24 set 2018

Impacto do Furacão Florence na Indústria Avícola dos EUA

Impacto del Huracán Florence en la Industria Avícola de EE.UU.


AUTOR(ES)

María de los Angeles Gutiérrez

Diamond V

Conteúdo disponível em: Español (Espanhol)

O setor avícola da Carolina do Norte (EUA) sofreu a perda de pelo menos 3,4 milhões de aves, incluindo frangos e perus, como resultado do furacão Florence, segundo o Departamento de Agricultura e Serviços ao Consumidor da Carolina do Norte. A informação foi divulgada no último dia 18 de setembro e segundo a agência até aquela data as perdas da indústria suína eram estimadas em cerca de 5.500 animais.

As inundações afetaram as operações avícolas na Carolina do Norte (EUA), sendo este um importante estado produtor avícola, ocupando o segundo lugar na produção total de perus do país.

Em um informe emitido na noite de 18/9 a agência de agricultura da Carolina do Norte informou que as perdas avícolas eram estimadas em 3,4 milhões de aves. Segundo o comunicado, o prejuízo ultrapassa as perdas avícolas do furacão Matthew, ocorrido em 2016.

O terceiro maior produtor avícola do país, Sanderson Farms, estimou que aproximadamente 1,7 milhões de frangos de corte, em granjas independentes, foram destruídos pelas inundações. Segundo ele, ainda havia áreas isoladas por inundações no dia 17/9, o que significa que poderia haver perdas ainda maiores.

Segundo o CNBC, a empresa norte-americana comunicou que “Dos 880 galpões de frangos de corte na Carolina do Norte, 60 foram inundadas”. Além disso, “Outros seis galpões sofreram danos e não poderão abrigar os frangos de corte até que se sejam reparados”.

A Sanderson Farms também destacou que havia quatro galpões de reprodutores de frangos afetados na Carolina do Norte pela inundação e que 33 galpões de franguinhas sofreram graves danos. – CNBC.

A empresa manifestou que “não acredita que a perda da capacidade de alojamento afete suas operações em curso, já que podem reduzir as instalações e adotar outras medidas temporárias para compensar estas perdas”.

Por outro lado, a Tyson Foods  divulgou no dia 18/9 que após o furacão Florence teve apenas um impacto mínimo em suas operações avícolas com aves vivas na Carolina do Norte e Virgínia.

O porta-voz da Tyson Foods, Worth Sparkman, destacou que “Duas granjas na área de Fayetteville, Carolina do Norte, foram afetadas e estamos aproveitando nossa cadeia de abastecimento regional para garantir que não haja interrupções nos negócios”, especificando que “Estão ajudando os granjeiros afetados”.

Por sua vez, Butterball, com sede em Garner, Carolina do Norte, o maior produtor norte-americano de produtos de perus, informou que estava “no processo de confirmar o impacto exato da tormenta sobre as instalações e granja”.

Um representante da Butterball acrescentou: “Enquanto essa revisão continua, nossa prioridade continua sendo ajudar os nossos parceiros e suas famílias que foram diretamente afetados pela tormenta. Graças, em parte, a nossos preparativos antes do furacão, nenhuma de nossas instalações sofreu danos maiores”.

O Departamento de Agricultura e Serviços ao Consumidor da Carolina do Norte também comunicou que ocorreram falhas generalizadas no abastecimento de energia elétrica e estradas foram danificadas ou inundadas, o que dificultou a alimentação das operações pecuárias e o fornecimento de combustível para atender geradores nos galpões avícolas.

Ao mesmo tempo, a agência estatal advertiu que as perdas pecuárias poderiam mudar em função de novos esforços de recompilação de dados.

Com informações do Departamento de Agricultura e Serviços ao Consumidor da Carolina do Norte (EUA) e CNBC

Diamond V


NOVIDADES

 

REVISTA

Revista aviNews aviNews Brasil Julho 2021

ARTIGOS DA REVISTA



 
 


Consultar outras edições


 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies