AUTOR(ES)

María de los Angeles Gutiérrez

Diamond V

Conteúdo disponível em: Español (Espanhol)

Foi detectado, nos Estados Unidos, o vírus H7N3 da Influenza Aviária levemente patógena em lotes de perus de corte. O vírus foi encontrado em explorações avícolas dentro de um mesmo raio, no condado de Stanislaus, na Califórnia, segundo informações do site da OIE (Organização Mundial de Saúde Animal).

Primeira detecção do H7N3

No dia 12 de setembro de 2018, como parte do programa de vigilância foram realizados testes para a influenza aviária H5/H7 ante da realização do abate sanitário. Confirmou-se a Influenza Aviária de baixa patogenicidade, H7N3, em um lote de perus de corte em uma exploração comercial no condado de Stanislaus, na Califórnia (EUA).

Neste primeiro evento, o lote afetado foi de 26.258 perus de corte, que foram sacrificados e as carcaças destruídas.

Nesta primeira oportunidade, o APHIS (Serviço de Inspeção de Saúde Animal e Vegetal), ligado ao USDA, em colaboração com o Ministério de Alimentos e Agricultura da Califórnia, realizou uma pesquisa epidemiológica do evento e intensificou o rastreamento consequente da detecção.

Foram colhidas amostras contínuas para o vírus da Influenza Aviária em outras dez explorações comerciais de aves de produção, situadas numa área de 10 km no entorno.
Segunda Detecção de H7N3

Posteriormente, em 19 de setembro, com as ações de vigilância realizadas no perímetro de dez quilômetros, foi detectada a Influenza Aviária levemente patógena H7N3 em outra exploração comercial de perus de corte. “Os dados sequenciais parciais da segunda detecção são coerentes com oés da primeira,” aponta a OIE.

Nesta oportunidade, o lote afetado foi de 35.162 perus de corte, que foram submetidos ao abate sanitário.
Agentes estatais puseram as instalações afetadas sob quarentena e implementaram controles de movimentações. O vazio sanitário e a eliminação das aves nos locais estão praticamente concluídos, segundo o informe da OIE.
Terceira detecção de H7N3

Em 25 de Setembro, segundo especificado no site da OIE, o sorotipo H7N3 da Influenza Aviária levemente patógena foi novamente detectado, desta vez em uma exploração comercial de perus de corte. “Na vigilância realizada em um raio de 10 km da primeira granja, detectou-se a Influenza Aviária levemente patógena H7N3 em outra granja comercial de perus de corte”, aponta o informe.

Está sendo realizada uma pesquisa epidemiológica exaustiva, com intensificação da vigilância. A sequência parcial da terceira detecção é coerente com a primeira.
Nesta oportunidade, um lote de 117.000 perus encontrou-se suscetível, sem indicação de mortalidade, segundo o informe da OIE.

Agentes estatais impuseram quarentena na instalação afetada e restringiram as movimentações. A instalação será despovoada a través da comercialização controlada das aves.

Medidas de Controle Implementadas
  • Restrição das movimentações no interior do país
  • Vigilância fora da área de proteção ou contenção
  • Vigilância dentro da área de proteção ou contenção
  • Quarentena
  • Zoneamento
  • Vacinação autorizada (se existir vacina)
  • Nenhum tratamento dos animais afetados

Medidas de Controle a setem Implementadas

  • Abate sanitário
  • Desinfecção
Resultados dos testes diagnósticos
Nome e tipo do laboratório Espécies Teste Data do teste Resultados
Laboratório de segurança alimentar e de saúde animal (Laboratório local) Aves Prova RT-PCR em tempo real 19/09/2018 Positivo
Laboratório dos Serviços veterinários nacionais (Laboratório nacional) Aves Prova RT-PCR em tempo real 21/09/2018 Positivo

 

Informes futuros:

O episódio continua. Além disso, a OIE (Organização Mundial de Saúde Animal) comunica que serão enviados Informes semanais de monitoramento. Para mais informações pode-se consultar o site da OIE EEUU: Influenza Aviar H7N3 de baja patogenicidad detectada en pavos

Diamond V


NOVIDADES

 

REVISTA

Revista aviNews aviNews Brasil Julho 2021

ARTIGOS DA REVISTA



 
 


Consultar outras edições


 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies