05 mar 2020

Avaliação da eficácia In Vivo do FloraMax™-B11 administrado via spray



AUTOR(ES)

Fabrizio Matté

Consultor Técnico - VETANCO Brasil

Diamond V

A colonização intestinal precoce por bactérias ácido lácticas permite efeitos positivos, já que acelera a estabilidade da microbiota e protege contra bactérias patogênicas e oportunistas. Conheça o estudo que comprova este e muitos outros benefícios do FloraMax™-B11!

OBJETIVOS:

Quantificar a colonização do papo e do intestino por cepas probióticas presentes no FloraMax™-B11 em frangos de corte após aspersão do produto em pintinhos no incubatório.

MATERIAL E MÉTODOS:

floramax vetancoFrangos de corte (54), linhagem Ross, com 1 dia de vida foram submetidos a aspersão de FloraMax™-B11 (0,6g/100mL – 0,6%). Cada caixa contendo 100 aves foi aspergida via spray com 15-20 mL do aditivo probiótico diluído em água pura desprovida de desinfetantes (cloro).

Após o tratamento os animais foram encaminhados para o Laboratório de Medicina Aviária-LMA/UEL (LMA) para colheita de material e análises. Os tratamentos estão descritos na Tabela 1.

Floramax Vetanco

Tabela 1. Descrição dos tratamentos.

Assim que as aves chegaram ao LMA, nove aves por grupo foram sacrificadas e colhidos os papos e intestinos (duodeno, jejuno íleo e cecos) para a determinação da população de Lactobacillus spp (UFC/mL).

Para a determinação (UFC/mL) da população de Lactobacillus spp. presentes no papo e intestino, os órgãos foram macerados e diluídos em PBS (pH 7,2) e na sequencia realizado a diluição seriada e plaqueamento em ágar rogosa (Acumedia) seguido de incubação a 37°C por 48h.

Os dados foram submetidos à análise de variância, seguido de teste de comparação de médias, Scott-Knott, adotando 5% de significância.

Floramax™ vetanco

RESULTADOS:

No gráfico 1 estão expressos os valores (Log UFC/mL) de Lactobacillus spp. quantificados nos papos dos animais.

Os grupos FloraMax™-B11 spray, FloraMax™-B11 spray + Ceftiofur in ovo e FloraMax™-B11 spray + Gentamicina in ovo, apresentaram as maiores médias, 1,37, 1,05 e 1,31 respectivamente e diferiram (p<0,05) dos demais grupos que não receberam do aditivo probiótico.

Floramax™ Vetanco

Gráfico 1. Determinação de Lactobacillus spp. (Log UFC/mL) no papo de frangos de corte quatro horas após receber FloraMax™-B11 via spray. 1 – Controle negativo – não foi utilizado antimicrobianos e FloraMax™-B11; 2 – FloraMax™-B11 spray; 3 – FloraMax™-B11 spray + Ceftiofur in ovo; 4 – Ceftiofur in ovo; 5 – FloraMax™-B11 spray + Gentamicina in ovo; 6 – Gentamicina in ovo. Médias seguidas pela mesma letra não diferem estatisticamente pelo Teste de Scott-Knott (P<0,05)

Quanto à determinação de Lactobacillus spp. nos intestinos das aves (Gráfico 2), foi possível observar que os grupos 1, 4 e 6 foram aqueles que apresentaram menor contagem bacteriana diferindo significativamente dos grupos que receberam do aditivo probiótico (2; 3; 5). Indicando que o fornecimento do do aditivo probiótico permite uma colonização intestinal precoce e que a presença dos antimicrobianos (Ceftiofur – 3 e Gentamicina – 4) não inibiram a população de Lactobacillus spp.

Floramax™ Vetanco

Gráfico 2. Determinação de Lactobacillus spp. (Log UFC/mL) no intestino de frangos de corte quatro horas após tratamentos. 1 – Controle negativo – não foi utilizado antimicrobiano e FloraMax™-B11; 2 – FloraMax™-B11 spray; 3 – FloraMax™-B11 spray + Ceftiofur in ovo; 4 – Ceftiofur in ovo; 5 – FloraMax™-B11 spray + Gentamicina in ovo; 6 – Gentamicina in ovo. Médias seguidas pela mesma letra não diferem estatisticamente pelo Teste de Scott-Knott (P<0,05)

Observou-se neste estudo que os animais que receberam FloraMax™-B11 apresentaram uma população significativamente maior de Lactobacillus spp. em relação aos animais que não receberam as cepas probióticas.

Floramax™ Vetanco

A colonização intestinal precoce por bactérias ácido lácticas permite efeitos positivos, já que acelera a estabilidade da microbiota e protege contra bactérias patogênicas e oportunistas (SEIFI et al., 2017; GRIMES et al., 2008), além disso, modulam a resposta imune das aves (BRISBIN et al., 2010; ROCHA et al., 2012), dessa forma, infere-se que os animais que receberam FloraMax™-B11 podem apresentar uma melhor resposta frente a infecções por patógenos intestinais como Salmonella spp. (ANDREATTI FILHO et al., 2006), Campylobacter spp. (STERN et al., 2001) e Clostridium spp. (DECROOS et al., 2004 ).

CONCLUSÃO

A aspersão de cepas probióticas do FloraMax™-B11 via spray aumenta a colonização por bactérias ácido lácticas no papo e intestino dos pintinhos.

A utilização de cepas probióticas no primeiro dia de vida permite uma colonização precoce do intestino das aves. 




MERCADO +

DataProdutoValor
07/08/2020 Congelado +
(kg)
R$ 4,94
07/08/2020 Resfriado +
(kg)
R$ 4,94

* ORIGEM BASTOS (SP)
DataProdutoValor
27 - 31/07/2020 Branco +
Vermelho +
(cx. 30 dúzias)
R$ 83,91
R$ 104,32

* ORIGEM BASTOS (SP)

SESSÕES TÉCNICAS ESPECIAIS +

REVISTA AVINEWS BRASIL +

NOVIDADES

 

REVISTA

Revista aviNews aviNews Brasil Junho 2020

ARTIGOS DA REVISTA



 
 


Consultar outras edições


aviagen
 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies