02 out 2018

Colômbia declara Estado de Emergência Sanitária por Newcastle

Colombia: Declaran Estado de Emergencia Sanitaria por Newcastle


AUTOR(ES)

María de los Angeles Gutiérrez

Diamond V

Conteúdo disponível em: Español (Espanhol)

O ICA (Instituto Colombiano Agropecuário), declarou Estado de Emergência Sanitária ao Departamento de Tolima devido à Doença de Newcastle. A entidade é a autoridade responsável por proteger a saúde animal na Colômbia e coordenar as ações relacionadas a programas de prevenção, controle e erradicação de doenças de controle oficial nas aves.

O ICA informa que a Doença de Newcastle é uma das enfermidades infecciosas que causa maior impacto econômico à avicultura devido às perdas que causa. A doença é transmitida via contato indireto ou direto entre as aves, através das vias respiratórias e, menos frequentemente, pelas vias digestivas.

Até a presente data foram detectados 16 focos da doença em aves de fundo de quintal e de briga, em quatro dos municípios do Departamento de Tolima: 10 focos em San Luis; 3 focos em El Guamo; 1 foco em Saldaña; e 2 focos em Rovira.

Como medidas sanitárias de emergência, a Resolução ICA 33072 de 2018 estabelece:
  • Quarentena nas áreas intervencionadas, que compreendem os municípios de El Guamo, San Luis, Saldaña, Valle de San Juan, El Espinal, Ortega, Purificación, Suárez e Rovira. A quarentena poderá ser ampliada segundo os resultados e a evolução da pesquisa epidemiológica realizada pelo ICA.
  • Todas as pessoas naturais ou jurídicas, em posse de qualquer título de aves comerciais, de briga e/ou de fundo de quintal; devem realizar o controle de movimentação de aves, produtos e materiais de risco de difusão da doença para outras regiões do país.
  • São proibidos temporariamente os encontros de galos, concentrações de aves, espetáculos ou exibições de aves de briga e comercialização de aves vivas em praças de mercado ou qualquer outro estabelecimento localizado dentro das áreas sob intervenção; deve-se ainda vacinar todas as aves comerciais, de fundo de quintal e de briga que se encontrem nestas regiões.
  • A vacinação nas granjas comerciais é responsabilidade do proprietário do prédio e a vacinação nas aves de fundo de quintal e de briga será executada conjuntamente pelo ICA e a FENAVI.
O epidemiologista da seccional Tolima do ICA, Gustavo Andrés Cáceres, destacou que a entidade “faz um chamado a todos os produtores e proprietários de aves do departamento de Tolima para que acatem as medidas estabelecidas na presente resolução, pois trabalhando de maneira conjunta poderemos alcançar maior cobertura na vacinação, prevenindo e controlando a difusão da doença”.

É importante que os produtores se abstenham de realizar encontros de galos, ou concentrações de aves, pois a pesquisa epidemiológica realizada pelo ICA apontou que os primeiros focos se apresentaram em aves de briga que eram transportadas pelo centro urbano de alguns dos municípios afetados.

O ICA também solicita aos produtores que, no caso de reconhecer sinais clínicos nas aves como: alta mortalidade por causa desconhecida, sinais respiratórios como secreção nasal e ocular, ruídos respiratórios, cabeça inchada, descoordenação, pescoço torcido, diarreia, falta de apetite ou qualquer de suas associações; que notifiquem rapidamente ao escritório regional do Instituto Colombiano Agropecuário mais próximo.

O descumprimento de qualquer das disposições estabelecidas na Resolução ICA 33072, de 26 de setembro de 2018, será sancionado conforme o que determina a lei, sem prejuízo às ações civis e penais cabíveis.

Diamond V


NOVIDADES

 

REVISTA

Revista aviNews aviNews Brasil Julho 2021

ARTIGOS DA REVISTA



 
 


Consultar outras edições


 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies