17 jul 2017

Limpeza da tubulação de água por CID LINES

limpeza da tubulação de água aviários


AUTOR(ES)

Luc Ledoux

Diamond V

Conteúdo disponível em: Español (Espanhol)

A importância da água potável é frequentemente subestimada. Sob condições climáticas normais, as aves bebem o dobro do que comem. (Em climas quentes a relação é de 3 – 4).

A boa qualidade da água ajuda no processo de digestão, no transporte dos nutrientes no corpo, na regulação da temperatura corporal e na eliminação dos resíduos. Desta maneira, a água tem um grande impacto tanto no estado de saúde como nos resultados de produção das aves. Eu a chamo de “nutriente esquecido“.

A água pode ser uma fonte de contaminação quando seu estado microbiológico não é ideal (muitos germes). Além disso, suas características químicas (por exemplo, excesso de dureza, muito ferro, excesso de cálcio etc.) podem impedir uma boa digestão ou uma boa absorção de aditivos como medicamentos, vacinas, vitaminas etc.

A administração destes aditivos através da água potável criará uma camada de polissacarídeos no sistema, conhecida como bio-film, na qual se desenvolverão micro-organismos e, em última instância, contaminarão as aves.

Não é possível ver como se acumula dentro da tubulação de água, mas é melhor assegurar-se de que não está lá. Além disso, os depósitos minerais (especialmente cálcio), conhecidos como “tártaro”, também se acumularão dentro da tubulação de água servindo de refúgio para micro-organismos.

Ambos podem bloquear os bebedouros (reduzindo o fluxo de água e afetando negativamente a distribuição de aditivos).

  • Se você tem nipples, cheque o fluxo do último e compare com as especificações do fabricante (ml / min).
  • No caso dos bebedouros pendulares, a acumulação de sujeira é visível no exterior da cúpula, mas será também no interior da tubulação.

 

A tubulação com água suja ou cheia de tártaro, pode esconder todo tipo de micro-organismos no bio-film. As altas temperaturas e o baixo fluxo de água, criarão um ambiente ideal para o desenvolvimento explosivo de algas e bactérias não desejadas na tubulação de água.

Portanto, o que primeiro se deve fazer ao limpar um aviário, é limpar o interior da tubulação de água, eliminando o bio-film.

-O cloro não eliminará o bio-film, nem o tártaro, pois será inativado pela matéria orgânica (como fazem todos os halógenos, também o iodo), especialmente no final da tubulação, onde o fluxo de água é menor e a temperatura e contaminação são mais altas. Portanto, ao analisar a água micro-biologicamente, sempre recolher amostras no último bebedouro.

Então, quais são as possíveis alternativas ao cloro? Observemos a limpeza das tubulações de água:

1. Oxidação

Para se desfazer do bio-film é necessário uma molécula de oxigênio livre para “queimá-la“. Este O2 pode ser liberado de diferentes fontes:
– Instalações de ozônio (O3) provaram ser caras.
– O dióxido de cloro deve ser ativado na granja porque não é estável.
– H2O2 ou peróxido de hidrogênio eliminará o bio-film orgânico.

O segredo do H2O2 é como estabilizá-lo! (O H2O2 direto é utilizado como “combustível” para foguetes, sendo um produto muito explosivo e por isso muito perigoso!).

Uma forma de estabilizar é adicionar nitrato de prata, no entanto, este é um metal pesado. Em todo caso, comprovando a vida útil através da comparação da data de fabricação com a de vencimento, teremos uma compreensão sobre a estabilidade e a vida útil. No entanto, o H2O2 não eliminará o tártaro. Por isso, será preciso fazer uma segunda limpeza com ácidos.

2. Acidificação

Os ácidos dissolverão o tártaro (principalmente baseado no cálcio) que também pode bloquear os bebedouros. No entanto, não dissolverão o bio-film orgânico. Portanto, serão necessárias duas limpezas: uma com ácidos e outra com H2O2.

3. Oxidantes combinados com ácidos orgânicos

O peróxido de hidrogênio estabilizado, formulado em combinação com ácidos orgânicos, dissolverá tanto o bio-film como a acumulação de incrustações. Oferece os benefícios da oxidação e acidificação em um só golpe!

Além disso, o ácido peracético atua como um “reforço” para melhorar a eficácia do H2O2. A Dra. Susan Watkins comprovou a redução de UFC (unidades de formação de colônias) de 8 diferentes limpadores de tubulação de água e concluiu: “@ 2%, CID 2000 teve a maior redução na presença microbiana”. Um produto baseado em H2O2 só se comprovou 3% (= 50% mais) e mostrou reduções inferiores de UFC. (*)

A Dra. Watkins afirma que o bio-film pode bloquear até 70% do diâmetro de uma  tubulação de água. Isto reduzirá seriamente o fluxo de água necessário! Também afirma que as bactérias “encapsuladas” no bio-film podem ser até 1,000 vezes mais resistentes que as bactérias “livres flutuantes”. O maior problema com os bio-films é que podem se “romper” e liberar as bactérias. Assim, podem converter-se em uma fonte de contaminação. Daí a importância de analisar uma amostra de água do último bebedouro. A Dra. Watkins tem um exemplo no qual havia 0 UFC na fonte, porém 4,7 milhões de UFC no último bebedouro!

É muito importante lavar as tubulações abundantemente para eliminar todos os resíduos depois de certo tempo de contato com o limpador de tubulação de água. Só então, começará com tubulações limpas e desinfetadas. Esta é uma condição preliminar absoluta para otimizar ainda mais a qualidade da água, com o objetivo de melhorar resultados na produção.

Um tratamento adicional da água durante a vida das aves pode evitar uma nova acumulação de bio-film e escala.

A limpeza da tubulação de água, muitas vezes dá os maiores retornos do investimento em qualquer tipo de produção Pode fazer diferença na qualidade da água e na eficácia de todos os outros produtos que se use durante a produção!

(*) Int’l. Poultry Scientific Forum, Jan 22nd 2007, Atlanta : Dr. Susan Watkins et al, University of Arkansas, Fayetville : “Evaluation of different products used for cleaning drinking water systems”




MERCADO +

DataProdutoValor
23/11/2020 Congelado +
(kg)
R$ 6,23
23/11/2020 Resfriado +
(kg)
R$ 6,38

* ORIGEM BASTOS (SP)
DataProdutoValor
16-20/11/2020 Branco +
Vermelho +
(cx. 30 dúzias)
R$ 101,96
R$ 123,72

* ORIGEM BASTOS (SP)

SESSÕES TÉCNICAS ESPECIAIS +

REVISTA AVINEWS BRASIL +

NOVIDADES

 

REVISTA

 
 


Consultar outras edições


aviagen
 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies