20 set 2017

Controle do risco de contaminação bacteriana sem antibióticos

header diamond v antibioticos sem antibióticos


AUTOR(ES)

Don McIntyre

Wael Abdelrahman

Diamond V

Conteúdo disponível em: Español (Espanhol)

Os produtores avícolas necessitam, com urgência, novas soluções de saúde nutricional sem antibióticos devido ao aumento no custo de métodos convencionais, diz Don McIntyre, PhD, PAS, Diretor de Pesquisa Global e Serviços Técnicos na Diamond V.

don-mcintyreO Dr. McIntyre possui mestrado em Ciências Aviárias e doutorado em Fisiologia. Sua experiência como pesquisador profissional em ciências animais inclui mais de 35 anos em pesquisa e suporte técnico avícola. Segundo ele, mais de 200 doenças são espalhadas através do alimento, adoecendo 1 em cada 10 pessoas e matando quase meio milhão de pessoas por ano em todo o mundo.

mcintyre inocuidad alimentaria

Essas bactérias são agentes patógenos humanos que vêm pela aves vivas à planta de processamento para contaminar os produtos avícolas, entre os quais a carne e os ovos das aves.

“Reduzir estes agentes patógenos alimentares ‘antes do processamento’ ou na granja ajuda a reduzir o risco de patógenos no processamento dos alimentos. Em última análise, ajuda a reduzir o risco de doenças transmitidas pelos alimentos e a perda de produtos alimentícios devido à contaminação bacteriana.”

Redução de patógenos transmitidos por aves

Recentes estudos sobre Salmonella, Campylobacter e E.coli demonstram sua grande implicação na segurança microbiológica de produtos avícolas destinados ao consumo humano.

wael-abdelrahmanWael Abdelrahman, PhD, DVM da Diamond V, que aplica os últimos avanços científicos no estudo da segurança alimentar antes do processamento, descreve soluções de saúde nutricional para reduzir a presença de patógenos em aves de criação, assim como para a diminuição da resistência antimicrobiana dos mesmos.

O Dr. Abdelrahman é o Gerente do Serviço Técnico Avícola e de Desenvolvimento Comercial para a Diamond V na Europa. Expert em imunologia e saúde intestinal avícola, com foco na máxima produção das aves e mitigação do risco à saúde e segurança alimentar.

diamond v bioseguridad

No entanto, no futuro, será necessário implementar novas ferramentas que reduzam o risco de patógenos, de modo que se possa garantir una maior segurança alimentar.

Redução do risco

Uma estratégia eficaz de segurança alimentar contra patógenos transmitidos em animais destinados ao consumo humano, antes do processamento, exige o cumprimento dos seguintes critérios:

  • Redução de prevalência: Proporção (%) de animais infectados num dado momento.
  • Redução de carga de patógeno: Contagem de células viáveis (UFC/g – unidades formadoras de colônias, log10, NMP — número mais provável) nas amostras, multiplicado pela prevalência do patógeno.
  • Redução de virulência: Capacidade do patógeno de causar enfermidade, que se associa à probabilidade de adoecer pelo consumo do produto contaminado.
  • Redução de resistência a antibióticos: Capacidade de sobreviver, multiplicar-se e causar enfermidade, apesar da administração de um antibiótico que previamente havia sido eficaz para o controle da infecção.

A redução da resistência a antibióticos aumenta a probabilidade de que um indivíduo infectado responda ao tratamento.

A responsabilidade começa na granja

O Dr. Abdelrahman destaca que: uma redução da carga de patógenos, como Salmonella, Campylobacter e E. coli, que entram na planta de processamento, pode resultar em:

  • Redução de custo e melhor cumprimento da normativa reguladora no processamento de alimentos;
  • Reduzindo também a probabilidade de apreensões, preservando assim a integridade da marca e a confiança do consumidor.

Uma estratégia de intervenção eficaz prévia ao processamento em relação à segurança alimentar, oferece maior potencial para melhorar a saúde animal e humana.

O cumprimento dos critérios de redução da virulência e da resistência antimicrobiana implica que a presença de bactérias patógenas na granja supõe um menor risco para a saúde dos animais, produtores, trabalhadores e consumidores, o que por usa vez conduz a uma redução do uso generalizado de antibióticos e, portanto, um emprego mais eficiente dos mesmos, em casos que sejam necessários.

A responsabilidade em matéria de segurança alimentar começa na granja e continua ao longo da cadeia de fornecimento de alimento, até chegar ao consumidor, destaca o Dr. Abdelrahman.

Para obter mais informação, entre em contato com Fernando de la Colina, DVM (fdelacolina@diamondv.com) ou visite nossa página na internet.

 




MERCADO +

DataProdutoValor
23/11/2020 Congelado +
(kg)
R$ 6,23
23/11/2020 Resfriado +
(kg)
R$ 6,38

* ORIGEM BASTOS (SP)
DataProdutoValor
16-20/11/2020 Branco +
Vermelho +
(cx. 30 dúzias)
R$ 101,96
R$ 123,72

* ORIGEM BASTOS (SP)

SESSÕES TÉCNICAS ESPECIAIS +

REVISTA AVINEWS BRASIL +

NOVIDADES

 

REVISTA

 
 


Consultar outras edições


aviagen
 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies