07 jun 2017

Honduras cria expectativas ante abertura dos EUA à carne de frango

Avicultores hondureños esperar ingresar carne de ave a EE.UU.


AUTOR(ES)

María de los Angeles Gutiérrez

Diamond V

Conteúdo disponível em: Español (Espanhol)

De acordo com a Associação de Avicultores de Honduras (ANAVIH), o país poderá contar com a certificação para exportar carne de frango aos EUA antes do término de 2017. A afirmação foi feita pelo presidente da ANAVIH, Juan José Cruz, à Rádio Honduras, indicando que está em andamento o trabalho para obter a certificação que permitirá o ingresso da carne de frango hondurenha nos EUA.

Segundo Juan José Cruz, a visita dos inspetores americanos é aguardada para o próximo mês de setembro, o que permitirá completar o processo para viabilizar a permissão para exportar carne de frango aos EUA. O representante da ANAVIH ressaltou também que, com cada peça de carne de frango que se envie a esse mercado tão exigente, se abrirá a oportunidade para continuar crescendo como indústria e como setor.

Desta maneira, o setor avícola hondurenho espera continuar crescendo e abrir novos mercados, inclusive exportando para a União Europeia.

Juan afirmou ainda que a Federação de Avicultores de Honduras (FEDAVIH) investirá US$30 milhões em melhorias como compra de equipamentos e programas de desenvolvimento. Também manifestou que em Honduras, segundo estatísticas da FEDAVIH, são consumidas cerca de 360 milhões de libras de frango anualmente, o que corresponde a um consumo per capta de aproximadamente 42 libras/ano.

De acordo com estatísticas do Banco Central de Honduras (BCH), o setor avícola do país registrou um crescimento de 4,2% nos primeiros três meses de 2017, favorecido pela avicultura comercial (5,5%) e produção de ovos, que apresentou alta de 1,9%, dada a maior demanda interna.

Abastecimento

O presidente da ANAVIH afirmou que há um trabalho persistente para atender o abastecimento do mercado nacional, o que tem sido cumprido pelo setor. Da mesma forma, Juan José Cruz disse que a expectativa esse ano é de um crescimento de 5% na produção avícola hondurenha.

Além disso, complementou, “Os componentes nutritivos e os baixos preços da ração são fatores principais, que permitem manter o ritmo de consumo e, portanto, a produção”.

Avicultores hondurenhos esperam que, ao final deste ano, Honduras disponha da certificação em matéria avícola para exportar produtos ao mercado americano e logo abranger novos mercados.

Diamond V


NOVIDADES

 

REVISTA

Revista aviNews aviNews Brasil Julho 2021

ARTIGOS DA REVISTA



 
 


Consultar outras edições


 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies