22 fev 2018

Haiti busca a auto suficiência em ovos e frangos

Haití busca la autosuficiencia en huevos y pollos Haiti


AUTOR(ES)

María de los Angeles Gutiérrez

Diamond V

Conteúdo disponível em: Español (Espanhol)

A prefeitura de Cavaillon, localizada no departamento Sul do Haiti, com o apoio de seus assessores, estabeleceu um acordo conjunto com o Instituto de Tecnologia e Animação (ITECA) para um ambicioso projeto avícola. Trata-se da instalação de granjas de poedeiras em várias localidades das seções comunais de Cavaillon, sendo o objetivo principal que o município seja auto suficiente no consumo de ovos e frangos de corte.

Segundo o prefeito de Cavaillon, Ernst Ais, graças a esse projeto avícola, que teve início em 2017, nove das catorze granjas de poedeiras, que se estabeleceram no município de Cavaillon, já começam a produzir e comercializar ovos no mercado local. Além disso, ele informou que cada uma delas recebeu 300 galinhas do ITECA, como parte de uma parceria com o município.

“Estamos trabalhando para aumentar o número para 50 granjas comunitárias de poedeiras. Cinquenta granjas de poedeiras produzirão uma média de 15.000 ovos por dia. Será um grande passo”, declarou com orgulho o prefeito de Cavaillon, considerando que esta é uma das atividades econômicas em extinção e precária desde o incêndio que destruiu a FACOLEF há mais de 25 anos.

Para Ernst Ais, estas 14 granjas de poedeiras se unem à grande granja moderna “Poulailler des Antilles” instalada na cidade pelo engenheiro Jean Claude Verdier e sua irmã Myrna Verdier. Ele informou ainda que este crescimento da avicultura não é só um fator econômico, mas também um gerador de empregos.

Segundo Ernst Ais, através do ITECA, os beneficiários já receberam capacitação para o manejo. Assim como a gestão de cada granja de poedeiras foi fornecida a um comitê de mulheres que recebem uma quantidade de diferentes suprimentos e alimentação por poedeiras. Logo, afirma ele, o comitê poderá comprar diretamente.

“As famílias de Cavaillon encontrarão ovos suficientes produzidos na cidade para consumir. Além disso, a abordagem faz frente à invasão de ovos, que chega devido à falha na produção deste alimento que é consumido no Haiti “, destacou Ais, que acrescentou que quer trabalhar gradativamente pela auto suficiência alimentar em Cavaillon.

No entanto, a ambição do prefeito e do empresário vai além do estabelecimento da avicultura. Eles planejam etiquetar os ovos produzidos localmente com o aviso “feitos em Cavaillon”. Uma forma, explica, para que os consumidores distingam melhor entre os ovos de fora e os da comunidade.

O prefeito também faz contatos com os supermercados em Puerto Príncipe, permitindo às mulheres vender regularmente ovos frescos das 14 granjas de poedeiras de sua comuna. – Jornal -HPN Haití.

O empresário acredita que entre as instituições que levaram apoio às vítimas de Matthew após o ciclone no sul, ITECA e Fokal se distinguem por ações que permitem recapitalizar as famílias campesinas, particularmente mulheres rurais, que muitas vezes são o motor de suas famílias.

Diamond V


NOVIDADES

 

REVISTA

Revista aviNews aviNews Brasil Julho 2021

ARTIGOS DA REVISTA



 
 


Consultar outras edições


 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies