09 jan 2020

Influenza Aviária H5N1 afeta mais de 20 mil aves na Índia

Influenza Aviária


AUTOR(ES)

Priscila Beck

Diamond V

Um foco de Influenza Aviária Altamente Patógena (H5N1) foi detectado numa exploração avícola comercial no município de Baikunthpurna região nordeste da Índia. O caso levou 5634 aves à morte e a necessidade de abate sanitário de outras 15426 aves, totalizando 21060 aves mortas.

O caso foi notificado em informe emitido pela OIE (Organização Mundial de Saúde Animal) nesta quarta-feira (8/1). A Organização recebeu a informação do Secretário Dr Atul Chaturvedi, do Ministério da Pecuária indiano.

Influenza Aviária

Segundo o informe da OIE, ainda sem origem conhecida, o foco teve início em 7 de julho de 2019 e um relatório foi enviado à Organização em 1 de agosto do mesmo ano. Porém, o caso só foi confirmado em 23 de dezembro, por teste de RT-PCR em tempo real, realizado no Instituto Nacional de Alta Segurança para Doenças Animais, Bhopal.

As medidas oficiais implementadas foram:

  • Restrição de movimentos dentro do país
  • Vigilância fora da zona de confinamento, ou proteção
  • Rastreio
  • Eliminação oficial de carcaças, subprodutos e resíduos de origem animal
  • Abate sanitário
  • Abate e eliminação seletiva
  • Desinfecção
  • Vacinação proibida
  • Nenhum tratamento para animais afetados

O informe da OIE aponta ainda que o último caso notificado de Influenza Aviária na Índia ocorreu em 2 de setembro de 2019.

A autoridade sanitária da Índia, aprovou, em abril de 2019, a primeira permissão de importação para carne de frango in natura brasileira. A abertura se deu 11 anos após firmado o acordo sanitário entre os dois países (2008).

A carne de frango é a proteína animal mais consumida na Índia. Apesar disso, dados da FAO (Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura) mostram que, em 2018, o consumo per capita de frango na Índia estava em 2,18 quilos por ano, devendo passar a 2,23 quilos per capta em 2019.

Influenza Aviária

A Influenza Aviária é uma doença de declaração obrigatória incluída na lista de doenças da OIE.

Segundo o Código Sanitário para Animais Terrestres da OIE, os Países Membros devem notificar:

  • todo vírus de influenza aviária de alta patogenicidade, qualquer que seja a cepa, detectado em aves (domésticas e silvestres);
  • todos os subtipos H5 e H7 do vírus de baixa patogenicidade detectados nas aves de produção.
  • todo caso de mortalidade inusitada de aves silvestres também deverá ser notificado à OIE através do Sistema mundial de información zoosanitaria (WAHIS).



NOVIDADES

 

REVISTA

Revista aviNews aviNews Brasil Abril 2021

ARTIGOS DA REVISTA



 
 


Consultar outras edições


 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies