10 jul 2018

Biosseguridade para granjas de postura comercial é tema de cartilha

Bienestar Animal abre debates del XVI Congreso APA de Huevos en Brasil Cartilha Biosseguridade Granjas de Postura Comercial


AUTOR(ES)

Priscila Beck

Diamond V

Requisitos Básicos de Biosseguridade para Granja de Postura Comercial é o tema da mais nova cartilha editada pela Embrapa Suínos e Aves, dentro do projeto BBP – Ovos (Boas Práticas de Produção na Postura Comercial). O material traz orientações aos produtores de ovos brasileiros, como localização e distâncias, medidas estruturais de prevenção, procedimentos de rotina, de final de lote e gestão da biosseguridade.

Mas o que exatamente quer dizer Biosseguridade?

Já em sua introdução, a cartilha esclarece que Biosseguridade é a adoção de um conjunto de medidas e procedimentos operacionais que visam prevenir, controlar e limitar a exposição das aves contidas em um sistema produtivo a agentes causadores de doenças.

O documento traz orientações ilustradas e até croquis com exemplos de como se deve construir um acesso à granja de postura, com o objetivo de impedir a circulação entre locais chamados de “sujos” (escritório, área externa da granja,
banheiros) e “limpos” (vestiário e acesso aos aviários).

Cartilha Biosseguridade Granjas de Postura Embrapa

Exemplificação de vestiário. Área sombreada em azul representa “área suja”. As setas indicam o fluxo de banho e troca de roupa para acesso à granja.

Todo o conteúdo foi baseado no PNSA (Programa Nacional de Sanidade Avícola) do Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento). Mas o material também acrescenta recomendações, que visam propiciar a sanidade avícola e auxiliar na manutenção da competitividade da cadeia produtiva.

O PNSA estabelece normas de regulamentação da produção avícola nacional e de vigilância epidemiológica e sanitária para as principais doenças aviárias:

  • Doença de Newcastle (DNC);
  • Influenza aviária (IA);
  • Salmoneloses: S. Gallinarum, S. Pullorum, S. Enteritidis e S. Typhimurium;
  • Micoplasmoses: M. gallisepticum, M. synoviae e M. meleagridis.

Porém, segundo os autores da Cartilha, as normas de biosseguridade devem prevenir não apenas estes importantes patógenos previstos no PNSA, mas também evitar a entrada de outros agentes que propiciem riscos ao setor avícola.

O conteúdo da cartilha foi produzido pelas pesquisadoras da Embrapa Suínos e Aves, Sabrina Castilho Duarte e
Fátima Regina Ferreira Jaenisch, pelo analista da unidadeJoão Dionísio Henn, pela coordenadora do Programa de Sanidade Avícola do Rio Grande do Sul (Seapi), Flávia B. Borges Fortes, e pelo coordenador do Programa de Sanidade Avícola de Santa Catarina (Cidasc), Jader Nones.

Antes de fazer o download da cartilha, confira algumas das importantes dicas contidas no material:

  • O aviário de postura comercial deve ser construído longe de outras criações, fato que contribui para reduzir as chances de contaminações;
  • O aviário também deve ter um único portão de acesso, evitando desta forma o livre trânsito de pessoas, veículos e animais no interior do núcleo de produção;
  • Recomenda-se instalar o silo em local próximo à cerca de isolamento do núcleo, no lado interno, que permita abastecimento de ração com o caminhão do lado externo da cerca. Desta forma, não é necessária a desinfecção do caminhão;
  • Sugerimos que seja solicitado aos prestadores de serviços, como vacinação, debicagem e pessoas que tenham amplo acesso a outras granjas, a obrigatoriedade de banho para acesso à granja, visando minimizar riscos potenciais;
  • Cabe ressaltar que a troca periódica da solução (água + desinfetante) é fundamental. De nada adianta uma solução
    que já não possui o princípio ativo na concentração necessária, pois a mesma não terá a ação desejada.

Os autores do material destacam que não existe um programa de biosseguridade único aplicável a todas as granjas devido às diferenças e peculiaridades de cada uma.

“Porém, a cartilha reúne as recomendações básicas que de alguma maneira devem ser inseridas no programa que for estabelecido em cada granja”, destaca o material. “Manter um programa de biosseguridade é uma maneira inteligente de evitar prejuízos imensuráveis”, completa.

BBP – Ovos

 

O projeto Boas Práticas de Produção na Postura Comercial é desenvolvido na Embrapa Suínos e Aves desde 2015. A proposta desse trabalho é contribuir para a melhoria da gestão, da qualidade e da biosseguridade de granjas comerciais de postura.

A cartilha é apenas um dos braços do trabalho, que também atua na capacitação de técnicos e de produtores. A iniciativa é voltada para pequenos e médios agricultores familiares, cuja produção de ovos é oriunda de galinhas criadas em aviários californianos tradicionais.

“A proposição de medidas de adequação (higiênico-sanitárias, de manejo e construtivas) vem ao encontro das boas práticas a serem implantadas por serem eficazes do ponto de vista dos custos e em função da implicação direta com a biosseguridade (granja e produto final) e saúde das aves”.

Gostou? Não se esqueça de fazer download do pdf da cartilha. Basta clicar no link que está logo abaixo do título desta matéria.




MERCADO +

DataProdutoValor
23/11/2020 Congelado +
(kg)
R$ 6,23
23/11/2020 Resfriado +
(kg)
R$ 6,38

* ORIGEM BASTOS (SP)
DataProdutoValor
16-20/11/2020 Branco +
Vermelho +
(cx. 30 dúzias)
R$ 101,96
R$ 123,72

* ORIGEM BASTOS (SP)

SESSÕES TÉCNICAS ESPECIAIS +

REVISTA AVINEWS BRASIL +

NOVIDADES

 

REVISTA

Revista aviNews aviNews Brasil setembro 2020

ARTIGOS DA REVISTA



 
 


Consultar outras edições


aviagen
Logo Ceva
 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies