23 nov 2018

Global Trade Helpdesk deve facilitar acesso a dados do comércio mundial

Global Trade Helpdesck


AUTOR(ES)

Priscila Beck

Diamond V

Acelerar o desenvolvimento do Global Trade Helpdesk, que facilita o acesso das empresas, particularmente as pequenas, aos dados sobre o comércio e informação sobre possíveis mercados de exportação. Esse é o objeto do memorando de entendimento assinado neste dia 23/11 pela OMC (Organização Mundial do Comércio), UNCTAD (Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento) e ITC (Centro de Comércio Internacional).

Uma versão inicial da plataforma online foi lançada em 2017, durante a 11ª Conferência Ministerial da OMC, em Buenos Aires (Argentina). Com a iniciativa, OMC, ITC e UNCTAD concordam em desenvolver a plataforma, com o objetivo de melhorar a qualidade e acessibilidade das informações comerciais necessárias para as empresas – em particular MPME (Micro, Pequenas e Médias Empresas) – para acessar oportunidades de mercado.

Como parte do acordo, as três organizações fornecerão assistência técnica aos países em desenvolvimento para ajudá-los a manter informações atualizadas no Global Trade Helpdesk e aumentarão a conscientização entre as MPME sobre como se beneficiar dessas informações comerciais.

Ao disponibilizar gratuitamente os dados comerciais por meio de uma interface amigável, o Global Trade Helpdesk tornará mais fácil para as empresas, em todo o mundo, aumentar sua participação no comércio mundial e reduzir os custos comerciais. Também deverá ajudar os decisores a trabalharem sobre informações mais completas sobre as políticas de comércio e investimento, assegurando que a comunidade internacional ofereça melhor apoio às MPMEs.

Segundo o diretor geral da OMC, Roberto Azevêdo, o acesso a informações sobre tarifas e outros requisitos para acessar mercados de exportação impõe custos às empresas que desejam negociar, o que pode ser uma barreira substancial para que as pequenas empresas possam entrar no mercado. “O Global Trade Helpdesk é um esforço conjunto para ajudar a remover essa barreira, fornecendo às empresas as informações essenciais de que precisam“, afirmou o diretor geral da OMC.

Azevêdo destacou que a iniciativa será particularmente útil para micro, pequenas e médias empresas, que precisam de dados confiáveis ​​para identificar as oportunidades de exportação. “Estou ansioso para continuar esta parceria com a UNCTAD e ITC –  e com os membros da OMC”, afirmou. “Todos nós temos um papel a desempenhar para tornar este projeto vital um sucesso”, concluiu.

Para Mukhisa Kituyi, Secretário Geral da UNCTAD, o Global Trade Helpdesk é uma inovação, que ajuda a equalizar a atuação das empresas no campo da informação. “Trabalhando lado a lado com nossos parceiros no ITC e na OMC, estamos atendendo às necessidades da comunidade comercial, de maneira concreta, e ajudando a transformar as ações em resultados reais”, afirmou Kituyi.

Arancha González, diretora executiva da ITC, destacou que a inteligência comercial e de mercado é fundamental para a tomada de decisões e competitividade das empresas. “E o Global Helpdesk é uma importante plataforma para facilitar uma maior coordenação entre as três agências, no fornecimento de capacitação efetiva relacionada ao comércio, localmente“, afirmou.

A Plataforma conterá informações abrangentes de várias fontes sobre as exigências do mercado (como tarifas, impostos, padrões relevantes de saúde e segurança para produtos de exportação), procedimentos de exportação e importação (como formalidades de pré-embarque, processos de certificação e inspeção), oportunidades de negócios (como os preços do mercado e os próximos eventos) e as estatísticas atuais do comércio.

O desenvolvimento do Helpdesk acontecerá ao longo de três fases de três anos. No entanto, está programado para ser totalmente funcional na fase 1.

Além de extrair dados do ITC, da UNCTAD e da OMC, o Global Trade Helpdesk integrará informações comerciais de várias outras organizações internacionais e bancos de desenvolvimento, inclusive o BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), a UNIDO (Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial) e o Grupo do Banco Mundial.

Com informações do site da OMC




MERCADO +

DataProdutoValor
14/01/2021 Congelado +
(kg)
R$ 5,87
08/01/2021 Resfriado +
(kg)
R$ 5,92

* ORIGEM BASTOS (SP)
DataProdutoValor
04-08/01/2021 Branco +
Vermelho +
(cx. 30 dúzias)
R$ 96,92
R$ 110,45

* ORIGEM BASTOS (SP)

SESSÕES TÉCNICAS ESPECIAIS +

REVISTA AVINEWS BRASIL +

NOVIDADES

 

REVISTA

Revista aviNews aviNews Brasil setembro 2020

ARTIGOS DA REVISTA



 
 


Consultar outras edições


Logo Ceva
 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies