agosto 2019

Carne de frango: exportações crescem e consumo doméstico retrai no Brasil em 2019

Conteúdo disponível em: Español (Espanhol)

As exportações brasileiras de carne de frango devem crescer entre 4% e 5% em 2019, enquanto o consumo per capita deve retrair 2%, segundo números da ABPA (Associação Brasileira de Proteína Animal). Os dados foram divulgados em entrevista coletiva à imprensa, no último dia 21/08.

A previsão da entidade é de que as exportações devem alcançar 4,3 milhões de toneladas em 2019, ante as 4,1 milhões de toneladas exportadas em 2018. O puxador desse crescimento tem sido a crise sanitária vivida pela Ásia, onde a Peste Suína Africana já levou à perda de 4 milhões de suínos.

Segundo análise do diretor executivo da ABPA, Ricardo Santin, o problema sanitário na Ásia vem “causando uma disrupção no trade global” e poderá vir a provocar uma crise na alimentação. “Não vemos isso hoje devido ao delay estatístico gerado por questões de transporte e produção“, salientou.

Santin apontou ainda que a crise na Ásia levou ao aumento de preços das proteínas animais, assim como ampliou o mix de produtos exportados. “Mercados que antes compravam produtos nobres, começam a comprar cortes de menor valor“, explicou.

Sobre a expectativa de aumento no número de plantas habilitadas a exportar para a Ásia, ele explicou que as indústrias habilitadas hoje têm grande capacidade de aumentar o volume de mix oferecido à região. “Já está acontecendo e vai ampliar à medida que o abate precoce de suínos for caindo“, explicou.

Segundo Santin, por questões de prevenção, suínos vêm sendo abatidos precocemente na Ásia, antes de completar seu ciclo produtivo. O número de animais abatidos nessas condições chegaria a 200 milhões de cabeças, classificados por Santin como “números estratosféricos e disruptivos“.

De acordo com Turra, a capacidade de produção animal brasileira coloca o país entre os maiores fornecedores de aves e suínos do mundo. “Hoje, somos o quarto maior produtor mundial de suínos. O Brasil tem elasticidade de ter um grande consumo interno e densidade de volume e adensamento de animais. Os produtores não estão fazendo movimentos exacerbados de expectativas e, sim, aguardando demanda externa”, explicou o presidente.

Produção

Em termos de produção de carne de frango, a ABPA aponta um crescimento de 1% em 2019, passando a 13 milhões de toneladas, ante as 12,8 milhões de toneladas produzidas em 2018.

Um relatório do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos), divulgado em 19/8, aponta uma expectativa de crescimento de 2,5% na produção brasileira de carne de frango em 2020. Segundo o Departamento, o Brasil deverá produzir 13,975 milhões de toneladas métricas de carne de frango em 2020.

“O crescimento deverá ser impulsionado, principalmente, pelo aumento da demanda global, especialmente da China, mas também pela maior demanda doméstica”, aponta o relatório do USDA.

SIAVS aguarda mais de 15 mil visitantes

Maior feira brasileira e uma das maiores do mundo do setor, o SIAVS (Salão Internacional de Avicultura e Suinocultura) foi pauta da coletiva de imprensa. O evento inicia dia 27/8, em São Paulo, e trará mais de 100 painelistas para discutir o futuro do segmento. Mais de 15 mil visitantes, de 30 países diferentes, 1,6 mil produtores e 1,7 mil congressistas são esperados para esta edição.

“A feira cresceu 18% em relação ao ano passado e chegamos à quinta edição neste formato”, sintetizou o presidente. Será entre os dias 27 e 29 de agosto, no Parque Anhembi.

Diamond V

NEWSLETTERS

Revista Digital, Boletins Semanais, Acesso aos PDFs

Cadastro

Revista aviNews Brasil
Ed. aviNews Junho 2019