24 abr 2020

Uso de Biossurfactantes: a decisão inteligente no atual cenário de mudanças na cadeia soja/biodiesel

biossurfactantes lysoforte kemin
get_the_title



AUTOR(ES)

Patricia Aristimunha

Gerente de Servicios Tecnicos Kemin Brasil y America del Sul

Diamond V

Conteúdo disponível em: Español (Espanhol)

Mais de 70% dos custos de produção de aves está relacionado à alimentação e, portanto, para obter melhor retorno do investimento (ROI) é necessário o uso de ingredientes de qualidade e alto valor nutricional, além de aditivos que promovam a estabilidade e melhor aproveitamento destes. Para obter-se um melhor ROI, diferentes fontes de óleos e gorduras são inclusas na ração, com o objetivo de fornecer ácidos graxos essenciais, reduzir o incremento calórico, aumentar a densidade energética, melhorar a palatabilidade e aspectos físicos, além de facilitar a peletização da dieta.

biossurfactantes lysoforte kemin

As fontes de gordura podem ser de origem animal, ricas em ácidos graxos saturados e com tendência a serem sólidas, dependendo da fonte, ou de origem vegetal, em geral ricas em ácidos graxos insaturados e na forma líquida. Entre as mais utilizadas na alimentação das aves estão o óleo degomado de soja e as gorduras animais (especialmente de aves e suínos).

Segundo dados da Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (ABIOVE), em 2019 o Brasil produziu 8,6 milhões de toneladas (Mt) de óleo de soja, sendo que 7,8 Mt ficaram no mercado interno e, deste volume, 4,1 Mt (53%) foram destinadas à produção de Biodiesel. Dentre as matérias primas utilizadas na produção do biodiesel (B10) em 2018, o óleo de soja representou 70% do volume e a gordura animal, 16% (Tabela 1).

biossurfactante lysoforte kemin

Tabela 1. Matérias primas utilizadas na produção de biodiesel (B10) no Brasil – 2014 a 2018

O preço do óleo de soja degomado registrou significativa alta no mercado brasileiro, chegando a R$ 3.646,97/tonelada na cidade de São Paulo em dezembro de 2019, o maior patamar nominal da série do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (CEPEA), iniciada em julho de 1998.

Segundo pesquisadores do CEPEA, o aumento está atrelado à baixa disponibilidade do derivado nas indústrias, em um momento em que a demanda doméstica segue bastante aquecida. No geral, o movimento de alta nos valores do óleo de soja é verificado desde agosto de 2019, quando notícias começaram a indicar aumento na quantidade mínima obrigatória da mistura de biodiesel ao óleo diesel – que passou de 10% (B10) para 11% (B11) em 1º de setembro de 2019 (Resolução CNPE Nº 16 DE 29/10/2018). Desde então, a liquidez no mercado brasileiro de óleo de soja cresce significativamente.

A mesma resolução prevê que os percentuais mínimos de adição obrigatória de biodiesel irão crescer gradativamente nos próximos anos, alcançando 12% em 2020 (projetado uso de 57% do óleo de soja do mercado interno para esse fim) e 15% em 2023, o que remete a uma perspectiva de aumento ainda maior nos preços e menor disponibilidade de produto de qualidade para uso na nutrição animal, a partir desse ano.

biossurfactante lysoforte kemin

Figura 1. Perspectivas do complexo soja no Brasil em 2020 (milhões de toneladas). Fonte: ABIOVE, 2019

Algumas das estratégias para contornar esta conjuntura são:

Controle e análises dos fatores que afetam a qualidade das gorduras, principalmente no que tange os processos oxidativos;

Uso de ferramentas que controlem a perda nutricional oxidativa e os danos que o processo oxidativo promove à saúde animal;

Alternativas que melhorem a utilização da gordura pelo animal e que ofereçam, portanto, um bom custo/benefício das dietas e uma menor dependência desta matéria prima, já que podem promover a retirada parcial de gorduras da dieta, mantendo o resultado zootécnico.

Antioxidantes são substâncias que prolongam o período de conservação de rações, premixes, óleos e gorduras, protegendo-os contra a deterioração causada pela oxidação, processo químico irreversível no qual oxigênio molecular se combina com nutrientes resultando na rancificação, redução da qualidade e valor nutricional do alimento. O produto antioxidante ideal deve contemplar uma excelente capacidade de sequestrar radicais livres, conter quelantes metálicos, visando diminuir a capacidade pró oxidativa de alguns metais, além de surfactantes para facilitar a homogeinização, já que as moléculas antioxidantes normalmente são lipofílicas e os radicais livres hidrofílicos.

biossurfactantes

Produtos que maximizem a digestão e absorção de lipídeos, como os biossurfactantes, são ferramentas importantes para obter o melhor ROI das dietas. Biossurfactantes eficientes aumentam a digestão e absorção de nutrientes, em especial da gordura. Eles maximizam os processos de hidrólise, emulsificação e absorção de gorduras, além do aproveitamento das vitaminas e pigmentantes lipossolúveis.

biossurfactantes

Um estudo foi conduzido na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) para avaliar os efeitos do biossurfactante LYSOFORTE® eXtend na qualidade de pellet, performance zootécnica e deposição de gordura abdominal em frangos de corte recebendo dieta a base de milho e farelo de soja (com inclusão de óleo degomado de soja), com duas diferentes matrizes de reformulação.

Neste ensaio, 1.400 frangos de corte machos Cobb x Cobb 500 de 1 dia de idade foram alojados em 56 boxes experimentais em galpão climatizado.

Frangos recebendo LYSOFORTE® eXtend on top apresentaram desempenho zootécnico superior (ROI 8:1 on top vs. dieta controle sem o produto), enquanto as reformulações com LYSOFORTE® eXtend (com retirada de parte do óleo) apresentaram clara rentabilidade através da redução de custos de ração, manutenção da performance das aves e aumento de ROI (3:1 para reformulação de 60 Kcal/kg vs. dieta controle sem o produto).

O uso de LYSOFORTE® eXtend também reduziu a gordura abdominal das aves e melhorou o Índice de Durabilidade do Pellet (PDI). Estes resultados demonstraram toda a versatilidade do biossurfactante LYSOFORTE® eXtend como ferramenta para nutrição animal.

Figura 2. Efeito do LYSOFORTE® eXtend no desempenho (1-42d) de frangos de corte recebendo óleo de soja

biossurfactantes lysoforte kemin
biossurfactantes lysoforte kemin

*Controle Positivo – dieta padrão (CP); Controle Positivo + Lysoforte Extend (on top); Controle Negativo (CN1) (dieta padrão com redução de 60 kcal/kg); Controle Positivo reformulado com Lysoforte (matriz com redução de 60 kcal/kg); Controle Negativo (CN2) (dieta padrão com redução de 100 kcal/kg); Controle Positivo reformulado com Lysoforte (matriz com redução de 100 kcal/kg). Teste de Tukey a-b-c-d (P < 0,05).

CONCLUSÃO

A demanda por biocombustíveis é uma tendência mundial que deverá seguir crescendo. Neste contexto, a gestão de processos de compra e utilização de matérias primas na dieta animal é essencial para a manutenção da saúde financeira de qualquer companhia, tornando-se imprescindível o uso de ferramentas para contornar situações de aumento de custos e redução de oferta de produtos de qualidade, que são indispensáveis para a produção animal. A constante atenção e manutenção da qualidade e estabilidade dos óleos e gorduras é fundamental desde a origem até o comedouro e, para isso, as análises de rotina e o uso de soluções que mantenham esta estabilidade são de suma importância.

Além disso, é necessária a constante busca por alternativas e ferramentas para melhor custo/benefício, como os biossurfactantes eficientes, mantendo-se o alto desempenho produtivo.

Referências

Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Anuário estatístico brasileiro do petróleo, gás natural e biocombustíveis. Rio de Janeiro, 2019.
Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Óleo diesel passa a conter mínimo de 11% de biodiesel a partir de 1º de setembro. Agosto de 2019. Disponível em: <http://www.anp.gov.br/noticias/5298-oleo-diesel-passa-a-conter-minimo-de-11-de-biodiesel-a- partir-de-1-de-setembro>
Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (ABIOVE); Amaral, D. F. Soja e biodiesel no Brasil: conjuntura e perspectivas. VII Congresso da Rede Brasileira de Tecnologia e Inovação de Biodiesel. Florianópolis, 2019. Disponível em: < http://abiove.org.br/wp- content/uploads/2019/11/46.-Congresso-doBiodiesel.pdf>
Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (CEPEA). SOJA/CEPEA: com procura maior que oferta, preço do óleo atinge recorde. Disponível em: < https://www.cepea.esalq.usp.br/br/diarias-de-mercado/sojacepea-com-procura-maior-que- oferta-preco-do-oleo-atinge-recorde.aspx> Referência interna Kemin TPAS-19-989
Resolução CNPE Nº 16 DE 29/10/2018. Diário Oficial da União (DOU) de 8 de Novembro de 2018. Disponível em: <https://www.legisweb.com.br/legislacao/?id=369098>

biossurfactantes lysoforte kemin




MERCADO +

DataProdutoValor
05/08/2020 Congelado +
(kg)
R$ 4,94
05/08/2020 Resfriado +
(kg)
R$ 4,94

* ORIGEM BASTOS (SP)
DataProdutoValor
27 - 31/07/2020 Branco +
Vermelho +
(cx. 30 dúzias)
R$ 83,91
R$ 104,32

* ORIGEM BASTOS (SP)

SESSÕES TÉCNICAS ESPECIAIS +

REVISTA AVINEWS BRASIL +

NOVIDADES

 

REVISTA

Revista aviNews aviNews Brasil Junho 2020

ARTIGOS DA REVISTA



 
 


Consultar outras edições


aviagen
 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies