producción avicultura tamanho do ovo

Conteúdo disponível em: Español (Espanhol)

Cada variedade comercial tem uma classe para o tamanho do ovo, determinado geneticamente. Dentro desta classe, o meio ambiente exerce papel muito importante para determinar o peso do ovo.

Os quatro pilares do tamanho do ovo são:

  • Genética
  • Peso corporal
  • Nutrição
  • Programa de iluminação

Esses pilares são uma ferramenta útil para que os produtores de ovo possam mudar o perfil do peso do ovo e, assim, abastecer o mercado com um tamanho de ovo ideal.

Hy Line tamanho do ovoOs quatro pilares do tamanho do ovo

 

GENÉTICA

Está-se trabalhando geneticamente para criar linhas comerciais que tenham diferentes classes de tamanho de ovo. O peso do ovo é uma característica hereditária (~40%) que responde bem à seleção genética. No entanto, aproximadamente 60% da variação do tamanho do ovo se deve a fatores não genéticos (nutrição, manejo etc.) Esses fatores não genéticos podem ser manipulados pelos produtores de ovos para alcançar o perfil do tamanho do ovo desejado. Durante décadas se vem recolhendo dados do peso do ovo e selecionando o peso do mesmo. Historicamente, o peso do ovo era medido periodicamente ao longo da vida da ave. Hoje, pesa-se os três primeiros ovos colocados por uma ave, três ovos postos na metade do ciclo e outros três no final do ciclo. O departamento de pesquisa da empresa utiliza esses pesos do ovo, selecionando para obter uma curva de peso mais desejável. A seleção tem o objetivo específico de aumentar o peso do ovo de início, mantendo-o até a metade do ciclo, para diminuí-lo no final do ciclo (Figura 1).

tamanho do ovo

 

O número de ovos e a resistência à quebra têm correlação negativa com o peso do ovo no final do ciclo de produção. À medida que as variedades das raças continuam melhorando na persistência tardia e na resistência da casca, o tamanho do ovo em idades posteriores diminuirá. Para ajudar a adaptação a essa resposta de seleção, a empresa atenuou a pressão de seleção para diminuir o peso do ovo tardio, com o objetivo de garantir o tamanho de ovo e a produção de massa do ovo pertinente ao potencial genético das aves.

PESO CORPORAL

Um fator importante que afeta o peso do ovo é o peso corporal da galinha jovem na maturidade. As aves mais pesadas tendem a por mais ovos durante todo o período de produção e têm maior flexibilidade para adaptarem-se a diferentes perfis de tamanho de ovo. O peso corporal é afetado por muitos fatores, incluindo:

  • Desbicagem
  • Programa de vacinação
  • Deslocamento
  • Desafios das doenças
  • Programa de iluminação das pinatinhas
  • Distribuição do espaço
  • Nutrição

 

Devido ao efeito direto do peso corporal sobre o peso do ovo, é muito importante que o lote alcance a meta de peso corporal com uma boa uniformidade para o manejo do tamanho do ovo.

tamanho do ovo

 

NUTRIÇÃO

A nutrição durante o período de produção e de postura tem papel muito importante sobre o peso do ovo. A nutrição adequada durante a produção permite que a ave alcance ou exceda o peso corporal padrão. Quando se muda as dietas de produção baseando-se na busca do peso corporal padrão (e não baseando-se na idade das aves) é possível conseguir que as dietas se adaptem melhor às necessidades nutricionais reais da pintainha. Durante o período de postura, a especificação das dietas pode ser utilizada para manipular o tamanho do ovo. A energia, metionina/cistina, outros aminoácidos digestíveis, ácido linoleico e a gordura total podem afetar diretamente o tamanho do ovo. Esses componentes podem ser especificados nas dietas de poedeiras para influenciar o tamanho do ovo, aumentando-o ou diminuindo-o. O conteúdo de proteína na dieta deve ser balanceado para garantir que a ave utilize eficientemente os aminoácidos. Se a proteína não está bem balanceada, pode resultar em má utilização dos aminoácidos e o tamanho do ovo não será o ideal. Breghendahl (2008) estimou “o perfil ideal de aminoácidos” e determinou que a proporção de metionina a lisina deve ser, no mínimo, de 47:100 para apoiar a máxima massa do ovo. Todos os demais aminoácidos devem ser balanceados em relação com a lisina para garantir que o tamanho do ovo seja otimizado da maneira mais eficiente possível. Para evitar que o ovo tenha tamanho excessivo e que a casca afine durante o período de postura tardio, esses nutrientes devem ser diminuídos gradualmente depois do pico de produção do ovo (30 semanas de idade). A estimulação nutricional para obter maior tamanho de ovo poderia resultar em cascas mais finas e mais ovos rachados, se não se proporcionar de maneira adequada o requerimento de minerais da ave. O manejo de um tamanho de ovo maior deve incluir considerações nutricionais durante a produção para posteriormente obter boa qualidade da casca do ovo e um esqueleto forte (por exemplo a dieta de pré-postura). O peso do ovo pode ser regulado através do uso de um regime de alimentação em fases. É mais fácil obter o peso ideal do ovo quando a alimentação é formulada de acordo com o peso, ou massa do ovo, atualizando constantemente as fórmulas de acordo com esses parâmetros Essa ferramenta pode ser muito útil para aumentar o peso do ovo na produção inicial, ou para controlar o peso do ovo na produção tardia. Tenha em conta que o tamanho do ovo é afetado não somente pelos níveis nutricionais, como também por todos os aspectos da alimentação. O tamanho das partículas do alimento, o consumo de água, a temperatura da água e o horário da alimentação podem afetar o consumo de alimento diário e consequentemente o consumo de nutrientes.

ESTRESSE POR CALOR

O estresse por calor pode diminuir o peso do ovo. As temperaturas ambientais superiores à zona termoneutra (> 33°C) afetam a ave fazendo com que diminua seu consumo de alimento. O resultado pode ser um déficit em nutrientes como proteína (aminoácidos) e energia, o que diminuirá o peso do ovo. É comum haver diminuição no tamanho do ovo como consequência do estresse calórico. Os ajustes apropriados na formulação do alimento para ajustar o consumo de ração real da ave e a mitigação das condições de estresse por calor podem ajudar a minimizar a diminuição do tamanho do ovo. Nos galpões com ambientes controlados, baixar a temperatura ambiental aumentará o consumo de alimento, para aumentar o peso do ovo.

PROGRAMA DE ILUMINAÇÃO

As aves respondem a mudanças na duração da luz do dia. Isso tem efeito importante na produção do ovo e no tamanho do mesmo (Figura 2). Os programas de iluminação decrescente lentos (C e D) durante o período de cria proporcionam mais horas de luz à pintainha para comer e crescer. Ao mesmo tempo, esses programas de iluminação decrescente lentos também podem retardar a maturidade e aumentar o tamanho do ovo. Os programas de iluminação decrescente rápida (A e B) proporcionam menos horas de luz e um crescimento mais lento, porém com maturidade precoce e um tamanho de ovo menor.

tamanho do ovo

A idade da estimulação de luz e e peso corporal são fatores que interagem e ajudam a determinar o início da produção de ovos, assim como o tamanho do ovo. A estimulação com luz deve ser feita com base no peso corporal e na uniformidade do lote. Geralmente a estimulação com luz precoce em pesos corporais leves acelerará a maturidade e diminuirá o tamanho do ovo, enquanto a estimulação de luz tardia em pesos corporais maiores retardará a maturidade e aumentará o tamanho do ovo. Geralmente, a ave tem capacidade de produzir certa massa de ovo. À medida que se muda o peso do ovo, o número de ovos tende a mudar inversamente para a manutenção constante da massa do ovo.

tamanho do ovo

Utilize uma formulação de ração que proporcione um consumo de 10-15% a mais de aminoácidos digestíveis (mg de aminoácidos digestíveis por ave por dia) Aumente a proporção de metionina + cistina a lisina para que seja >90%. O ácido linoleico tem um impacto positivo no tamanho do ovo. Para aumentar o tamanho do ovo, use 1.5 g de ácido linoleico por ave ao dia. Utilize fontes suplementares de óleo que sejam mais concentradas em ácido linoleico, como óleo de feijão, de soja ou linhaça Aumente o conteúdo da gordura total e da gordura suplementara nas dietas. Os estudos comprovam que, com os mesmos níveis de ácido linoleico, as aves que consomem maior quantidade total de gordura produzirão ovos maiores. Mantenha um consumo de energia ótimo. Em situações com um consumo de energia deficiente, as poedeiras utilizarão a proteína e os aminoácidos disponíveis para um tamanho do ovo otimizado. Em muitas situações, quando o peso do ovo é baixo, isso se deve a um baixo consumo de energia. A sobrealimentação de energia acima das quantidades recomendadas tende a diminuir o peso do ovo, como consequência do menor consumo de alimento.

tamanho do ovoMANEJO PARA UM TAMANHO DE OVO MENOR
tamanho do ovo

O manejo nutricional para controlar o tamanho do ovo é mais complexo e gera resultados mais lentos, que quando se maneja para aumentar o peso do ovo Reduza a proporção de metionina + cistina a lisina a (<84%). Essa redução deve ser feita gradualmente para evitar a diminuição da produção do ovo. Controle o consumo total de aminoácidos digestíveis. Os estudos comprovam que uma redução no consumo de aminoácidos pode ser mais eficaz para controlar o peso do ovo, que reduzindo apenas a metionina + cistina. Limite o consumo de ácido linoleico a 0.9 g/dia por ave. Troque para uma fonte de óleo com menor conteúdo de ácido linoleico, tal como o óleo de palma. Comece a controlar o peso do ovo com a alimentação em fases pelo menos 2–3 g antes do peso do ovo desejado. Proporcione objetivos claros da quantidade acumulativa do consumo de aminoácidos para cada fase, para obter o peso do ovo desejado.




MERCADO +

DataProdutoValor
07/08/2020 Congelado +
(kg)
R$ 4,94
07/08/2020 Resfriado +
(kg)
R$ 4,94

* ORIGEM BASTOS (SP)
DataProdutoValor
27 - 31/07/2020 Branco +
Vermelho +
(cx. 30 dúzias)
R$ 83,91
R$ 104,32

* ORIGEM BASTOS (SP)

SESSÕES TÉCNICAS ESPECIAIS +

REVISTA AVINEWS BRASIL +

NOVIDADES

 

REVISTA

Revista aviNews aviNews Brasil Junho 2020

ARTIGOS DA REVISTA



 
 


Consultar outras edições


aviagen
 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies