09 jun 2021

Cobb destaca estratégias de manejo para redução de perdas na avicultura

Cobb
get_the_title



O manejo inicial de frangos de corte deve ser focado para se obter melhores pesos e uniformidade desde os primeiros dias. Além de aquecimento adequado, boa qualidade de ração e água, deve-se trabalhar para manter a cama do aviário seca, e de boa qualidade durante todo período de criação. O excesso de umidade da cama afeta diretamente a qualidade sanitária dos lotes em especial as patas.

Essas são algumas das estratégias importantes para reduzir as perdas no processo de criação, defendeu o médico veterinário especialista em Frangos de Corte e Ambiência da Cobb-Vantress na América do Sul, José Januário, em evento aconteceu em formato virtual. O especialista destaca a necessidade de o produtor identificar onde estão as causas das perdas e atuar diretamente sobre elas, além de cuidar do manejo direcionado para um bom arranque de peso e uniformidade dos lotes já nos primeiros dias. “Um bom manejo inicial terá impacto ao longo de toda a vida produtiva do animal”, salientou.

O médico veterinário e especialista do Processo de Qualidade e Abatedouros da Cobb-Vantress na América do Sul, Eder Barbon, que participou do debate, destaca que as perdas nos frigoríficos no Brasil são altas e impactam diretamente nos rendimentos e na lucratividade do setor. “Reduzir 1% de perdas impacta em muito dinheiro. Perdas por lesões de pele, por exemplo, podem representar um percentual significativo. Se consideramos todas as pequenas perdas, no montante final representa um valor elevado que impacta na lucratividade final. E por isso é tão importante a conscientização para o manejo focando na redução das perdas e implementação dos rendimentos”, encerrou Barbon.

Cobb

Eder Barbon

Durante o encontro, o médico veterinário e Diretor Associado de Serviços Técnicos da Cobb-Vantress na América do Sul, Marcus Briganó, alertou para a importância de o produtor estar atento ao manejo no campo e seus impactos nas plantas de abate. “Deixamos de ser produtores de aves para sermos produtores de alimentos. Então, nossas ações no campo impactam em bons ou maus resultados na qualidade da carcaça. Se antes nos preocupávamos com a criação, hoje precisamos nos preocupar também com o impacto do nosso trabalho nas plantas de processamento”.

O objetivo principal da discussão foi destacar a importância de buscarmos as causas fundamentais dos problemas de condenações de carcaça para atuar onde realmente fará a diferença em bons resultados de melhor carcaça de frango no frigorifico. O atual cenário de pressão de custos para o avicultor, com novos recordes de preços dos grãos, principais insumos de produção, reduzir perdas se torna um tema ainda mais importante. Por isso, a Cobb realizou um debate com o tema “Pontos essenciais de manejo desde a granja até o abatedouro para reduzir perdas de frangos de corte”.

Manejo no campo

Cobb

Jose Luis Januario

Januário defendeu um bom empenamento das aves para redução de perdas em condenações por problemas de pele, por exemplo. “Arranhões da carcaça são rupturas que acontecem. Pode haver uma dermatite ou dermatose e diversos fatores contribuem para isso, como um empenamento ruim, temperaturas muito altas, temperaturas muito baixas, maior tempo de permanência no aviário. Enfim, são problemas de manejo em geral que vai gerar um arranhão, que é a porta de entrada para patógenos”, pontuou o especialista.

De acordo com ele, atuar sobre problemas locomotores, problemas mecânicos, bacterianos ou virais, que podem causar deformidades, pode contribuir para reduzir condenações no abatedouro. Estresse calórico também foi apontado como impacto nas perdas. “Somos um país tropical e temos uma quantidade elevada de desafios provocados por estresse calórico e problemas metabólicos”.

Altas densidades nos galpões, uma característica da produção na América do Sul também é fator de atenção para ele. “Um pouco que a gente aumenta a densidade pode gerar um grande problema em condenação. É importante seguir a densidade correta de acordo com a idade. Todos os trabalhos mostram que o aumento na densidade leva a uma maior incidência de condenações”.

 

Manejo no abatedouro

Barbon defende a uniformidade dos lotes como uma das estratégias para diminuir as condenações. “Os impactos da uniformidade na planta de abate propiciam perdas em todos os processos, desde o atordoamento, a sala de cortes. São consequências negativas de um lote desuniforme”.

Sobre a Cobb-Vantress

A Cobb-Vantress é a empresa produtora de aves de corte de pedigree mais longeva do planeta. Com sede nos Estados Unidos, fornece genética de ponta, saudável, de qualidade e acessível para todo o mundo, com presença em mais de 120 países. A Cobb-Vantress é uma empresa global, que utiliza pesquisas e tecnologias inovadoras para alcançar o que há de melhor na indústria avícola global. Para mais informações, acesse a nossa página www.cobb-vantress.com, ou as nossas redes sociais na América do Sul, como Facebook (www.facebook.com.br/cobbamericadosul), LinkedIn (www.linkedin.com/company/cobbamericadosul/) ou Instagram (www.instagram.com/cobbamericadosul).

Fonte: Agronotícia



NOVIDADES

 

REVISTA

Revista aviNews aviNews Brasil Julho 2021

ARTIGOS DA REVISTA



 
 


Consultar outras edições


 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies