AUTOR(ES)

María de los Angeles Gutiérrez

Diamond V

Conteúdo disponível em: Español (Espanhol)

 

A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) foi informada pelo Ministério de Relacões Exteriores (MRE) que Taiwan abriu seu mercado para as empresas exportadoras de genética avícola do Brasil.

De acordo com o Departamento de Saúde Animal do MAPA, isto é reflexo dos crescentes investimentos em pesquisa genética realizados pelo Brasil na última década, o que tem permitido o desenvolvimento de linhas de alto valor genético. Estes produtos são atrativos para os países que necessitam melhorar a produtividade de seus planteis.

A informação foi repassada através de um documento do Escritório de Inspeção e Quarentena de Saúde Animal e Vegetal de Taiwan (BAPHIQ), que aceitou o Certificado Zoosanitário Internacional (CZI) apresentado pelo Brasil para os embarques. O CZI é válido para a exportação de pintos de um dia e ovos férteis.

A ação é resultado de um esforço conjunto da ABPA, MRE e Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

O presidente-executivo da Asociação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Francisco Turra, disse:

“Além de ser um reconhecimento à excelência do status sanitário brasileiro, a abertura do mercado taiwanês aponta para novas oportunidades de vendas para um segmento de altíssimo valor agregado, sobre o qual o Brasil já conquistou o status de plataforma exportadora”.

Diamond V


NOVIDADES

 

REVISTA

Revista aviNews aviNews Brasil Julho 2021

ARTIGOS DA REVISTA



 
 


Consultar outras edições


 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies