23 maio 2018

Estados Unidos notifica Doença de Newcastle em Los Angeles

Enfermedad de Newcastle se presenta en Estados Unidos Doença de Newcastle


AUTOR(ES)

María de los Angeles Gutiérrez

Diamond V

Conteúdo disponível em: Español (Espanhol)

O Serviço de Inspeção Sanitária Animal e Vegetal (APHIS) do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) confirmou a presença da Doença de Newcastle virulenta em um pequeno lote de frangos caipiras na cidade de Los Angeles, Califórnia, EUA. É importante Destacar que a presença da doença não é um problema de segurança alimentar. Esse é o primeiro caso de Doença de Newcastle nos EUA desde 2003, anteriormente registrada como Doença Exótica de Newcastle.

Segundo o comunicado do Serviço de Inspeção Sanitária Animal e Vegetal dos EUA, não há riscos da Doença de Newcastle  em humanos pelo consumo de produtos avícolas. Esses produtos, bem cozidos, são seguros para o consumo.

Ainda sim, explica-se que em casos muito raros, as pessoas que trabalham diretamente com aves contaminadas podem se infectar. Os sintomas geralmente são muito leves e se limitam a conjuntivite e/ou sintomas parecidos com o da gripe. A infecção pode ser facilmente prevenida com o uso de equipamento padrão de proteção pessoal.

O APHIS informa que está trabalhando junto com o Departamento de Alimentos e Agricultura da Califórnia para responder à detecção de Newcastle. Os parceiros federais e estatais também estão realizando controles e testes adicionais na região.

De acordo com a divulgação do APHIS, é essencial que todos os proprietários de aves sigam as boas práticas de biosseguridade para ajudar a proteger seus animais de doenças infecciosas. As práticas incluem passos simples como lavar as mãos e limpar botas antes e depois de entrar em uma área avícola; limpar e desinfectar os pneus e equipamento antes de sair da propriedade; e isolar as aves que retornam das amostragens durante 30 dias, antes de colocá-las com o restante do lote.

A doença de Newcastle é u viral, contagiosa e mortal, afetando os sistemas respiratório, nervoso e digestivo, tanto de aves domésticas como comerciais. A doença é tão virulenta que muitas aves domésticas e comerciais morrem sem apresentar nenhum sinal clínico. Uma taxa de mortandade de quase 100% pode ocorrer em lotes de aves não vacinadas. A Doença de Newcastle pode infectar e causar a morte, inclusive de aves vacinadas de planteis avícolas.

Os sinais clínicos da Doença de Newcastle incluem: morte súbita e aumento da perda por mortalidade no lote; espirros; falta de ar; secreção nasal; tosse; diarreia aquosa e esverdeada; diminuição da atividade; tremores; asas caídas; torcer a cabeça e o pescoço; dar voltas sobre si mesmas; completa rigidez; e inchaço em torno dos olhos e pescoço.




MERCADO +

DataProdutoValor
23/11/2020 Congelado +
(kg)
R$ 6,23
23/11/2020 Resfriado +
(kg)
R$ 6,38

* ORIGEM BASTOS (SP)
DataProdutoValor
16-20/11/2020 Branco +
Vermelho +
(cx. 30 dúzias)
R$ 101,96
R$ 123,72

* ORIGEM BASTOS (SP)

SESSÕES TÉCNICAS ESPECIAIS +

REVISTA AVINEWS BRASIL +

NOVIDADES

 

REVISTA

Revista aviNews aviNews Brasil setembro 2020

ARTIGOS DA REVISTA



 
 


Consultar outras edições


Logo Ceva
aviagen
 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies