22 mar 2017

As enzimas como peças-chave do quebra-cabeças



AUTOR(ES)

Ajay Bhoyar

Diamond V

Conteúdo disponível em: Español (Espanhol)

Como se alimentará a população mundial no futuro, com a crescente demanda global por proteínas?

Parte chave da resposta é liberando ingredientes de eficiência dos alimentos e reduzindo as dificuldades geradas pelos anti-nutrientes que se encontram em alguns alimentos não tradicionais.

Para proporcionar o nível de alimento suficiente para satisfazer a demanda global de proteínas, os animais podem consumir dietas diferentes a longo prazo, comparadas com as que se oferece hoje em dia.

Estas dietas poderiam incluir o uso mais consistente de coprodutos, subprodutos e o uso de ingredientes de alimentos disponíveis localmente, mas menos digeríveis.

As enzimas têm demonstrado seu potencial não só para liberar mais nutrientes dos ingredientes de alimentos convencionais e não convencionais, como também para reduzir significativamente os efeitos negativos dos anti-nutrientes presentes nestas matérias-primas.

As enzimas atuam sobre seus substratos particulares e exibem resultados completos, se utilizadas de forma independente ou combinada. Quando utilizadas de forma combinada, além da liberação de aminoácidos, minerais e energia, pode observar-se benefícios adicionais.

A fitase, protease e xilanase são três enzimas alimentícias comumente utilizadas na indústria animal na atualidade.

  • liberação de fósforo a partir do fitato com uma enzima fitase reduz a carga mineral para o meio ambiente, e também reduz os custos da alimentação, uma vez que são necessárias outras fontes de fósforo em níveis mais baixos.
  • Um maior nível de fibra insolúvel acelera a passagem de nutrientes através do intestino, o que reduz o potencial de absorção. A xilanase diminui este efeito e suporta o aumento da utilização de matérias-primas com menor valor nutricional, o que aumenta a flexibilidade de formulação de alimentos e reduz o custo do mesmo.
  • A protease reduz o risco associado com a formulação de alimentos pouco balanceada e a variação na qualidade nutricional dos ingredientes dos alimentos. A protease também permite o uso de matérias-primas de qualidade inferior a altas taxas de inclusão.

A utilização de enzimas para alimentação tornou-se a solução potencial para a produção animal sustentável.

As enzimas agregam valor quando usadas singularmente e esse valor pode ser ainda maior quando usadas de forma combinada.

As enzimas não só ajudam a aumentar a disponibilidade de nutrientes caros, como também ajudam no rendimento animal mediante a redução dos efeitos daninhos dos fatores anti-nutricionais, contribuindo ao mesmo tempo para a redução de custos da produção animal.

Para conhecer mais sobre a família de soluções enzimáticas da Novus International, clique aqui




MERCADO +

DataProdutoValor
31/07/2020 Congelado +
(kg)
R$ 4,87
31/07/2020 Resfriado +
(kg)
R$ 4,86

* ORIGEM BASTOS (SP)
DataProdutoValor
20 - 24/07/2020 Branco +
Vermelho +
(cx. 30 dúzias)
R$ 85,11
R$ 105,66

* ORIGEM BASTOS (SP)

SESSÕES TÉCNICAS ESPECIAIS +

REVISTA AVINEWS BRASIL +

NOVIDADES

 

REVISTA

Revista aviNews aviNews Brasil Junho 2020

ARTIGOS DA REVISTA



 
 


Consultar outras edições


aviagen
 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies