15 maio 2018

Geração de empregos no setor avícola da Colômbia

Producción avícola colombiana crece 6,7% en primer semestre 2018


AUTOR(ES)

María de los Angeles Gutiérrez

Diamond V

Conteúdo disponível em: Español (Espanhol)

No dia 1 de maio o mundo comemorou o “Dia do Trabalho” e, na Colômbia, segundo dados do Ministério da Agricultura e Desenvolvimento Rural, de 2017 até o momento, o setor agropecuário se estabeleceu como o maior gerador de emprego dos colombianos, criando cerca de 278.000 novos postos de trabalho. Somente o setor avícola emprega aproximadamente 400.000 pessoas.

Em sua estrutura de trabalho, interagem diferentes profissões, que fazem deste setor um elo com projeção de crescimento e grande aporte à economia e nutrição dos colombianos.

Graças ao trabalho de médicos veterinários zootecnistas, engenheiros agrícolas, engenheiros industriais, administradores de empresas, economistas, especialistas em genética, segurança, sanidade e galponeiros, as famílias colombianas recebem diariamente carne de frango e ovos da melhor qualidade.

Segundo Andrés Valencia, Presidente Executivo da Federação Nacional de Avicultores da Colômbia, Fenavi, “o setor avícola aporta anualmente mais de 126 bilhões de pesos à seguridade social, somando tanto os trabalhadores afiliados por parte das empresas produtoras de ovos e carne de frango, como os de elaboração de ração para animais”.

Formação, eixo fundamental
Contar com pessoas atualizadas no conhecimento da normatividade, fortalecimento dos temas da biosseguridade e ambientais; assim como no desenvolvimento de competências laborais; é fundamental para melhorar a competitividade e produtividade do setor.

A Fenavi, como gerador de projetos com benefício social, desenvolve programas de formação e capacitação, que superam as 5.600 atividades e mais de 36.000 beneficiários a cada ano; sem contar com o Programa de Formação e Certificação de Competências Laborais, que executa junto com o SENA, o que faz superar os 100 mil beneficiários.

Mulher, ator chave no setor
Por outro lado, a avicultura conta com a grande contribuição da mulher colombiana, que cada vez mais é reconhecida pelo valor que gera ao setor. Segun Luz Mila Márquez, Gerente Comercial de uma reconhecida empresa avícola de Santander, que tem uma carreira profissional de mais 26 anos na companhia, comenta que “um dos maiores desafios tem sido chegar ao setor agropecuário, onde se acredita que a parte masculina é a maioria. Meu trabalho tem sido marcado pela perseverança, esforço, mantendo meu nível como pessoa, família e trabalhadora”.

Da mesma forma, as seis Seccionais com que conta a Fenavi no país são lideradas por mulheres, que coordenam a gestão gremial do setor nas regiões.

Com a firme intenção de ser a indústria que alimenta a Colômbia, a avicultura se converteu em pedra angular para impulsionar a economia agropecuária no país, gerar melhores condições para o campo, oferecer oportunidades de trabalho e entregar aos colombianos dois produtos como a carne de frango e o ovo, de excelente qualidade e a preços acessíveis.

Com informação da Federación Nacional de Avicultores de Colombia (FENAVI)




MERCADO +

DataProdutoValor
18/01/2021 Congelado +
(kg)
R$ 5,86
18/01/2021 Resfriado +
(kg)
R$ 6,20

* ORIGEM BASTOS (SP)
DataProdutoValor
11-15/01/2021 Branco +
Vermelho +
(cx. 30 dúzias)
R$ 94,62
R$ 110,24

* ORIGEM BASTOS (SP)

SESSÕES TÉCNICAS ESPECIAIS +

REVISTA AVINEWS BRASIL +

NOVIDADES

 

REVISTA

Revista aviNews aviNews Brasil setembro 2020

ARTIGOS DA REVISTA



 
 


Consultar outras edições


Logo Ceva
 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies