setembro 2018

Delacon apresenta: Caminho natural, o poder das plantas dá frutos

Conteúdo disponível em: Español (Espanhol)

Os consumidores nunca foram tão questionadores e céticos em relação à origem de seus alimentos como hoje. Suas preferências se inclinam para a agricultura e pecuária sustentáveis, incluindo o bem-estar animal, ingredientes naturais nos alimentos balanceados e, sobretudo, adquirir produtos que provenham de animais saudáveis e criados sem antibióticos.


Devido à crescente pressão do consumidor, os programas de alimentação alternativa, em especial os aditivos fitogenéticos para alimentos balanceados (AFPs), vêm recebendo uma maior atenção nas últimas décadas, entre cientistas, nutricionistas, fabricantes e produtores de alimento.

Como tudo começou?

Há quase 30 anos, a empresa austríaca Delacon cunhou o termo «aditivos fitogênicos para alimentos balanceados», que representam uma alternativa natural para as empresas e produtores pecuários que se dedicam ao desenvolvimento de programas de alimentação animal sem antibióticos.

Atualmente, a Delacon é líder mundial em produtos fitogenéticos e, graças a anos de árdua pesquisa, conseguiu que esses produtos vegetais saíssem de seu nicho de mercado e fossem incorporados ao mercado convencional. Os aditivos fitogênicos para alimentos balanceados, definidos habitualmente como aditivos de origem vegetal, ou botânicos para alimentos balanceados, representam um grupo de substâncias naturais que são usadas na nutrição animal.

Essas substâncias são derivadas de ervas, especiarias, assim como de outras plantas e extratos, como os óleos essenciais. Podem constar de inúmeros grupos de princípios ativos, tais como substâncias picantes, substâncias amargas, óleos essenciais, saponinas, flavonoides, mucilagem e taninos.

Devido a sua ampla variedade, os aditivos fitogênicos para alimentos balanceados oferecem muito mais que propriedades de sabor. Ainda que gerem inúmeros efeitos, seu principal objetivo é potencializar o rendimento dos animais.

A figura 1 apresenta uma visão do ʺuniverso fitogenéticoʺ, onde se destacam os benefícios dos grupos de ingredientes ativos.

aditivos

Figura 1: O universo fitogênico (© Delacon)

 

É difícil imaginar que alguns dos ingredientes que temos nas estantes de nossa cozinha têm a capacidade de potencializar o rendimento dos animais; por essa razão, é possível que exista certo ceticismo em torno dos aditivos fitogênicos para alimentos balanceados.

Uma vez mais, a Delacon dedica um grande esforço para apresentar a eficácia de amplo espectro, realizando pesquisas intensivas que incluem testes in vivo e experimentos no campo, em colaboração com universidades e centros de pesquisa de todo o mundo.

Um ponto fundamental no desenvolvimento dos aditivos fitogênicos para alimentos balanceados é encontrar a formulação adequada e eficaz das diferentes substâncias de origem vegetal.

Ainda assim, os aditivos fitogênicos para alimentos balanceados que utilizam extratos vegetais no lugar de substâncias químicas que imitam aquelas presentes na natureza apresentam modos de ação mais amplos na nutrição animal devido aos efeitos sinérgicos dos diferentes agentes presentes numa planta. Essa grande eficácia não pode ser obtida utilizando um único guia de substâncias e integridade intestinal.

delacon aditivos

Não apenas têm efeito de estimulação sensorial, como também apresentam influência eficaz e potente sobre a fisiologia de diferentes espécies em distintos níveis: os produtos fitogênicos são potentes para melhorar o aproveitamento dos nutrientes e integridade intestinal, estimulam a atividade enzimática e, inclusive, apresentam efeitos antibacterianos e anti-inflamatórios.

Os fitogenéticos são algo mais que óleos essenciais

Como os óleos essenciais são um componente importante nos fitogenéticos, são geralmente usados no mesmo contexto. Gostaríamos de esclarecer que os óleos essenciais compõem uma subcategoria de aditivos fitogenéticos para a nutrição animal e não se deve confundir um termo com o outro.

Os óleos essenciais se caracterizam por não ter uma estrutura química em particular, mas por ser uma mescla volátil e natural de vários compostos.

Esse complexo pode consistir em 20-60 diferentes compostos em diferentes concentrações, com dois ou três componentes principais presentes em quantidades elevadas de um óleo em particular.

Compostos naturais e fitogenéticos

É importante destacar que o conceito produto natural não significa o mesmo que fitogenético. Ou seja, todos os fitogenéticos são naturais, no entanto, nem todos os compostos naturais são fitogenéticos.

Aqui cabe esclarecer que, inclusive os antibióticos são originalmente naturais, porque são produzidos por fungos e bactérias.

delacon aditivos

Atualmente, os antibióticos modernos são produzidos de maneira sintética, o que torna absolutamente necessário dar ênfase no caráter natural dos aditivos fitogenéticos para alimentos balanceados que utilizam o poder da natureza.

A chave: os metabólitos vegetais secundários

As plantas são compostas de metabólitos “primários” e “secundários”. As substâncias que uma planta requer para manter suas funções metabólicas como a água, o amido, as proteínas ou os carboidratos se encontram entre os metabólitos primários, enquanto os óleos essenciais, componentes amargos, as substâncias picantes, os pigmentos e as substâncias fenólicas pertencem ao grupo dos metabólitos “secundários”.

Os produtos primários atuam como módulo base para as plantas e são os responsáveis pelo seu crescimento, fotossíntese e outras funções vitais em seu metabolismo. Os produtos vegetais secundários não são essenciais para a vida vegetal, ainda que desempenhem funções ecológicas específicas, como a proteção dos herbívoros e a redução do estresse ambiental ao mínimo, que dá como resultado um aumento da “condição física” da planta.

Quer seja para atrair insetos no processo de transmissão do pólen, ou para atrair animais que recolham os frutos das plantas e favoreçam a dispersão das sementes (as funções e interações entre as plantas e o meio ambiente são muito diferentes e complexas dentro do ciclo de vida de uma planta).

Depois de tudo, as propriedades farmacológicas dos vegetais (ou produtos vegetais) surgem graças ao nível biologicamente efetivo desses metabólitos secundários.

AFPs: Benefícios para todos

Na Uniçao Europeia, os aditivos para alimentos balanceados devem ser registrados a fim de garantir sua segurança para os animas alvo, os consumidores e o meio ambiente. Além disso, dentro do processo de registro, o aditivo para alimentos balanceados será classificado em uma das cinco seguintes categorias:

  1. Aditivos tecnológicos: qualquer substância adicionada aos alimentos balanceados para fins tecnológicos
  2. Aditivos sensoriais: qualquer substância que, adicionada aos alimentos balanceados, melhore ou modifique as propriedades organolépticas dos mesmos, ou as características visuais dos alimentos derivados dos animais
  3. Aditivos nutricionais: incluídos os grupos funcionais de elementos traço (oligoelementos), vitaminas, aminoácidos e ureia
  4. Aditivos zootécnicos: qualquer aditivo empregado para melhorar o rendimento dos animais que gozem de boa saúde, ou usado para melhorar a condição do meio ambiente.
  5. Coccidiostáticos e histomonostáticos

A autorização para registrar um produto como “aditivo zootécnico” é a “regra de ouro” científica dentro da indústria dos alimentos balanceados. Antes da declaração oficial sobre qualquer efeito no rendimento dos animais, farão falta testes da declaração, assim como de uma solicitação ante o Comitê Europeu.

aditivos

No âmbito deste completo e complexo processo de registro, o Comitê Europeu emite uma ordem aos cientistas independentes da Autoridade Europeia de Segurança Alimentara (EFSA), que avaliará mediante vários testes (realizados em distintos países) os dados do produto facilitados pelo solicitante do registro.

Após uma avaliação intensiva desses dados, a EFSA formulará um parecer científico sobre a eficácia e segurança do produto. Uma reação positiva é o requisito básico para a posterior aprovação da UE.

Um registro zootécnico também garante a eficácia dos produtos fitogênicos e será concedido exclusivamente aos produtos que apresentem efeitos benéficos significativos sobre o rendimento dos animais.

Ainda que as diferentes regiões usem sistemas comparáveis de autorização de aditivos para alimentos balanceados, o processo de registro da UE constitui uma norma internacional reconhecida em nível mundial.

A vantagem comercial destes produtos para os usuários é, além de oferecer apoio nos esforços para reduzir o uso de antimicrobianos, a segurança de que os produtos foram aprovados sob uma avaliação rigorosa de qualidade, segurança e eficácia, que proporcionará resultados coerentes em seu âmbito.

Ainda que não seja fácil obter a aprovação zootécnica, até a presente data apenas alguns aditivos para alimentos balanceados derivados de plantas (ou de ingredientes idênticos aos naturais) o conseguiram.

A Delacon é a primeira e única empresa em todo o mundo que conta com o registro zootécnico para 2 de seus produtos fitogenéticos puros à base de plantas (Fresta® F para produção suína, e Biostrong® 510 EC para a produção avícola).

Conclusão

O uso de aditivos fitogenéticos para alimentos balanceados representa uma estratégia importante na nutrição animal em relação à eficácia comprovada e efeitos benéficos no rendimento dos animais.

Os aditivos fitogenéticos são produtos naturais, sustentáveis, inovadores, seguros e, como tais, demonstraram seu potencial para neutralizar resistências bacterianas futuras.

A Delacon promove o esforço contínuo e a pesquisa inovadora para melhorar e otimizar os produtos fitogenéticos que se adaptam aos desafios de hoje na produção animal, satisfazendo a demanda dos consumidores de alimentos balanceados sem antibióticos na cadeia alimentara.

Em relação aos efeitos benéficos comprovados, projetou-se que os aditivos fitogenéticos para alimentos balanceados têm potencial para converterem-se em uma nova geração de substâncias para uma nutrição inovadora para os animais, sendo uma ferramenta valiosa que trará vantagens para todos: para os animais, produtores, consumidores e para o meio ambiente.

Diamond V

ATUALIDADE

NEWSLETTERS

Revista Digital, Boletins Semanais, Acesso aos PDFs

Cadastro

Revista aviNews Brasil
Ed. aviNews Brasil Junho 2019