial da Saúde Animal (OIE) comunicou que foi detectado um surto do vírus da influenza aviária H7N3 em aves de postura comercial em Jalisco, México. A entidade informou que o foco foi encontrado a partir da vigilância epidemiológica ativa que se realiza na zona dos Altos de Jalisco.

Até o momento, foram encontradas dez aves infectadas, porém existem 151.132 aves que estão suscetíveis ao contágio. O foco de infecção se encontra em Tepatitlán de Morelos, Jalisco. A granja foi colocada sob quarentena e as aves enviadas para uma planta de abate próxima ao local do ocorrido.

Em relação à granja comercial onde foi registrado o foco de influenza aviária, não houve divulgação do nome. No entanto, a OIE informou que se trata de um plantel de aves de postura comercial de 126 semanas de idade, detectada por ações de vigilância ativa e sem evidência de sinais clínicos.

Outros detalhes epidemiológicos / comentários
Resultado da vigilância epidemiológica ativa que se realiza na zona dos Altos de Jalisco, foi feito o isolamento do vírus da influenza aviária H7N3 em aves de postura comercial. Identifico-se que o rebanho foi vacinado contra a doença dezoito semanas antes; as aves não apresentaram sinais. Estabeleceu-se uma área focal de 3 km e uma perifocal de 10 km, identificando-se a existência de três granjas da mesma empresa na zona perifocal, que se encontram vazias. A granja foi colocada sob quarentena e as aves enviadas para sacrifício em um estabelecimento autorizado, próximo ao local. A investigação epidemiológica continua.

De acordo com o diretor geral de saúde animal do Serviço Nacional de Saúde, Segurança e Qualidade Agroalimentar (SENASICA), Joaquín Braulio Delgadillo Álvarez, em um relatório, foi assinalado que esta quinta foi detectada por ações de vigilância da entidade.

Em relação à data, o surto de influenza aviária teve início em 18 de abril de 2017 e confirmação em 28 do mesmo mês. O último foco desta doença altamente contagiosa se registrou no México em 11 de maio de 2016.

Verificação da enfermidade: para confirmar o diagnóstico foram feitas quatro provas avançadas de laboratório de virologia, microscopia eletrônica, biologia molecular e imunologia.

Indicações de controle da Organização Mundial da Saúde Animal (OIE)
As medidas de controle implementadas são Restrição dos movimentos no interior do país; Quarentena; Zoneamento, Proibição de vacinação; e Nenhum tratamento das aves afetadas. Além disso, as medidas a serem implantadas são as seguintes: Desinfecção / Desinfestação; Sacrifício sanitário; e Destruição oficial dos produtos de origem animal.

 



NOVIDADES

 

REVISTA

Revista aviNews aviNews Brasil Abril 2021

ARTIGOS DA REVISTA



 
 


Consultar outras edições


 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies