20 abr 2018

Conheça o Dr. Edgar Oviedo, diretor técnico do LPN Congress 2018

LPN Congress 2018

Conteúdo disponível em: Español (Espanhol)

O Dr. Edgar Oviedo é um dos especialistas internacionais do setor avícola que assumiu as rédias da direção técnica do LPN Congress 2018.

O Dr. Edgar Oviedo e o Dr. Arturo Gregorio Rosales são os responsáveis pela direção técnica da avicultura no LPN Congress 2018 com o objetivo de garantir o melhor ponto de encontro da avicultura e nutrição animal latino-americana.

Nós entrevistamos o Dr. Edgar Oviedo, diretor técnico do LPN Congress 2018:

Você compõe a direção técnica do LPN Congress 2018. Qual sua expectativa em uma posição tão relevante?

Poder contribuir para que a programação proporcione aos participantes ideias e evidências, que lhes permitam entender melhor certas problemáticas para a tomada de decisões adequadas em suas empresas. Isto deve contribuir ao desenvolvimento da indústria avícola latino-americana, melhorando sua eficiência e a produção de um produto de proteína de alta qualidade e segurança para os consumidores desta região e seus clientes de exportações em nível mundial.

Como grande especialista internacional do setor avícola, quais pontos principais da avicultura você acha importante de serem debatidos no LPN Congress 2018?

Definitivamente, é importante incluir temas relacionados a custos de produção e como comparar adequadamente os custos de uma empresa no contexto de seu mercado. Neste sentido, o benchmarking é uma ferramenta importante. Numa avicultura crescente, com uma margem de lucro pequena é necessário ter valor agregado ao produto final.

Para isso, o processamento das aves, ou dos ovos, com geração de novos produtos prontos para cozinhar, ou para o consumo, se torna uma necessidade. Portanto, o tema do processamento tanto de carne, como de ovos, acrescentando a produção de outros tipos de aves como o peru, são necessários para alcançar esse objetivo.

Além disso é importante revisar os pontos da nutrição e novas ferramentas para otimizar e manter a digestibilidade de nutrientes que melhorem a eficiência animal com um custo-benefício adequado.

Devemos enfatizar a questão de melhorar as condições ambientais dentro das granjas ou galpões para minimizar os problemas de saúde que frequentemente são observados nesta região devido à falta de controle ambiental. A visão da saúde deve voltar-se para a prevenção e a biosseguridade e o conhecimento adequado da etiologia das enfermidades atuais é muito importante.

Em sua opinião, para onde você acredita que está se dirigindo o setor avícola latino-americano?

O setor avícola da América Latina ainda está em expansão e consolidação. Esse crescimento, a disponibilidade de recursos naturais, espaço e pessoal relativamente jovem ainda interessado em trabalhar com animais são umas das suas principais forças.

Em muitos países, a exportação é parte integral e necessária para manter a viabilidade e crescimento deste setor. Países que não exportam devem começar a criar as condições e buscar novos mercados. Para exportar é preciso vender produtos processados e que tenham valor agregado e nesse ponto, todavia, há certa debilidade na maior parte da América Latina.

Porém, ao mesmo tempo, nesta região contamos com os melhores exemplos do mundo de produção diversificada e exportação exitosa. É importante seguir esses exemplos.

Para a grande maioria da América Latina os custos dos alimentos e insumos é um dos principais desafios, pois nem todos os ingredientes principais são produzidos em quantidades suficientes para a demanda crescente dos mercados. Criar mecanismos para produzir mais grãos e fontes de proteína em nível local, de maneira econômica, é necessário para manter a sustentabilidade da avicultura a longo prazo. Desenvolver estratégias para melhorar o processamento dos alimentos é outro fator crítico para melhorar a produtividade das aves e reduzir os custos de produção.

Pouco a pouco, a indústria latino-americana está se tecnificando, porém em todos os setores há um atraso de décadas nas incubadoras, transporte de pintos de um dia, granjas e plantas de processamento, comparado com as outras regiões do mundo, exceto África.

O estado atual das instalações que não permitem um controle climático adequado, em uma das regiões com maior variedade e variabilidade de climas, implica em problemas de variação nos resultados, em desafios de saúde das aves e de qualidade física e microbiológica dos produtos finais.

Na América Latina há discussão constante e, ao mesmo tempo, se investe muito dinheiro em saúde, patologias, diagnóstico, biosseguridade, imunologia e vacinações. Porém, pouco ou quase nada se faz para melhorar, monitorar e manter os ambientes das instalações avícolas. A variação climática tem efeito negativo em todos os aspectos produtivos das aves, em sua saúde, bem-estar e na qualidade do produto final. Essa é, do ponto de vista produtivo, uma das principais debilidades do setor avícola latino-americano, comparado ao resto do mundo.

O LPN Congress 2018 será o ponto de encontro da avicultura e nutrição animal latino-americana. Como você avalia esse formato de Congresso?

A nutrição é um aspecto fundamental na produtividade animal, por isso, criar fóruns onde esse tema seja o foco principal e também se discuta os aspectos relacionados a ele é muito relevante para o desenvolvimento do setor avícola. Espero que possamos contribuir adequadamente com esses conceitos e dados que os técnicos e avicultores necessitam.

LPN CONGRESS 2018

Dr. Edgar Oviedo

CONHEÇA O Dr. EDGAR OVIEDO

Nascido na Colômbia, Edgar Oviedo é Professor e Especialista de Extensão em Nutrição e Manejo de Frango de Corte no Departamento “Prestage” de Ciências Avícolas da Universidade Estadual da Carolina do Norte (NCSU).

Médico Veterinário Zootecnista pela Universidade de Tolima de Ibagué, Colômbia, possui mestrado em Nutrição e Produção Animal pela Universidade Estadual de Maringá, no Brasil, e é Ph.D. em Ciências Avícolas e Nutrição Animal pela Universidade do Arkansas. Recentemente também obteve um Master in Business Administration pela Universidade Estatal da Carolina do Norte.

É autor de 85 artigos em revistas científicas, 4 capítulos de livros e 350 publicações profissionais, também coordena programas de extensão em frango de corte e vários cursos internacionais de produção avícola. Outras áreas de atuação são nutrição de aves, saúde intestinal, problemas locomotores, impactos de manejo e nutrição de reprodutoras na progênie, efeitos da incubação e modelagem matemática para otimizar a produção avícola.




MERCADO +

DataProdutoValor
07/08/2020 Congelado +
(kg)
R$ 4,94
07/08/2020 Resfriado +
(kg)
R$ 4,94

* ORIGEM BASTOS (SP)
DataProdutoValor
27 - 31/07/2020 Branco +
Vermelho +
(cx. 30 dúzias)
R$ 83,91
R$ 104,32

* ORIGEM BASTOS (SP)

SESSÕES TÉCNICAS ESPECIAIS +

REVISTA AVINEWS BRASIL +

NOVIDADES

 

REVISTA

Revista aviNews aviNews Brasil Junho 2020

ARTIGOS DA REVISTA



 
 


Consultar outras edições


aviagen
 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies