11 ago 2021

Do Campo à Mesa do Consumidor: Produção Sustentável com o uso de ESG na Nutrição Animal



AUTOR(ES)

Bruno Ferreira Pecorino

Gerente de Negócios América do Sul da AB Vista

Diamond V

A fome é um dos maiores problemas da história da humanidade, e a demanda por comida segue com forte tendência de crescimento. Até 2050 serão dois bilhões a mais de pessoas que precisarão comer na Terra.

No entanto, a grande questão é:

ESG Nutrição Animal AB VistaÉ possível que os nossos alimentos sejam gerados sem ultrapassar os limites do planeta?

Tal preocupação é constante no nosso sistema de produção de proteína animal, e não deveria ser subestimada.

ESG Nutrição Animal AB Vista

Do Campo à Mesa do Consumidor: Produção Sustentável com o uso de ESG na Nutrição Animal

A agricultura está entre as atividades que mais contribuem para os efeitos do aquecimento global e, consequentemente, tem seu impacto nas mudanças climáticas. A pecuária, também é responsável pelo maior uso de recursos hídricos, além de seu crescimento poder acelerar a perda de biodiversidade do planeta.

Diversas entidades mundiais se preocupam com este cenário alarmante, e constantemente buscam alternativas para que se possa entregar alimentos ao consumidor, sem extrapolar os limites dos recursos da natureza, que são cada vez mais escassos e, sem dúvida, finitos.

O Brasil tem executado o plano setorial de adaptação às mudanças climáticas para contribuir com uma economia de baixa emissão de carbono na agricultura.

O Plano ABC busca, em sua primeira fase:

recuperar pastagens degradadas,

fomentando um sistema de plantio mais adequado

reflorestar áreas devastadas,

fixação biológica do nitrogênio e

o tratamento de dejetos de animais,

em linha com o Acordo de Paris, cujo principal objetivo é reduzir o aquecimento global.

“De acordo com dados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), a cada 1 real investido pelo Plano ABC, os produtores rurais investiram outros 7 reais em recursos próprios, comprovando a importância de uma produção voltada a aproveitar recursos naturais, através da inserção de tecnologias.”

Sustentabilidade ESG Nutrição Animal AB Vista

Do Campo à Mesa do Consumidor: Produção Sustentável com o uso de ESG na Nutrição Animal

Plano ABC+

Com o encerramento do antigo programa, foi lançado em abril deste ano o Plano ABC+ 2020-2030 com o objetivo de renovar as metas para os próximos anos.

Segundo a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, o ABC+ promove a abordagem integrada da paisagem como marco conceitual, estimulando a gestão integrada das propriedades rurais e o uso eficiente dos recursos naturais.

sustentabilidade ESG nutrição animal “O novo plano também é importante para a promoção do crescimento econômico, pois os produtores rurais aderem às práticas de baixa emissão de carbono por trazerem eficiência e renda, conciliando conservação e produtividade”, disse a ministra na cerimônia de lançamento do novo plano”.

Além das organizações governamentais, o consumidor cada vez mais demanda produtos de qualidade à sua mesa, mais saudáveis e com transparência na maneira como eles foram produzidos, sem contar com a exigência de que haja rastreabilidade, muito embora existam deficiências, ainda, na maneira de se quantificar a emissão de carbono e falta de legislação do setor.

Sustentabilidade ESG nutrição animal AB VistaNo entanto, em alguns países, sobretudo na União Europeia, fez-se necessário adotar selos de produção sustentável, de maneira semelhante ao que se faz com a produção de alimentos orgânicos mundialmente.

Esta, sem dúvida, é uma tendência incessante, que tange não somente ao mercado de produção animal, mas se tornou um comportamento, um hábito para essa e as futuras gerações.

Sustentabilidade ESG nutrição animal AB Vista

Do Campo à Mesa do Consumidor: Produção Sustentável com o uso de ESG na Nutrição Animal

Nutrição Animal

Na nutrição animal, faz-se necessária a adoção de medidas ESG, e a implementação de novas estratégias para maximizar a economia dos custos da alimentação e mitigar a excreção de fósforo, com consequente redução das emissões de carbono.

Segundo Gustavo Cordero, gerente global de serviços técnicos da AB Vista, “a contaminação ambiental da produção de suínos e aves é uma questão que preocupa muito a sociedade e pode ser reduzida através do uso de enzimas”.

Gustavo Cordero AB Vista“O uso de altas doses de fitase, não só agrega valor em termos de desempenho ou economia de custos, mas também pode ser usado para reduzir a excreção de fósforo e, portanto, a poluição ambiental, o que é uma preocupação crescente globalmente. Por exemplo, ao redor do mundo, a população de suínos consome sete milhões de toneladas de fosfato inorgânico (bicálcico) anualmente e 64% do fósforo total consumido na dieta é excretado nas fezes e na urina. Analisando os dados em mais detalhes, o uso de fitase para substituir 1,0-2,0 g/kg de P (fósforo) inorgânico fornecido na dieta implica que poderia reduzir a suplementação de fosfato inorgânico em 38-76%”, explica Gustavo.
Sustentabilidade ESG Nutrição Animal AB Vista Fitase

Do Campo à Mesa do Consumidor: Produção Sustentável com o uso de ESG na Nutrição Animal

Fitase

Um recente estudo sobre suínos para engorda nos EUA (Figura 1), demonstra os benefícios de uma dieta de controle, contendo níveis padrão de fitase em comparação com a superdosagem de fitase, adicionada “a mais” na dieta de controle para dar 2.000 FTU/kg ou MMN com o mesmo desempenho, mas a um custo mais barato, aplicando valores de matriz nutricional mais alta.

Os resultados mostram que a sobredosagem com fitase melhora significativamente o desempenho produtivo dos animais, enquanto o uso de MMN oferece o mesmo desempenho, mas com menor custo de alimentação (5 euros/t).

Nutrição Animal Fitase Conversão Alimentar AB Vista

Figura 1. Índice de conversão (IC) de suínos comparando as estratégias de Superdosagem (SD) e Matriz Nutricional Máxima (MMN) com uma dieta controle (CON).

No mesmo estudo descrito acima, a pegada de carbono de cada tratamento experimental foi determinada e observa-se que as emissões de CO2 são reduzidas pela aplicação da estratégia de superdosagem (numericamente), ou da estratégia de matriz nutricional máxima (P <0,05) na dieta controle (Figura 2).

Sustentabilidade ESG Nutrição Animal Fitase

Figura 2. Pegada de carbono comparando diferentes tratamentos: Controle (CON), Superdose (SD) e Máxima Matriz Nutricional (MMN).

Com base no ganho adicional alcançado neste teste, a sobredosagem reduz 1,61 kg CO2/porco e MMN reduz 6,19 kg CO2 /porco.

O uso de enzimas favorece a maior sustentabilidade ambiental, na medida em que as emissões de CO2, nitrogênio e fósforo são reduzidas, devido à maior eficiência no uso de matérias-primas.

Sustentabilidade ESG Nutrição Animal AB Vista

Do Campo à Mesa do Consumidor: Produção Sustentável com o uso de ESG na Nutrição Animal

 

Estratégias Flexíveis

Sustentabilidade Nutrição Animal ESG AB VistaNeste contexto e com respeito ao compromisso com o meio ambiente, a AB Vista oferece estratégias flexíveis, como a Máxima Matriz Nutricional, que ajudam a obter melhores resultados econômicos graças ao avanço do conhecimento do modo de ação das fitases, do nível de substrato nas matérias-primas e a resposta que se pode esperar, proporcionando maior rentabilidade na produção animal.

A migração das companhias para a economia de baixo carbono, por exemplo, é um dos passos essenciais para que o mundo consiga cumprir as metas previstas no Acordo de Paris e, felizmente, essa é uma tendência mundial.
De forma que já é possível observar um movimento crescente pela redução de GEE, ampliação da produção e consumo de energia limpa, além do uso racional de recursos naturais em constante busca de alternativas verdes, que, sem dúvida, garantem a competitividade e viabilidade dos negócios a longo prazo.
Fitase Quantumblue AB Vista

 

Diamond V


NOVIDADES

 

REVISTA

Revista aviNews aviNews Brasil Julho 2021

ARTIGOS DA REVISTA



 
 


Consultar outras edições


 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies