19 jun 2017

Chile: Alta tecnologia e melhores medidas erradicam Influenza Aviária

Chile es declarado libre de Influenza Aviar


AUTOR(ES)

María de los Angeles Gutiérrez

Diamond V

Conteúdo disponível em: Español (Espanhol)

Em uma cerimônia realizada no Laboratório Lo Aguirre, do Serviço Agrícola e Pecuário (SAG) do Chile, foi firmada a resolução que declara o País Livre de Influenza Aviária (IA). O marco põe fim à campanha iniciada em janeiro deste ano devido a dois focos de Influenza Aviária de baixa patogenicidade, localizados em planteis de perus de Quilpué e Nogales, na região de Valparaíso.

Em janeiro, quando foi publicado pelo Serviço Agrícola e Pecuário (SAG) o primeiro foco de IA em um plantel de perus em Quilpué e logo quando se registrou um segundo foco no Chile, em outro plantel de perus em Nogales, o aviNews cobriu ambas notícias.

O anúncio da declaração foi presidido pelo Subsecretário de Agricultura, Claudio Ternicier, e pelo Diretor Nacional do SAG, Ángel Sartori. Também estiveram presentes Jorge Enríquez, gerente geral da Sopraval, Juan Carlos Domínguez, Presidente Executivo do ExpoCarnes, representantes do setor, autoridades regionais e funcionários do SAG que participaram do trabalho de campo durante a campanha.

Em sua fala, o Subsecretário Ternicier explicou que “este é o resultado de um trabalho coordenado entre o setor público e privado para restabelecer o patrimônio sanitário do país. O plano de erradicação implementado demostrou completa eficácia em sua aplicação, assim como também em sua preparação e coordenação, o que nos deve encher de satisfação. A resposta do SAG e do setor privado permitiu que, em dois meses, se tivesse a evidência da ausência do vírus na zona afetada e em toda a população aviária do país”.

O plano de erradicação implementado demostrou completa eficácia em sua aplicação, assim como também, em sua preparação e coordenação.

Ao se manifestar, o Diretor Nacional do SAG, Ángel Sartori, destacou a experiência do Serviço em enfrentar este tipo de emergência sanitária. “Todas elas sempre são abordadas com a máxima capacidade técnica e compromisso. Aqui se obteve um rápido diagnóstico e, embora fosse um vírus de baixa patogenicidade, traz consequências comerciais e, por isso, recebeu máxima prioridade. Os resultados demonstram que houve alta eficácia na forma de trabalhar o controle e erradicação do foco, que implicou um investimento em torno de US$1.507.346 por parte do Serviço  e um grande esforço por parte do setor privado, que permitiu alcançar o êxito na erradicação e do qual estamos muito agradecidos. Assim se cumpriram eficazmente todas as exigências estabelecidas pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) para recuperar a condição do país livre de Influenza Aviária”, salientou.

O vírus da IA foi de baixa patogenicidade, no entanto, provocando consequências comerciais e, por isso, recebeu máxima prioridade. Os resultados demonstram que houve alta eficácia na forma de trabalhar o controle e erradicação do foco, que implicou um investimento de aproximadamente US$1.507.346 por parte do Serviço e um grande esforço por parte do setor privado.

Por outra parte, o Gerente Geral da Sopraval, Jorge Enríquez, comentou que “tanto para o país, como para a indústria esta é uma boa notícia. Se realizou um grande trabalho de coordenação entre as equipes técnicas do SAG e da empresa, o que permitiu que hoje em dia estejamos marcando este feito. O relevante é destacar os aprendizados, o esforço conjunto e coordenado entre as entidades públicas e privadas, trabalhando pelo país”.

Da mesma forma, o Presidente Executivo da Associação de Exportadores de Carnes (ExpoCarnes), Juan Carlos Domínguez, manifestou que o trabalho público-privado é chave para minimizar os riscos sanitários do Chile. “É cada vez mais necessário investir em tecnologia e controles fronteiriços para prevenir o ingresso de enfermidades e preservar o patrimônio sanitário chileno”, afirmou. Ele também destacou “a rápida e profissional resposta do SAG para resolver e dar pronta solução a estes eventos”.

 

Tecnologia de ponta para determinar grau de patogenicidade de IA e Newcastle
Aquisição de sequenciador genético
Em particular, o grande desafio enfrentado pelo SAG durante esta emergência zoosanitária foi a necessidade de um rápido processamento das amostras de laboratório e, desta maneira dispôr de informação confiável para confirmar ou descartar a presença da enfermidade.
Considerando isso e num esforço de investimento importante para o Serviço chileno, se adquiriu um sequenciador genético, equipamento utilizado para análise molecular de variantes genéticas de agentes patógenos.
A Máquina teve um custo de US$203.476,3 e se encontra instalada no Laboratório Lo Aguirre do SAG, permitindo contar com tecnologia de ponta para determinar o grau de patogenicidade de cepas virulentas de Influenza Aviária e Paramyxovírus (causador da doença de Newcastle) em aves, ou a identificação de diversas bactérias. Também se poderá estabelecer o porcentual de similitude, dos patógenos que se pode encontrar, com a base de dados mundial de sequências genéticas, o GenBank, o que permitirá um controle ainda mais rápido e efetivo de qualquer futuro evento sanitário.

A resolução que declara o Chile Livre de Influenza Aviária é o resultado de um trabalho coordenado entre o setor público e privado, restabelecendo o patrimônio sanitário chileno. Com isso, o Chile volta à posição entre os países com mais alta credibilidade entre os mercados importadores de carne de ave em nível mundial por seus grandes padrões de qualidade.

Diamond V


NOVIDADES

 

REVISTA

Revista aviNews aviNews Brasil Julho 2021

ARTIGOS DA REVISTA



 
 


Consultar outras edições


 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies