08 abr 2019

Em março, China passa a maior importador da carne de frango brasileira

dumping China março


AUTOR(ES)

Priscila Beck

Diamond V

No último mês de março a China assumiu a lideranças no ranking de maiores  importadores da carne de frango brasileira. Nos três primeiros meses do ano, o país asiático  importou 114,252 mil toneladas de carne de frango do Brasil, representando 12,16% do total de 939,3 mil toneladas do produto exportadas pelo país no período.

A China ultrapassou a Arábia Saudita, que até fevereiro de 2019 era o principal importador da carne de frango brasileira. A diferença que separa os dois países é de 1,21 mil toneladas. Nos três primeiros meses do ano, a Arábia Saudita importou 113,042 mil toneladas de carne de frango brasileira, representando 12,03% do total exportado pelo país nesse período.

O Japão mantém o terceiro lugar no ranking, tendo importado 93,862 mil toneladas de carne de frango do Brasil, ou seja, 9,99% do total exportado pelo país no período. O saldo acumulado de 939,3 mil toneladas exportadas de janeiro a março é 7,6% inferior ao volume exportado no primeiro trimestre de 2018 (1,016 milhão de toneladas).

Já em receitas o resultado alcançou US$ 1,543 bilhão, desempenho 3,8% menor que o obtido em 2018, com US$ 1,604 bilhão.

POSIÇÃO PAÍS IMPORTADOR SALDO EM MARÇO (MIL TON) SHARE (%)
1 CHINA 114,252 12,16%
2 ARABIA SAUDITA 113,042 12,03%
3 JAPÃO 93,862 9,99%
4 EMIRADOS ÁRABES 93,022 9,90%
5 ÁFRICA DO SUL 67,67 7,20%
6 UNIÃO EUROPEIA 55,943 5,95%
7 HONG KONG  43,018 4,57%
8 IÊMEN 28,608 3,04%
9 KWAIT 27,196 2,89%

 

 

 

Principais importadores de carne de frango do Brasil de Jan/19 a Mar/19

 

Exportações Março

Segundo os dados divulgados pela ABPA (Associação Brasileira de Proteína Animal), as exportações brasileiras de carne de frango (considerando todos os produtos, entre in natura e processados) alcançaram 340,5 mil toneladas em março. Trata-se de volume 9,5% inferior às 376,2 mil toneladas exportadas no mesmo período do ano passado.

Em receita, o embarque mensal alcançou US$ 564,8 milhões, saldo 4,1% menor que as vendas de março de 2018, quando foram obtidos US$ 589,1 milhões.

“Apesar de inferior ao mesmo período do ano passado, o volume de exportações de março é superior ao saldo de fevereiro deste ano, e mostra o ritmo de crescimento das exportações mês a mês”, observa Francisco Turra, presidente da ABPA.  “Neste contexto, o preço médio geral de março foi 5,5% superior ao mesmo período do ano passado, impulsionado especialmente pelas vendas do Oriente Médio e Ásia”, completa.

Os Emirados Árabes Unidos se destacaram no mês, com importações de 36,3 mil toneladas, 23% a mais na comparação com março de 2018Catar também incrementou suas compras, com total mensal de 7,4 mil toneladas (+40%).

As vendas para a União Europeia também cresceram no mês passado, chegando a 20,3 mil toneladas (+5%).  Líder entre os importadores de carne de frango do Brasil, a China também incrementou suas compras no mês, chegando a 41,7 mil toneladas (+2%).

“Além da consolidação da China como principal destino da carne de frango brasileira, a forte elevação das vendas para os Emirados Árabes indicam a sustentação do fluxo de produtos halal no Oriente Médio”, ressalta Ricardo Santin, diretor-executivo da ABPA.

Esse conteúdo foi útil para você? Cadastre-se para receber nossa newsletter semanal!

 

Abaixo, a lista dos principais importadores de carne de frango do Brasil em março:

POSIÇÃO PAÍS IMPORTADOR SALDO EM MARÇO (MILTONS) SHARE (%)
1 CHINA 41,735 12,5%
2 ARÁBIA SAUDITA 38,338 11,4%
3 EMIRADOS ÁRABES 36,335 10,8%
4 JAPÃO 35,193 10,5%
5 ÁFRICA DO SUL 27,339 8,2%
6 UNIÃO EUROPÉIA 20,361 6,1%
7 HONG KONG 17,106 5,1%
8 IÊMEN 10,276 3,1%
9 KWAIT 9,405 2,8%
10 COREIA DO SUL 8,470 2,5%

Com informações da Assessoria de Imprensa da ABPA

Diamond V


NOVIDADES

 

REVISTA

Revista aviNews aviNews Brasil Abril 2021

ARTIGOS DA REVISTA



 
 


Consultar outras edições


 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies