18 ago 2021

BRF inaugura uma de suas unidades mais avançadas no conceito de Indústria 4.0 em Seropédica (RJ)



AUTOR(ES)

Priscila Beck

A BRF inaugurou nesta quarta-feira (18/8), em Seropédica (RJ), uma de suas unidades mais avançadas no conceito de Indústria 4.0, a primeira exclusivamente dedicada à produção de salsicha do País. Com investimento de R$ 300 milhões e geração de 400 empregos diretos até o primeiro trimestre de 2022, a planta comporta uma produção de 140 toneladas de salsicha por dia que deverá refletir numa ampliação de 10% na produção da BRF.

“Essa planta vem para atender uma demanda que não estava sendo atendida pela BRF“, explicou Lorival Luz, CEO Global da BRF, durante entrevista coletiva à imprensa. “Inicialmente vai produzir a salsicha Perdigão, que já é produzida em Videira, que é a maior planta de salsichas do mundo, com uma produção de 7 milhões/dia”, completou.

seropédica salsichas

Seropédica é a 40ª unidade da BRF no mundo e a 35ª no Brasil. Segundo Lorival, a unidade será abastecida com carnes de aves e suínos vindas das plantas da região Sul, podendo ser atendida também por unidades da região Centro-Oeste.

A escolha de Seropédica para abrigar a unidade foi estratégica, já que o município está localizado próximo ao arco metropolitano e a Rodovia BR 116 (Via Dutra), o que garante facilidade no recebimento de matérias-primas, insumos e no escoamento da produção de forma eficiente para todo o Sudeste, que é um dos maiores mercados consumidores de salsichas do País. Estudo realizado pela Kantar no primeiro semestre aponta que salsicha ocupa o quinto lugar em frequência de consumo dos brasileiros.

“Esta inauguração acontece em um momento importante para a BRF, quando estamos investindo cerca de R$ 2,5 bilhões em diversos estados para ampliação e modernização de nossas unidades, tendo em vista o avanço da estratégia de crescimento Visão 2030. Seropédica é um exemplo de tecnologia de ponta e sustentabilidade e tem papel importante para cumprir nossos compromissos ambientais e sociais”, destaca Lorival Luz, CEO global da BRF.

Os equipamentos instalados na nova unidade possibilitam a produção em grande escala, com processos mais energeticamente eficientes. Entre as novidades tecnológicas, toda a operação é controlada on-line e pode ser acessada por aplicativo mobile. Segundo Vinícius Barbosa, vice-presidente de Operações e Suprimentos da BRF, as tecnologias adotadas na nova unidade são resultado de um projeto piloto desenvolvido na fábrica de Toledo (PR).

“Seropédica é o lugar perfeito para praticar tudo o que já aprendemos lá”, salientou. “Estamos muito confiantes com a implementação e sobre quanto o time está sendo capaz de se adaptar a trabalhar com mais dados e mais tecnologia”, completou.

Entre os ganhos mais significativos estão o aumento de eficiência em 5% na produção, por causa de todo o controle digital na unidade. Esse incremento implica em uma diferença significativa: por mês, chegam a representar sete carretas a mais de produtos destinados ao consumidor.

Os ganhos de eficiência, prevenção de perdas e controle de qualidade são outras das vantagens competitivas da nova unidade. As informações sobre produção, insumos e estoques estarão todas disponíveis em tempo real, facilitando a tomada de decisões e estratégias da Companhia.

O projeto prevê uma futura expansão, incluindo novas linhas de produção de diversas categorias de alto valor agregado. Além disso, as áreas comuns como administrativa, infraestrutura, caldeiras, refrigeração, armazenamento, entre outros equipamentos, comportam a ampliação.

“Temos estudos que mostram a viabilidade do aumento da produção, inclusive de produtos diferentes, visando o mercado interno. Nossa produção atual do projeto comporta 140 toneladas/dia, mas podemos facilmente dobrá-la, atingindo 280 toneladas/dia”, finaliza Vinícius Barbosa, vice-presidente de Operações e Suprimentos da BRF.

Sustentabilidade e Proteção Ambiental

A planta conta com luz natural em parte de suas instalações, além de utilizar energia limpa de aproximadamente 600 painéis solares, ocupando uma área de 1.320m2, com geração de mais de 10% da energia consumida na unidade. A água e os resíduos serão reaproveitados em diversos processos da planta, seguindo todas as normas sanitárias vigentes.

A Companhia incluiu em seu projeto formas de preservar a fauna e flora local, como por exemplo, o monitoramento dos Rivulídeos – peixes raros encontrados apenas em poças d’água em épocas de chuva. A Companhia firmou ainda convênio com a Fundação de Apoio à Pesquisa Científica e Tecnológica da UFRRJ (Fapur), para que o processo de acompanhamento da qualidade da água, do habitat e a análise de parâmetros populacionais dos peixes possam abastecer os bancos de dados de órgãos ambientais, além de manter ações de manejo e conservação da espécie.

Também como parte das iniciativas sustentáveis da unidade, a BRF, junto à prefeitura de Seropédica e ao Programa Olhos D’água, do Instituto Terra, realizou o plantio florestal de uma área de 11.300m² na bacia do Rio Guandu, principal provedora de água para a cidade do Rio de Janeiro e Baixada Fluminense. O plantio foi efetuado no entorno de uma nascente, que é fonte de água para um produtor rural da região e será mantido pela Companhia pelos próximos três anos.

Com informações da Assessoria de Imprensa



NOVIDADES

 

REVISTA

Revista aviNews aviNews Brasil Julho 2021

ARTIGOS DA REVISTA



 
 


Consultar outras edições


 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies