15 out 2018

Influenza Aviária Altamente Patógena: novos focos na China e Bulgária

Influenza Aviar


AUTOR(ES)

Priscila Beck

Diamond V

Mais dois novos focos de Influenza Aviária Altamente Patógena foram reportados no Sul da China (12/10), no condado de Fenghuang, e na Bulgária (8/10), no Vilarejo de Manolsko Konare, no distrito de Plovdiv.

Recentemente, em 30/9outros dois focos foram reportados na província de Guizhou, também localizada ao Sul da China, a cerca de 1,5 mil km de Fenghuang; e na Bulgária, no vilarejo de Trilistinik, a apenas 11,5 km de Manolsko Konare, ambos no distrito de Plovdiv.

Neste último foco reportado na China, foi encontrada a mesma cepa do foco anteriormente reportado, a H5N6, desta vez num lote de 1414 aves de fundo de quintal, das quais 516 estavam infectadas, 385 já haviam morrido por causa da doença e o restante foi submetido ao abate sanitário. O foco teve início em 26/9 e foi comprovado por testes no Laboratório nacional de referência para a Influenza Aviária, em Harbin, no dia 9/10.

Na Bulgária, a cepa reportada em 8/10 também foi a mesma anteriormente reportada, a H5N8, que desta vez  atingiu um lote de 406 aves, das quais 98 estavam infectadas foram submetidas ao abate sanitário.

Em ambos os países foram implementadas a restrição de movimentações de aves no interior do país, vigilância fora da área de contenção, triagemrastreabilidade, quarentena, destruição oficial dos produtos de origem animal, eliminação oficial de carcaças, subprodutos e dejetos de origem animal, abate sanitário, zoneamento e desinfecção.

A Influenza Aviária encontra-se como um dos grandes desafios da avicultura mundial, junto com instabilidades financeiras por causas político-econômicas, oscilações nos custos e disponibilidade dos insumos e restrições para o comércio.

A enfermidade afeta fortemente, muitas vezes de modo irreversível, a produtividade e rentabilidade de empresas. Erradicar a influenza aviária demanda um método de controle muito eficiente, no entanto bastante custoso.

Medidas de bioseguridade rigorosas e permanentes (em termos conceituais, estruturais e operacionais) são parte crucial da estratégia de prevenção da doença, para minimizar o risco de introdução da infecção em operações avícolas comerciais. Além disso, as campanhas de vigilância epidemiológica (ativa e passiva) constituem um sistema de alerta permanente que possibilita a detecção precoce e a contenção rápida, para evitar a possível propagação dessa doença altamente contagiosa para grandes populações de aves suscetíveis.



NOVIDADES

 

REVISTA

Revista aviNews aviNews Brasil Abril 2021

ARTIGOS DA REVISTA



 
 


Consultar outras edições


 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies