setembro 2019

Cobb-Vantress discute Peste Suína Africana e oportunidades ao mercado avícola com clientes

Discutir a situação atual da Peste Suína Africana na Ásia e as oportunidades geradas para o mercado avícola. Esse foi o objetivo da Cobb-Vantress, Inc., uma das principais fornecedoras de matrizes de frangos de corte e serviços técnicos para o setor avícola, ao reunir cerca de 70 clientes da América do Sul para uma palestra do Diretor-geral da Cobb Ásia-Pacífico, Fred Kao.


Cobb Peste Suína Africana

Fred Kao iniciou sua apresentação com um breve histórico sobre a Peste Suína Africana para contextualização dos participantes. No caso específico da China, que tem tamanho equivalente ao território brasileiro, o primeiro registro aconteceu em agosto de 2018 e rapidamente se espalhou para todo o país.

O palestrante explicou ainda que não há, até o momento, uma vacina capaz de prevenir a doença principalmente devido a sua complexidade. O vírus, mais resistente que o da Influenza Aviária, se mantém vivo em diferentes condições, levando à morte 100% dos animais infectados, contra 50% de mortalidade causada pela enfermidade avícola.

Kao demonstrou aos presentes o tamanho do mercado consumidor chinês para a carne suína, de 56 milhões de toneladas de suínos, em 2018. Deste total, 54 milhões de toneladas foram produzidas na China, o equivalente a 48% da produção total global da proteína.

Porém, com a disseminação da enfermidade, o volume de carne suína produzido no país tem sido drasticamente reduzido, fazendo com que a China demonstre interesse pela abertura de novos mercados para opções de proteínas, como aves.

O país é responsável pela importação de apenas 8% do frango mundial, número que deve crescer a partir deste momento, segundo a projeção do especialista. Como segunda proteína mais consumida pelos chineses (excluindo-se frutos do mar e pescados) e devido à expectativa de demora na elaboração de uma vacina eficiente para a peste, o diretor demonstrou as possibilidades de melhoria do hábito de consumo do frango pelos chineses.

“A tendência é que o frango torne-se a principal proteína consumida no país, em substituição à carne suína, que tende a se tornar cada vez mais cara com a diminuição da oferta. Isso abre um enorme potencial para a exportação de frango para a China”, explicou Kao.

Para Flavio Henrique Araujo Silva, Diretor Sênior de Operações da Cobb para América do Sul, o evento teve como objetivo trazer insights sobre o crescimento do mercado consumidor de frango na China e oportunidades para empresas avícolas sul-americanas.

“A proposta de trazer um cenário desafiador e ao mesmo tempo promissor no continente asiático contribui para que as empresas possam avaliar a oportunidade de abertura de novos mercados e tomar a melhor decisão em termos de novos negócios”, afirmou.

O encontro foi realizado paralelamente às atividades do SIAVS (Salão Internacional da Avicultura e Suinocultura), no dia 27 de agosto.

Sobre a Cobb-Vantress

A Cobb-Vantress Inc fornece proteína saudável, de qualidade e acessível para todo o mundo. Somos uma empresa global que utiliza pesquisas e tecnologias inovadoras para a indústria avícola global. Com sede em Siloam Springs, Arkansas, somos a empresa produtora de aves de corte de pedigree mais antiga do mundo, com distribuição para mais de 120 países. Para mais informações acesse www.cobb-vantress.com .

Diamond V

ATUALIDADE

NEWSLETTERS

Revista Digital, Boletins Semanais, Acesso aos PDFs

Cadastro

Revista aviNews Brasil
Ed. aviNews Brasil Junho 2019