21 jul 2017

Limpeza da tubulação de água para otimizar a saúde das aves

limpeza da tubulação de água

Antes de implementar um programa sanitário para a água de bebida é importante limpar perfeitamente o sistema de distribuição da água na medida do possível.

Devemos limpar as tubulações para poder proporcionar água limpa e salubre às aves, porém, um impacto potencial de adicionar agentes para sanidade da água de bebida incorretamente é que o produto químico pode reagir com o biofilm (película biológica) causando sabor ruim na água e, com isso, uma diminuição no consumo da mesma.

Quando se deixa uma pequena quantidade de agente sanitário ou desinfetante na tubulação de água suja, isto pode resultar no desprendimento do biofilm, o que poderia bloquear os bebedouros, podendo ocasionar restrições de água.

Por isso, é importante limpar o sistema de tubulações incluindo os bebedouros com a finalidade de retirar o biofilm e o precipitado que pode funcionar como uma fonte nutritiva e um escondrijo para patógenos potenciais como E. coli, Pseudomonas e ainda Salmonella.

Muitos agentes causadores de enfermidades como Salmonella podem sobreviver durante semanas no biofilm presente nas tubulações de água, o que representa una fonte constante de contaminação para o galpão e possível infecção para as aves.

Os sistemas de abastecimento de água devem ser corretamente limpos e desinfetados entre todas as trocas dos rebanhos.

Uma limpeza adequada pode ajudar a prevenir os depósitos de minerais e material biológico e inerte precipitados que contribuem para reduzir o fluxo de água em até 70-80%.

Muitos produtos populares, como são os acidificantes e outros produtos, podem criar condições favoráveis para o crescimento de leveduras e fungos.

Estes fungos e leveduras podem crescer ainda em águas com um pH ácido sempre e, quando envolvidos no biofilm, são capazes de bloquear os bebedouros, o que pode converter-se em um sério problema.

biofilm

Para assegurar-se de que as tubulações sejam limpas efetivamente, o primeiro passo é responder as seguintes preguntas:

Qual é a fonte de água?

A água de poço não tratada, por exemplo, não recebe nenhum tratamento diário com produtos sanitários ou desinfetantes, é a mais vulnerável para a formação de crostas ou biofilm nas tubulações. Em sua maioria, a água municipal ou rural entubada contém pelo menos 0.2 ppm de cloro disponível ou livre que pode ajudar a reduzir o crescimento bacteriano.

No entanto, dado que a água utilizada para granjas avícolas frequentemente é de poço e gerida de diferente maneira que a água municipal (baixa pressão, fluxo lento e com produtos adicionados como vitaminas por exemplo) é especialmente importante limpar as tubulações.

limpieza-tuberiasQue produtos são utilizados nas tubulações de água?

Se utilizados aditivos como vitaminas, eletrólitos, produtos a base de açúcar, promotores que contenham minerais e vitaminas, ou produtos a base de ácidos fracos, é muito possível que exista uma quantidade importante de biofilm. Uma vez instalado o biofilm nas tubulações, a limpeza se faz de 10 a 1000 vezes mais difícil.

Por isso é importante utilizar limpadores agressivos que facilitem a eliminação do biofilm.

Qual é o conteúdo de minerais na água?

O cálcio e o magnésio são frequentemente responsáveis pela formação de precipitados que se observam na forma de crostas de cor esbranquiçada.

Se a água contém mais de 60 ppm de qualquer destes dois minerais e se o pH da água está acima de 7, então há uma boa possibilidade de que se formem precipitações de minerais no sistema de tubulações e bebedouros, os quais terão que ser retirados utilizando algum limpador de tipo ácido projetado para o tratamento de sistemas de bebedouros de mamilo.

Outros contaminantes minerais comuns incluem o ferro, manganês e enxofre.

  • Quando existe uma concentração relativamente elevada de ferro isto pode resultar na precipitação de resíduos de cor marrom ou avermelhada, enquanto que o manganês e o enxofre tendem a formar crostas de cor preta. Quando há um conteúdo importante de enxofre na água, este produz um odor similar ao dos fósforos.
  • Se a água cheira a ovo podre, então é provável que exista um alto conteúdo de sulfureto de hidrogênio ou de ácido sulfhídrico.
  • Este composto é um subproduto que resulta do metabolismo de bactérias afins ao enxofre e neste caso as tubulações terão que ser limpas com um produto mais agressivo.

Pode ser ainda necessário aplicar um choque de cloro diretamente ao poço. Se os filtros instalados na granja ficarem de cor de ferrugem ou preta, nestes casos é importante utilizar um limpador agressivo de tipo ácido depois de esvaziar as tubulações.

Em ocasiões registram-se problemas de saúde persistentes causados por E. coli, enterite necrótica, ou problemas respiratórios que não respondem a melhoras no manejo, a limpeza e a desinfecção dos galpões, ou ao aumento no número de dias de descanso sanitário.

O culpado dos problemas de saúde persistentes de origem bacteriana pode estar escondido no abastecimento de água, particularmente nos reguladores de pressão de água, as tubulações dos galpões e ainda as tubulações subterrâneas. Nestes casos utilizar o limpador correto pode contribuir para melhorar a situação substancialmente.

O biofilm pode ser o responsável dos problemas de saúde persistentes nos galpões.

exafah

Escolha do produto correto

Depois de identificar o tipo de limpeza que será mai benéfica, o seguinte passo é eleger um produto que não danifique o equipamento. Atualmente conta-se com diferentes produtos a base de ácidos que podem ser utilizados para retirar as crostas de material precipitado, para isso pode-se consultar diferentes fornecedores para estudar as opções.

Deve-se lembrar que para que o produto seja efetivo no desprendimento das crostas, deve ser capaz de baixar o pH para menos de 6.

Utilizar somente uma solução de cloro altamente concentrada não é uma boa opção porque isto não representa um limpador efetivo, além de poder danificar os reguladores de pressão de água e também os bebedouros de mamilo.

O mesmo é correto para muitos outros limpadores que não são bons para este propósito, porém, por outro lado podem ser bons desinfetantes para o galpão.

O iodo não é muito efetivo contra os biofilms e por isso não é uma boa opção.

Peróxido de hidrogênio estabilizado altamente concentrado

  • Alguns dos produtos mais efetivos que não danificam o equipamento de bebedouros são produtos químicos a base de peróxido de hidrogênio estabilizado altamente concentrado.
  • Os ingredientes ativos nestes produtos são diferentes do peróxido de hidrogênio ordinário que pode ser comprado nas farmácias ou com outros fornecedores porque o estabilizador previne que o produto seja convertido em água e oxigênio antes que termine sua função.

Dióxido de cloro

  • Também há vários produtos a base de dióxido de cloro, porém estes são mais efetivos quando está presente algum produto acidificante, que pode exigir um duplo sistema de injeção nas tubulações ou algum sistema para mesclar, sem riscos, ambos os produtos antes de injetá-los nas tubulações.

Amoníaco ou amônio

  • Um terceiro tipo de produto utilizado pela indústria é a base de amoníaco ou amônio.
  • Se tem realizado provas com estes produtos para verificar sua efetividade em superfícies onde existem algas e se verificou que ao utilizar uma onça de amoníaco (30 ml) para cada galão de água(3.78 litros) não resultou tão efetivo como a utilização de uma solução de amoníaco a 3%.
  • No entanto, recomenda-se verificar com o fabricante de equipamentos se existe alguma contra-indicação para utilizar produtos a base de amoníaco.

O mais importante que deve-se lembrar é que os biofilms e as bactérias contidas neles, assim como os fungos e leveduras só podem ser retirados utilizando limpadores que contenham algum produto desinfetante.

Também deve se considerar que a concentração do produto deve ser suficiente para eliminar as crostas, as bactérias, fungos e leveduras porém, sem danificar o equipamento. Deve-se prestar atenção cuidadosa às recomendações de segurança indicadas para cada produto.

Limpeza do sistema

Depois de as aves terem sido retiradas do galpão é o momento de limpar o sistema de imediato.

Purgar as tubulações

  • Primeiro deve-se purgar as tubulações de água e, se possível, utilizar um sistema de purga de alta pressão.
  • O objetivo é retirar qualquer sedimento solto nas tubulações.
  • Deve-se aproveitar esta oportunidade para assegurar que as mangueiras indicadoras da pressão de água estão trabalhando corretamente e assegurar, assim, que não há espaços de are dentro das tubulações durante o processo de limpeza.

Injetar o produto dentro das tubulações

  • Posteriormente deve-se determinar a maneira de injetar o produto dentro das tubulações.
  • O uso de dispensadores para este propósito não proporciona a concentração correta, de maneira que é melhor utilizar injetores especificamente projetados para este propósito e que possam adicionar a concentração correta do produto em cada galão de água. Existem injetores como o Qwik Blend ou Mix Right por exemplo, que trabalham muito bem porque podem injetar quatro onças de produto em cada galão de água para criar, assim, uma solução a 3%.
  • Outra alternativa muito efetiva é mesclar o limpador em um barril de 55 galões de capacidade ou em um tanque de solução mãe com capacidade para 100 galões, para utilizar então uma bomba de água submersível com uma potência de 1/4 a 1/2 cavalo-vapor para injetar diretamente a mistura dentro de cada linha de bebedouros. Para produzir uma solução a 3% se adiciona um galão do produto concentrado para cada 30 galões de água.

Um galpão de 400 pés de comprimento (120 metros) com oito linhas de bebedouros (aproximadamente sete galões por linha) requer cerca de 60 galões de água (230 litros) para limpar as linhas.

Um galpão de 500 pés de comprimento (150 metros) requer aproximadamente 75 a 80 galões de água (285-300 litros).

A maneira ideal para limpar

A maneira ideal para limpar as tubulações é começando no nível do poço para limpar tanto as tubulações subterrâneas como as dos galpões.

Tubulações subterrâneas

  • Ao se limpar as tubulações subterrâneas, não se deve purgar a água suja através das tubulações de bebedouros do galpão, mas deve-se purgar estas linhas subterrâneas mediante uma chave situada antes do início das tubulações dos galpões. Esta é uma boa prática porque as tubulações subterrâneas também podem ser uma fonte de contaminação.
  • No entanto, esta ação pode ser contraproducente se as tubulações de distribuição estiverem muito sujas, permitindo que os resíduos sejam direcionados para dentro dos galpões.
  • As tubulações subterrâneas só poderão ser purgadas através das tubulações do galpão quando exista uma chave de água que possa drenar as tubulações subterrâneas antes de a água ter acesso aos galpões.

Tubulações dos galpões

  • Os êmbolos de drenagem terão que ser accionados para facilitar que o produto químico flua não somente por dentro das tubulações mas também através deles.
  • Uma vez que as tubulações são carregadas com o produto de limpeza, permite-se que o produto permaneça nelas pelo menos durante 72 horas. Ainda que isto seja recomendável para facilitar a limpeza, sempre deve-se consultar o produtor de equipamentos para bebedouros e verificar se este procedimento não danificará o equipamento.
  • Uma vez que as tubulações já estejam limpas, se ainda existir um acúmulo importante de minerais, então debe-se voltar a limpar as tubulações com um produto ácido.
  • Também se recomenda limpar as instalações de distribuição de água que levam a água ate os galpões. Quando se faz isto não se deve drenar estas tubulações através das linhas de bebedouros do galpão porque isto levará os resíduos diretamente aos bebedouros.

Como manter limpo o sistema

As práticas de limpeza das tubulações de água entre cada rebanho são somente a metade da batalha. Ainda com uma boa limpeza, há uma concentração importante de bactérias, fungos e leveduras no sistema, então há uma boa possibilidade de o biofilm voltar a se formar em apenas dois ou três dias.

Por esta razão, o último passo é estabelecer um programa de sanidade de água para todos os dias. Isto beneficiará tanto as aves como o sistema de bebedouros.

  • Muitas das granjas que consistentemente alcançam um melhor índice de produtividade contam com um sistema que lhes permite drenar diariamente as tubulações dos bebedouros, prevenindo, assim, o acúmulo de minerais, bactérias, fungos e leveduras. Todos os dias se purgam as tubulações e desta maneira se proporciona sempre água limpa às aves.
  • O programa pode ser enriquecendo acidificando a água e assegurando-se de que os filtros estejam sempre limpos. Um erro comum é não limpar os filtros frequentemente, ou mudá-lo somente uma vez por ano. A manutenção dos filtros deve ocorrer cotidianamente para assegurar que funcionem adequadamente.

 bbzix




MERCADO +

DataProdutoValor
23/11/2020 Congelado +
(kg)
R$ 6,23
23/11/2020 Resfriado +
(kg)
R$ 6,38

* ORIGEM BASTOS (SP)
DataProdutoValor
16-20/11/2020 Branco +
Vermelho +
(cx. 30 dúzias)
R$ 101,96
R$ 123,72

* ORIGEM BASTOS (SP)

SESSÕES TÉCNICAS ESPECIAIS +

REVISTA AVINEWS BRASIL +

NOVIDADES

 

REVISTA

Revista aviNews aviNews Brasil setembro 2020

ARTIGOS DA REVISTA



 
 


Consultar outras edições


aviagen
Logo Ceva
 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies